Opiniões

Flashes do transporte público de Campos, do protesto à expropriação dos ônibus

 

Do IMTT, os grevistas seguiaram em passeata, carregando seu caixão rosa, até à sede da Prefeitura de Campos (foto de Genilson Pessanha - Folha da Manhã)
Já pela manhã, os rodoviários em greve seguiram em passeata, carregando seu caixão rosa, até à sede da Prefeitura de Campos (foto de Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Rodoviários chegam com seu caixão rosa até à sede da Prefeitura de Campos (foto de Genilson Pessanha - Folha da Manhã)
Rodoviários chegam com seu caixão rosa até à sede da Prefeitura de Campos (foto de Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Servidores municipais da Saúde Pública foram até à Prefeitura se solidarizar em protesto com os rodoviários em greve (foto de Genilson Pessanha - Folha da Manhã)
Servidores municipais da Saúde Pública foram até à Prefeitura se solidarizar em protesto com os rodoviários em greve (foto de Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Rodoviários 5 - RS
Rodoviários e servidores da Saúde tentam ser recebidos dentro da Prefeitura (foto de Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Em negociação tensa, o secretário de Comunicação Mauro Silva tenta formar uma comissão a ser recebida na Prefeitura (foto de Genilson Pessanha - Folha da Manhã)
Em negociação tensa, o secretário de Comunicação Mauro Silva propõe que os manifestantes formem uma comissão para ser recebida dentro da Prefeitura (foto de Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Rodoviários7 - RS
Já dentro da Prefeitura, acompanhado do secretário de Planejamento Fábio Ribeiro e do presidente do IMTT, Álvaro de Oliveira, Mauro Silva disse aos integrantes da comissão dos rodoviários que o governo Rosinha já pagou mais de R$ 157 milhões às empresas de ônibus, desde 2009, mas não apretesenta dados comparativos do que esse repasse significa (foto de Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Depois de saírem da  Prefeitura, à tarde os rodoviários grevistas se reuniram no IMTT com Álvaro de Oliveira, enquanto outros esperavam do lado de fora, com uma nova foto colada ao caixão rosa (foto de Rodrigo Silveira - Folha da Manhã)
Depois de saírem da Prefeitura, à tarde os rodoviários grevistas se reuniram no IMTT com Álvaro de Oliveira, enquanto outros esperavam do lado de fora, com uma nova foto colada ao caixão rosa (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Rodoviários ponte
Por conta da passeata que os rodoviários fizeram nas ruas centrais, após saírem do IMTT, no início da noite, um gigantesco engarrafamento se formou, até Guarus, através das pontes sobre o Paraíba, como a Leonel Brizola, ex-Rosinha Garotinho (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Rodoviários8 - RS
Informados da operação do Ministério Público, em atendimento à Prefeitura e com apoio da PM, rodoviários da São João se sentam e até deitam à entrada da garagem da empresa, para tentarem impedir a saída dos ônibus (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Acompanhado da Polícia Militar comandada pessoalmente pelo tenente coronel Antônio Carlos Sabino, o promotor Marcelo Lessa chega à garagem da São João (foto de Rodrigo Silveira - Folha da Manhã)
Acompanhado da Polícia Militar comandada pessoalmente pelo tenente coronel Antônio Carlos Sabino, o promotor Marcelo Lessa chega à garagem da São João (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Rodoviários10 - RS
PMs usam a força para afastar os manifestantes dos portões da garagem da São João (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Rodoviários11 - RS
Afastados os manifestantes, os PMs abrem os portões da garagem da empresa (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Rodoviários12 - RS
Observado por Marcelo Lessa, o comandante Sabino, de pistola em punho, comanda a entrada de viaturas da Guarda Civil na garagem da São João (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Rodoviários13 - RS
Sob o cordão de isolamento da PM, os ônibus da São João começam a ser conduzidos para fora da garagem, com destino ao pátio da antiga Ceasa, em Guarus (foto de Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

