Artigo do domingo — Dilma ou Aécio? Aécio ou Dilma? Por quê?

O futuro dos nossos filhos, hoje, na nossa ágora de Atenas
O futuro dos nossos filhos, hoje, na nossa ágora grega das urnas

 

Desde que foi encerrado o primeiro turno, em 5 de outubro, não voltei a ocupar este espaço dominical de opinião, que em dias de mais sorte era preenchido pelos artigos do meu pai. Nos dois domingos seguintes, primeiro franqueei o espaço à jornalista da Folha Júlia Maria Assis, para que ela comungasse (aqui) com você, leitor, sua argumentação como eleitora pensante da presidente Dilma Rousseff (PT). Já no último domingo, cedi o espaço ao Gustavo Matheus, presidente municipal do PV e também eleitor de Dilma, mas para que ele falasse (aqui) sobre outro tema tão polêmico quanto a eleição presidencial brasileira: o caso “Meninas de Guarus”, que cinco anos após ser descoberto pela Polícia e noticiado com exclusividade pela Folha, gerou cinco prisões preventivas, entre elas a do ex-vereador Nelson Nahim (PSD), irmão do deputado federal Anthony Garotinho (PR) e tio de Gustavo.

Enquanto isso, no decorrer do segundo turno, usando o blog “Opiniões”, com link direto na Folha Online, abri uma enquete atualizada diariamente com dois eleitores, um de cada presidenciável, respondendo à pergunta: “Você vota em Dilma ou Aécio? Por quê?”. No dia seguinte, para garantir a equidade até em qualquer eventual mensagem subliminar na edição, a pergunta sofria uma inversão na ordem dos fatores, visando garantir a democracia do produto: “Você vota em Aécio ou Dilma? Por quê?”. Confira aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aquiaqui e aqui, com os agradecimentos a Rafael Diniz, Marcão, Vitor Menezes, Alexandre Bastos, Marcelo Amoy, Alexis Sardinha, Hélio Coelho, José Cunha Filho, Christiano Abreu Barbosa, José Luis Vianna da Cruz, Gustavo Landim Soffiati, Gustavo Oviedo, José Paes, Adriano Moura, Gustavo Matheus, Joca Muylaert, Murillo Dieguez, Cilênio Tavares, Luciano D’Angelo, José Geraldo e Aristides Soffiati, meu capitão.

Essa despretensiosa brincadeira de ágora grega visava tentar resgatar o sentido da democracia em seu berço, na Atenas da Antiguidade. Ademais, o resgate de valores basilares não deixou de servir como alternativa didática ao nível asqueroso que a discussão entre eleitores de Dilma e Aécio alcançou nas redes sociais e até nas ruas, com enfrentamentos físicos como os da última quinta-feira, nas ruas de São Paulo, ou nas pichações e depredações na editora Abril (confira aqui), na sexta, também na capital paulista, por conta da matéria em que a revista Veja publicou naquele mesmo dia novas revelações sobre outro caso polêmico: o “Petrolão”.

No entanto, mesmo sem querer, a brincadeira de ágora grega no blog e na Folha Online cometeu o mesmo erro imperdoável dos inventores da democracia: só homens tiveram suas vozes ecoadas à coletividade. Para corrigir este falha infeliz, sobretudo num país governado por uma mulher, que teve outra quase também disputando o segundo turno, outro jornalista da Folha, o Arnaldo Neto, saiu às ruas do Centro da cidade, ágora da nossa planície goitacá, para buscar só de mulheres, aleatoriamente, sem nenhuma pretensão científica ou metodologia que não o acaso, a resposta à pergunta: “Dilma ou Aécio? Aécio ou Dilma? Por quê?”

Confira abaixo as repostas. Se elas não foram as mesmas suas, minha amiga, meu amigo, é exatamente isso que antes de Cristo os gregos chamaram de democracia.

 

“Eu voto na Dilma para dar continuidade aos bons projetos dela. No governo da Dilma muita gente conquistou sua moradia e eu espero que outras pessoas também possam conquistar. Se for para botar uma pessoa que eu não sei o que vai fazer, melhor deixar como está”.

(Jussara Ferreira, 49 anos, faxineira)

 

“Eu voto no Aécio Neves porque acredito e achei boas as propostas dele. Além disso, tem esses escândalos de corrupção, que também influenciaram na minha decisão. A Dilma teve quatro anos para fazer um bom governo e não fez. É hora de dar oportunidade a outro. Falam muito do Bolsa Família, mas é mal administrado. Muita gente que não precisa ganha o benefício, enquanto outros que precisam não conseguem ganhar”.

(Cristina Gomes, 32 anos, empregada doméstica)

 

“Já votei nela no primeiro turno e não tenho o porquê de não votar na Dilma agora. Não acredito que o país melhore mais do que já melhorou. Meu medo é de trocar o governo e até piorar. Prefiro continuar com a Dilma”.

(Cristina Barcelos, 40 anos, bordadeira)

 

“Meu voto é do Aécio Neves porque é necessário que esse país mude. Vivemos sob um governo medíocre, que quer segurar o voto do povo com o benefício do Bolsa Família. O Brasil tem um governo que nunca deveu tanto, que quer afundar esse país. O que nos move, nos faz confiar no Aécio, é esse espírito de mudança”.

