Após encenar pênalti no campo, Fred continua a interpretar em vídeo da CBF

Assim como o pênalti que encenou em campo, ontem, gerando o gol da virada brasileira contra a Croácia, Fred hoje encenou, diante a câmera da CBF, a versão de que não cavou a penalidade (foto: AP)
Assim como o pênalti que encenou em campo, ontem, gerando o gol da virada brasileira contra a Croácia, Fred hoje encenou, diante a câmera da CBF, a versão de que não cavou a penalidade (foto: AP)

 

Depois de encenar o pênalti que gerou o gol da virada do Brasil, ontem, contra a Croácia, a repercussão negativa do lance em todo o mundo (confira aqui) fez com que a CBF gravasse e divulgasse hoje um vídeo, no qual o centroavante titular de Felipão continuou a interpretar não ter se atirado acintosamente dentro da área, induzindo o erro do árbitro japonês Yuichi Nichimura, no jogo de abertura da Copa do Mundo:

— Foi pênalti claro. Não existe mais pênalti ou menos pênalti. A Fifa mandou a comissão de arbitragem aqui para orientar todos os jogadores, para não ter agarra-agarra na área que os árbitros iam dar pênalti. Naquele lance, dominei a bola com a direita já para virar para a esquerda, eu sofri uma carga no ombro, perdi o alcance da bola, me desequilibrou e eu caí. Não sou jogador de ficar caindo. Um jogo atrás, contra a Sérvia, sofri uma carga, me desequilibrei e mesmo caído fui para a bola para fazer o gol. Ouvi muita gente falando que não foi pênalti, mas teve sim a carga e foi suficiente para me tirar da bola para eu fazer o gol. Nada vai abalar nosso ambiente aqui, nada vai tirar o nosso foco, e está todo mundo muito preparado. Não vamos tirar o brilho da nossa vitória, que foi muito merecida, que foi muito difícil.

Após a partida, os croatas não economizaram nas reclamações contra os erros de arbitragem que favoreceram  a seleção brasileira. Zagueiro que disputou o lance com Fred, Dejan Lovren disse que é melhor “dar a taça logo ao Brasil”. Por sua vez, o técnico croata Niko Kovac denunciou na coletiva após o jogo:

— Se alguém viu pênalti, levante a mão. Eu não posso levantar a mão. Nenhum dos presentes no estádio ou os 2,5 bilhões que assistiram à partida mundo afora viram pênalti, se for assim, haverá mil pênaltis na Copa,. Foi ridículo o que fizeram. Não tem nada a ver com esse árbitro em especial, tem a ver com jogar aqui no Brasil, o Brasil ser o grande favorito para ser campeão. As regras valem para os dois lados. O slogan da Fifa é “respeito”, então, que haja respeito para as duas equipes, se continuarmos assim, vamos ter um circo.

A polêmica levou o chefe do departamento de arbitragem da Fifa, o suíço Massimo Busacca, a também se pronunciar publicamente sobre o lance. Para ele, ainda não se pode falar em erro do árbitro japonês e muito menos em punição:

— Foi uma decisão, tomada de forma honesta, sobre o que ele viu e para o que se preparou. A gente não pode falar em punição.

Confira o vídeo da CBF com a versão de Fred:

 

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 3 comentários

  1. sandra santos

    O contraditório.Direito de defesa

  2. Aluysio

    Cara Sandra,

    Como asseverou nosso Rui Barbosa: “Contra fato, não há argumento”. Não há, pois, direito capaz de defender algo que, aos olhos do mundo, visto e revisto sob todos os ângulos, simplesmente não foi.

    Abç e grato pela chance de ressaltar o óbvio!

    Aluysio

  3. josé dos santos.

    Como dizia o meu pai, futebol não é corrida de cavalo mas é uma grande marmelada,e para trouxa.

Deixe um comentário