Opiniões

Fundamentalismo envangélico de Rosinha barrou Nelson Rodrigues do Trianon?

Diretor de teatro noticia que peça de Nelson Rodrigues foi barrada no Trianon por motivos religiosos

Por Cláudio Andrade, em 09-07-2013 – 10h38

Oi Claudio!

Bom dia!

Eu sou diretor do Grupo de Teatro Oito de Paus aqui no Rio de Janeiro e sou primo do Marcelo Rebel como ele falou com você pelo facebook.

Então, vou te explicar o absurdo que aconteceu.

Mais ou menos em maio eu entrei em contato com a Fundação Trianon (presidente João Vicente) e apresentei o projeto da nossa peça que está em cartaz aqui no Rio chamada “Bonitinha, mas ordinária” de Nelson Rodrigues e eles aceitaram. E o que ficou firmado entre nós é que faríamos uma apresentação no Teatro Trianon no dia 10 de agosto. Mandamos a nossa documentação toda certinha, tivemos gastos e etc.

Em junho a Fundação me ligou confirmando. Porém, na semana passada eu recebi um e-mail da Fundação Trianon me informando que a peça tinha sido cancelada porque houve uma mudança de presidência da Fundação Trianon que agora é apenas Teatro Trianon e que agora a Fundação que comanda tudo é a Fundação Osvaldo Lima e a nova presidência tinha cancelado alguns espetáculos. Diante disso, ontem, eu liguei para a Fundação em busca de uma resposta mais concreta do que tinha acontecido.

Liguei e consegui falar com o João Vicente (antigo presidente da Fundação Trianon) que me contou indignado que a nova Fundação (Osvaldo Lima) tinha cancelado a peça porque era Nelson Rodrigues e a peça poderia ofender a prefeita Rosinha Garotinho por ela ser evangélica. Inclusive acham que a peça teria muitos palavrões, que é imoral e etc… Ou seja, a ignorância reina mesmo nessa prefeitura e nessa prefeita que provavelmente não conhece as obras do consagrado autor nacional Nelson Rodrigues pra achar que ele é imoral ou algo do tipo.

Bom, foi isso. Espero que você possa nos ajudar a fazer barulho contra essa absurda espécie de censura pela qual o Grupo passou.

Luís Felipe Perinei

[email protected]

Obs: contraditório salvaguardado aos agentes públicos municipais.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 9 comentários

  1. é porque conforme o título da peça, aqui em Campos dos Goytacazes, também temos uma.

  2. Ela, a bonitinha de Campos, não gosta de concorrencia.

  3. E a cara dessa prefeita que nada entende de cultura !

    Pena termos uma pessoa tao pequena como prefeita…

  4. Pequena no nome e grande na hipocrisia.

  5. Vamos conversar com o antigo secretário de segurança Álvaro Lins sobre a pureza da cidadã……ele sabe de muitos detalhes (trecho excluído pela moderação)…..

  6. Adorei Marcos…Onde tem fumaça tem fogo.(rs).

  7. Em breve teremos pessoas sendo queimadas na praça São Salvador pela inquisição do PR em Campos.

  8. Ignorância! Só pode ser isto! Despreparo. Não sei e nem quero saber quem vetou a peça, seja quem for, tem todo o meu desprezo.
    Eu só tenho um preconceito: Rejeito completamente a burrice, a ignorância. Posso compreender a ignorância daqueles que não tiveram oportunidade, ou que foram mal atendidos de alguma forma, mas acho intolerável a ignorância de quem quer que seja que ocupa cargo público, em qualquer nível, seja por mandato, seja por proteção de quem o detém.
    NOTA ZERO PARA QUEM IMPEDE QUALQUER PROCESSO OU ATIVIDADE CULTURAL, SOBRETUDO, PORQUE O ESTADO É LAICO!

  9. “Bonitinha e Ordinária”…Será q a Sra. Prefeita já viveu essa peça?Vamos pedir ajuda aos universitários?Ou ao sr Álvaro Lins?

Deixe uma resposta

Fechar Menu