Opiniões

Mais nomes de Campos e SJB para deputado em 2014

Palácio Tiradentes, sede da Alerj, na qual que miram muitos nomes da planície goitacá
Palácio Tiradentes, sede da Alerj, na qual miram muitos nomes da planície goitacá

Entre os nomes de oposição e situação do grupo à frente da Prefeitura de Campos, que podem se lançar em 2014 à Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e à Câmara Federal,  este blog ontem se deu ao trabalho de reunir aqui duas listas distintas, esboçadas antes pelos blogueiros Gustavo Matheus (aqui) e Cláudio Andrade (aqui), além de depois somar a elas alguns outros nomes, citados aqui por Wladimir Matheus, presidente do PR, ele mesmo uma dessas alternativas, tanto a deputado estadual, como federal. Pois hoje, a jornalista Suzy Monteiro incluiu aqui dois outros nomes entre os pré-candidatos: José Geraldo e  Fabrício Lírio, que formariam uma dobrada goitacá do PRP, respectivamente, à Câmara e à Alerj. Ressalvado que não está fechada a possibilidade de Zé Geraldo concorrer como estadual, vamos a algumas outras, ainda não citadas:

Oposição

Nildo Cardoso (PMDB) — Vereador mais votado em 2012, é o nome eleitoralmente mais forte em Campos do partido do governador Sérgio Cabral e do seu pré-candidato a sucedê-lo, Luiz Fernando Pezão. A preferência do edil é pela Alerj, embora seja quase certo que o partido vá demandar candidato local também a deputado federal.

Andral Tavares Filho (PV) — Deve concorrer mais uma vez à Alerj, até por necessidade da legenda, que ainda pode ter mais um candidato local a deputado estadual e outro a federal.

Odete Rocha (PCdoB) — Muito bem votada como vereadora em 2012, mas prejudicada pela nominata, também deve concorrer mais uma vez a deputada estadual.

Nelson Nahim (PPL) — Nome quase certo para deputado estadual, caso se reelegesse vereador em 2012, agora pode preferir apoiar a pré-candidatura de Rafael Diniz (PPS), pois se este conseguir uma cadeira na Alerj, abriria a sua na Câmara Municipal de Campos ao irmão mais velho de Anthony Matheus, o Garotinho (PR).

Situação

Bruno Dauaire (PR) — Independente de São João da Barra ter ou não a nova eleição a prefeito pela qual seu pai, Betinho, e todo o grupo de Anthony Matheus, o Garotinho, tanto anseiam, deve atender ao convite pessoal da deputada estadual Clarissa Matheus (PR) de concorrer à Alerj.

PT do B — Presidido em Campos pelo vereador Mauro Silva, é objetivo do partido da base da prefeita Rosinha (PR) lançar candidato a deputado federal e estadual no Norte e Noroeste Fluminense. Mauro não se arriscará, mas o partido tem outras opções locais, como os também vereadores Cecília Bainha e Eduardo Crespo, além de Chico da Rádio e Guilherme Negão.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Estou aprendendo que fazer política é jogo de xadrez com um enorme tabuleiro, e a cada movimento e momento, novas pedras, e novas posições são assumidas nesse jogo. Eu, na verdade, assim como o Fabrício, estou caminhando cuidadosamente nesse tabuleiro, mas, ainda longe de definições reais. Hoje, meras probabilidades.

    Minha votação não foi expressiva e não sei se meu nome poderia, e estaria à altura de representar parte de nossa população-cidadã nesse futuro breve (já em 2014).

    Se se perceber essa vontade nas pessoas, se conseguirmos o fortalecimento do PRP local, objetivando manter a discussão dos interesses de nossa população em alto nível, aí sim, exsurgiria a possibilidade real de uma candidatura minha, mesmo assim se ela ainda pudesse vir acompanhada de suporte por pessoas naturalmente envolvidas na nova geração de nossa política local, e o natural apoio da nova juventude de Campos.
    O tempo é grande conselheiro.

  2. Politicos antigos e jovens comprometidos NAO nos interessam.

Deixe uma resposta

Fechar Menu