Com dizer luminoso sugestivo ao pára-brisas, os servidores da Prefeitura obrigados a conduzir os ônibus para fora da garagem se desculpa com os grevistas (foto de Silésio Corrêa - Folha da Manhã)
Com dizer luminoso sugestivo ao pára-brisas, os servidores da Prefeitura obrigados a conduzir os ônibus para fora da garagem se desculparam com os grevistas (foto de Silésio Corrêa – Folha da Manhã)

 

Além de servidores da Prefeitura com habilitação da categoria D, bombeiros militares também foram usados para conduzir os ônibus para fora da garagem, como na Rogil (foto de Silésio Corrêa - Folha da Manhã)
Além de servidores da Prefeitura com habilitação da categoria D, bombeiros militares também foram usados para conduzir os ônibus para fora da garagem, como na Rogil (foto de Silésio Corrêa – Folha da Manhã)

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 13 comentários

  1. Povo é gado pra essa prefeita … os trabalhadores ficam sem receber mesmo ??? acorda gente essa prefeita é (trecho excluído pela moderação) .

  2. Sinais

    Ultimamente, nossa cidade tem vivido momentos de grande turbulência, em face de diversas manifestações populares, e de entidades classistas, na sua maioria, pela péssima ou falta da prestação de serviços públicos essenciais, somada a justa e legítima reivindicação salarial.

    Capitaneada por um grupo que almeja alcançar a direção de nosso Estado, recebemos sinais diários, de que a coisa é muito mais séria do que parece. Com o “modus operandi”, inaugurado com a campanha dos royalties, onde houve bloqueio de vias públicas e utilização de barricadas com pneus flamejantes (lembram), essa prática tornou-se corriqueira e pretexto a qualquer insatisfação popular.

    Ao ler as notícias, hoje pela manhã, me chamaram a atenção, as ações dos poderes públicos na apreensão de coletivos nas empresas. Ora, muito célere a atuação desses poderes em dar respostas ao povo, ainda que de forma precária e insuficiente. Mas, gostaria mesmo, é de ver esta agilidade, quanto ao caso “ Meninas de Guarus”, as graves denúncias do Programa “ Cartão Cidadão” e tantas outras, que adormecem no limbo da obscuridade.

    É assim que tratam trabalhadores e empresários, travestidos no, “minha cidade meu amor”, usam a violência, que gera mais violência, para tentar sanar uma questão salarial, que eles, como parte, deveriam encontrar solução. Considero o transporte coletivo em nossa cidade, um dos mais caros do País, uma vez que, subsidiado pelo erário (tesouro público), é pago por todos os munícipes, inclusive, dos que dele não se utilizam.

    Li, que a Chefe do Executivo Municipal, reclamou de pessoas “de fora” em manifestações, que discriminação é essa, por exemplo, temos várias empresas “de fora”, que prestam serviços milionários e não essenciais em nosso rico município, (EMEC, PCE,etc.) contratadas e bem pagas por ela. Isso pode!

    Vamos aguardar o desenrolar desta tragicomédia, mas de antemão, espero que não se inaugure uma nova fase de manifestação, tão corriqueira em outros cantos do país. Ao povo… bem, ao povo, resta apelar para a ajuda divina, porque destes governantes de “deus”(não é erro de grafia) só virá “Beijinho no ombro”.

    “Lasciate ogna speranza voi cheentrate!” Percam todas as esperanças. Estamos todos no inferno. – Dante Alighieri

  3. Para coibir a violência em Campos não vemos tanto empenho daqueles que deveriam zelar pela segurança da população.

  4. Então entram em propriedade privada a força e tiram bens assim, sem diálogo, isso tem nome, é um absuuuuurdooooo!!!!!! QUANDO CRIOU PASSAGEM DE R$ 1,00 PARA SE PROMOVER, E NÃO DE GARANTIR MAIS UM DIREITO, LIMITOU TAMBÉM A LIBERDADE, O DIREITO DE IR E VIR!!! TEM QUE SER REVISTA ESSA POLITICA!, CAMPOS TEM QUE SER PASSADA A LIMPO!!!

