Do que meu pai me ensinou a amar

“a ave do tempo
pouco espaço tem para voar
e a ave está a voar”

(bird)

asas

(p/ meu pai)

amarelo de van gogh
blues me impele a pintar
chuva estala dedos na batida
e água escorre na telha
entre as teclas do sax

solo sonhado
nos sonos do samurai
como o bardo
como édipo rei
pra quem matar é traição

torrente verte mais forte
sobre idolatria de papel
que molha, seca
mas se escreve todo dia
até o sol nascer

campos, 13/10/98

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 3 comentários

  1. santos

    Lindo! O lamento do sax, a poesia ,a música ,o sentimento ,a emoção , as lágrimas,a saudade ,a ilusão.Tudo isso me faz ,cada vez mais ,te admirar.
    Na madrugada tudo é tão real!

  2. Savio

    Aluysio, belíssimas estas homenagens ao seu pai, o grande jornalista, Aluysio Cardoso Barbosa, de quem tive a honra de ser aluno na Turma de Jornalismo de 1974-1978.

    Você tem o privilégio (e a responsabilidade) de ter o mesmo nome do seu pai. Ao ver os textos publicados, os poemas e as músicas, não há como negar o seu “DNA”, seja na sensibilidade seja no “traço” jornalístico. Com certeza, o mestre Aluysio está feliz!

    Num dos encontros que tive com o velho mestre, comentamos exatamente sobre música, porque era do seu conhecimento o meu ‘hobby’ de pesquisar sobre o tema, desde 1963, quando fui locutor de rádio. Fiquei “devendo” a ele uma coleção com cerca de 50 interpretações diferentes da música “Laura”, tema do filme do mesmo nome. Quando quiser receber a referida coleção, é só me avisar que eu a levarei até você, em homenagem ao querido amigo e professor.

  3. Annibal Ribeiro Gonçalves

    Grande Aluysio,não tenho dúvidas que seu Pai está muito feliz ao receber suas Belas Homenagens. Eu também fiquei feliz em lembrar do jovem, muito jovem Aloysinho que conheci e hoje, um maduro Aloysio Barbosa. Abraços à Familia Barbosa e em especial à Dona Diva a quem respeito,admiro e sempre agradeço tudo que fez por mim.Quanto ao “Barbosão”, com licença, Benção.
    Do Amigo Annibal

Deixe um comentário