(Denise Gomes, 49 anos, comerciária)

 

“Tenho medo do Aécio, de mudar com o que ele propõe. Para os jovens é difícil votar no PSDB. Embora a gente não tenha muita lembrança dessa época, o histórico do governo tucano não é bom. O PT governa um pouco mais para o povo. Eu voto na Dilma”.

(Juliana Nazário, 20 anos, estudante)

 

“Acredito que devemos votar naquele que representa a melhor opção de governo para o país. No momento a melhor opção, ou a menos pior, é o Aécio Neves. Não teve um fator decisivo que me levasse a essa decisão durante a campanha, apenas acredito que é a hora de mudar”.

(Juliana Rangel, 20 anos, estudante)

 

“Na verdade, a gente ainda deposita um pouco de esperança nessa mulher. Eu voto na Dilma e acredito que nos próximos quatro anos ela dará continuidade e vai melhorar o pouco de bom que ela fez.  Eu não sou beneficiária, mas o Bolsa Família ajuda muita gente. Houve também o controle da inflação, embora tenha voltado subir um pouco agora, vou continuar com a Dilma”.

(Nelsa Félix, 40 anos, vendedora)

 

“Voto em Aécio. Acredito que ele seja mais capacitado que a Dilma. Sabe expor com firmeza e clareza seus planos de governo. E, além do mais, não adianta dizer que o gigante acordou e permanecer com as mesmas escolhas”.

(Layra Alves, 28 anos, assistente administrativa)

 

“Voto na Dilma primeiramente porque não concordo com o PSDB e não concordo com a plataforma de governo do Aécio. Na verdade eu gostaria de ter uma terceira opção, pois no primeiro turno votei na Luciana Genro. Mesmo com os escândalos de corrupção, o governo petista foi bom para a classe média e inferior. O Aécio e o partido dele não têm nada de bom para apresentar, a não ser o Plano Real”.

(Ludymilla Mendes, 27 anos, atendente)

 

“Voto em Aécio não por achar que ele, ou o PSDB, seja melhor para o Brasil. Mas, ainda o considero o menos pior. O PT e a senhora Dilma nos colocou em uma patamar, como ela mesmo diz, ‘estarrecedor’. O país precisa passar por essa mudança”.

(Angélica Paes, 31 anos, assistente administrativa)

 

“Voto na Dilma porque durante o governo tucano quase não foram realizados concursos públicos. Durante o governo Dilma e Lula tivemos muitos concursos. Esse é o fator principal, foi o que determinou o meu voto”.

(Rackel Carvalho, 25 anos, gerente comercial)

 

“Voto no Aécio Neves. A inflação está muito alta e não dá para aceitar isso. O PT é uma decepção para o Brasil. Além de tantas denúncias de corrupção, tem a questão das alianças com políticos sabidamente corruptos. E também porque não concordo com a forma que os projetos sociais são administrados. Acredito que a melhor opção seja o Aécio”.

(Nelita Campos, 36 anos, professora)

 

“É a primeira vez que voto para presidente, mas está difícil escolher. Esse jogo de acusações entre os candidatos nos deixa sem possibilidade de escolha. No primeiro turno eu votei na Marina, mas agora não sei em que vou votar”.

(Mariana Florêncio, 19 anos, estudante)

 

“Ainda estou pensando em quem vou votar, acredito que só vou escolher no domingo. Não tenho preferência sobre um ou outro candidato ainda”.

(Graziela Mendes, 37 anos, estudante)

 

“Chego à semana da eleição sem ter escolhido um candidato. Aconteceu o mesmo no primeiro turno e eu votei nulo. O mais provável é que no domingo eu faça isso de novo. Com esse quadro que está aí, prefiro não colaborar com isso”.

(Daniele Almeida, 34 anos, agente administrativa)

 

 

Publicado hoje na Folha

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 7 comentários

  1. Jurema

    A direita raivosa está preocupada com a vitória de Dilma. Estou falando dos Bolsonaros e Felicianos, da turma que prega “direitos humanos para humanos direitos”, (trecho excluído pela moderação)

  2. RONEY FERREIRA

    Votei na Marina no primeiro turno,mas hoje votei em DILMA,pois apesar de vários problemas que o pais atravessa,ainda acho melhor o PT que o PSDB que quando governaram o pais (trecho excluído pela moderação) e isso me marcou muito,pois meu pai trabalhou 40 anos de sua vida.

  3. RONEY FERREIRA

    Votei na Marina no primeiro turno,mas hoje votei em DILMA,pois apesar de vários problemas que o pais atravessa,ainda acho melhor o PT que o PSDB que quando governaram o pais (trecho excluído pela moderação) e isso me marcou muito,pois meu pai trabalhou 40 anos de sua vida.
    (RONEY FERREIRA – FARMACÊUTICO)

  4. alberto luis c a

    Vamos votar na dilma e depois vamos para ruas ver (trecho excluído pela moderação) conflontos como o da revista veja Pt e isso e a mudança sera com Dilma denovo.

  5. alberto luis c a

    vamos de Dilma depois para ruas e pedindo mudança e (trecho excluído pela moderação) de quem não tem nada com issoes de joranalistao povo sendo roubado e quebrando patrimonio

  6. alberto luis c a

    vamos votar no aecio para não ir as ruas denovo pedir mudanças 45 neles.

  7. alvaro

    Parabéns a raquel pela aprovação no concurso público feito por dilma.

Deixe um comentário