  5. Infelizmente, foi o povo manipulado que escolheu…. Então, eles merecem! A gente paga o preço junto.

  6. Este promotor não é aquele foi a Brasilia com nosso dinheiro acompanhando a Prefeita e sua comitiva na tentativa de sensibilizar o Supremo na questão dos royalties? bom seria se o caso citado das meninas, e outros casos de violecia que de forma galopante tem crescido em nossa cidade recebessem a mesma atenção dele. Interessante que quando Campos estava “sem” prefeita e os famingerados do poder acamparam na prefeitura estabelecendo a desordem; quando os partidários do PR inclindo vereadores invadiram aeroporto e heliporto de nossa cidade quebrando e provocando instabilidade total o promotor não apareceu. Onde ele estava? gostaríamos de saber. se é para manter a ordem porque não tomou nenhuma atitude naquele período quando até o judiciário foi desafiado pelos Garotinhos em “greve” de fome sem quererem deixar a PMCG. absurdo!
    Infelizmente o que encontramos é um judiciário inoperante que sempre trabalha em favor do poder hegemônico intimidando os trabalhadores sob alegação de fazer cumprir o direito de ir e vir da população, virando as costas para classe trabalhadora em detrimento ao státus daqueles que querem se perpetuar no poder. Sendo o promotor da cidade o mesmo que naquele momento se manteve alheio a tudo que estava acontecendo,agora quando a administração da prefeita é questionada numa situação que envolve a classe trabalhadora, ele aparece e questiona a legalidade do movimento? Penso que o sidicato da classe patronal, deve se unir agora ao da classe trabalhadora e pedir a interdição do mesmo por abuso de autoridade, complacencia entre outros absurdos que configuram a ação do MPE na pessoa deste promotor.
    Não defendemos a baderna e sim o diálogo coisa que o poder executivo não quer. Porque o promotor não convidou os representantes classistas e a PMCG para diálogar, ao invez de agir de forma truculenta como o fez, demonstrando total parcialidade? será que os casos citados anteriormente não mereciam a mesma atenção dele? sinceramente, quem tem o MPE na mão não precisa de negociação. aguardamos os proximos desdobramentos.

  7. Parabéns, Frias , muito boa sua colocação sobre a situação,protagonizada pela prefeita (trecho excluído pela moderação) e de sua excelencia (trecho excluído pela moderação).
    Cadê a valentia da excelencia,pra dar provimento em várias denúncias protocoladas em seu ministério?
    Cadê a agilidade,imparcialidade e (trecho excluído pela moderação) do de seu cargo para enfrentar essa (trecho excluído pela moderação) que esta instalada no poder a nos dizer todos os dias que (trecho excluído pela moderação) vale a pena ?

    vergonha de morar aqui, (trecho excluído pela moderação) de vcs…

  8. O Marcelo Lessa tá vivo e atuante,(trecho excluído pela moderação)!Esse é o papel do MP,apoiar a prefeita somente nesses casos,e quanto as atitudes e falhas do governo?Ah,sei a JUSTIÇA tem (trecho excluído pela moderação),quando quer é claro!

  9. isso é para ver que o MP esta (trecho excluído pela moderação), só não ver quem não quer

  10. Esse cara gosta mesmo é de holofotes. Não perde uma oportunidade para tentar aparecer, mesmo só fazendo…. Produzir resultados concretos para o exercício do mister, nada.

  11. alguem ja parou pra pensar na familia desses motoristas e cobradores que deve ta passando alguma necessidade em casa.

  12. Pelas imagens, concluo que a Ditadura está de volta!Tantas denúncias, tantas coisas importantes sem esclarecimento e não temos “notícia” do Ministério Público!
    Não se trata de “dois pesos, duas medidas”, trata-se de muitos pesos e nenhuma medida! Há uma clara desigualdade nesta história!

  13. Tem gente depois das ações intempestivas de ontem deve estar delirando ate agora” aiii como continuo (trecho excluído pela moderação)” sai pra la (trecho excluído pela moderação), quem não te conhece que te compre.

Deixe uma resposta

Fechar Menu