Opiniões

Do melhor da lida blogueira

Stoa Sul da ágora de Atenas, julho de 2009 (foto de Ícaro Barbosa)
Stoa Sul da ágora de Atenas, julho de 2009 (foto de Ícaro Barbosa)

Já escrevi mais de uma vez que o grande barato da lida blogueira é a interatividade, capaz de gerar nos comentários consequências dialéticas tão ou mais interessantes do que as postagens originais que os causaram. Foi o caso da troca desenvolvida aqui, no diálogo com o comentarista Marcus Vinicius, leitor da coluna Ponto Final, publicada na Folha diariamente nos últimos 37 anos,  desde seus tempos mais felizes sob a pena de Aluysio Barbosa, o Bom. Não por outro motivo, na relevância maior de postagem, segue abaixo:

 

 

  • marcus vinicius

    Caro Aluysio acho totalmente desnecessárias as pesquisas aqui vinculadas:
    1-Que os “GAROTINHOS” estão em queda isto é fato não se discute.
    2-Tentar prever o que irá acontecer em 2016 é praticamente impossível,tendo apenas 50% de chance de estar certo pois pode ganhar o candidato da oposição como o candidato apoiado pelos “GAROTINHOS”.
    3-Estas pesquisas servem mais ao governo que a oposição pois eles podem utiliza-las como objeto de estudo para se encontrar uma estrategia para que se mude o curso da politica desfavorável atualmente aos “GAROTINHOS”.
    4-Tentar dizer que os “GAROTINHOS” estão mortos politicamente é uma inverdade pois, quer queira quer não .eles já escreveram seu nome na historia politica do Brasil.
    5-Se a oposição se descuidar, com a habilidade politica que os “GAROTINHOS”possuem somados a maquina municipal e a consciência do eleitorado,que já esta provado a ultima lembrança é a que fica ,ou seja,o que se define a eleição são os fatos gerados 6 meses antes uma eleição,assim sendo,corremos um sério risco de termos esse grupo politico por mais tempo no poder.

     

     

    • Aluysio

      Caro Marcus Vinicius,

      Talvez não seja desnecessário dizer:
      1 – Li todas as pesquisas Pro4 e Pappel para tentar descrevê-las em matérias. Confio em seus núneros. Mas sei tb que são retratos do instante. Tivesse que apostar para 2016, o faria tendo qualquer candidato do garotismo como favorito.
      2 – Concordo. Sinceramente, acredito que o leitor mais atento dessas consultas mais detalhadas do Pro4 foi Anthony Garotinho, melhor intérprete de pesquisas que pessoalmente vi.
      3 – Sobre o que penso da gravidade exercida pelo garotismo na história da política de Campos, indico a (re)leitura: http://www.fmanha.com.br/blogs/opinioes/2014/10/06/ponto-final-qual-o-tamanho-de-garotinho/

      Abç e grato pela chance do debate!

      Aluysio

       

       

      • marcus vinicius

        Caro Aluysio sou leitor da coluna Ponto Final desde a época do seu saudoso Pai,sei que a Folha não omite a relevância dos “GAROTINHOS”na historia politica de Campos do Rio e do Brasil.
        Só para Registrar nunca votei nos “GAROTINHOS” por discordar da forma como governam.
        Dai a querer jogar uma pá de cal nos “GAROTINHOS” ,embora fosse um grande avanço para nosso município,acho que ainda não será dessa vez pois nunca vi um politico com tanta sede de poder,não tem sábado,domingos ou feriados ele respira politica 24 horas por dia.
        A unica chance de nos livrarmos dos “GAROTINHOS” seria se tivéssemos por aqui uma filial da Lava Jato do Dr.Sergio Moro que faria também muito empreiteiro daqui ver o sol nascer quadrado.

         

         

        • Aluysio

          Caro Marcus Vinicius,

          Queira-se ou não, goste-se ou não, não há como escrever sobre política ou sequer viver em Campos sem orbitar em torno da gravidade mais densa do garotismo. A Folha, enquanto porta voz de sua comunidade, não o seria se não reconhecesse isso como fato histórico e (ainda) presente. Certamente, grande parte disso, como vc bem disse, deve-se à capacidade de dedicação, de trabalho e à perseverança quase inumanas de Anthony Garotinho, sem par em qualquer nome dos que se lhe opõem em Campos.
          Por motivos bem diferentes, sobretudo de natureza moral, é a mesma dedicação, trabalho e perseverança que movem tanto o juiz federal Sérgio Moro, quanto o procurador da República Deltan Dallagnol, no brilhante trabalho conjunto na investigação do Petrolão (confira aqui:http://www.fmanha.com.br/blogs/opinioes/2014/12/21/o-bem-que-um-juiz-e-um-promotor-podem-fazer-a-um-pais/). De fato, é um trabalho que só encontra paralelo (confesso) na Operação Mãos Limpas na Itália, responsável lá por desarticular e prender os envolvidos na sórdida mistura entre política e crime que sempre existiu no Brasil, mas passou a ser institucionalizada no país sob o governo do PT.
          Tão certo quanto infelizmente, não se fez perceber ninguém do mesmo nível e com o mesmo compromisso cidadão na nossa comarca, seja no Judiciário, mas principalmente em nossos Ministérios Públicos Estadual e Federal — este, curiosamente tão ativo, por exemplo, durante o governo Mocaiber. Lamento maior que esse, meu caro amigo, só por vc e os demais leitores do Ponto Final, acostumados com meu pai, serem hoje obrigados a se contentar conosco.

          Abç e grato pela chance de dizer algumas coisas!

          Aluysio

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Realmente para os jornalistas que escrevem sem terem medo de discordâncias e através delas reafirmarem uma ideia ou se convencerem do contrário , a interatividade que possibilita a internet , é uma grande ferramenta.
    Sobre o embate noto que há convergência sobre grande parte dos textos, embora a forma de expressar seja diferente.
    Por derradeiro como Leitor embora realmente estivesse acostumado com os textos do seu pai,que eram únicos,hoje temos a continuidade em um formato dinâmico onde vários blogueiros e jornalistas incluindo você se revezam para colocar um Ponto Final nos assuntos diários seguindo a lição do Mestre.

  2. Caro Rafael Gimenez,

    Essa é a intenção. Bom ter em leitores como o Marcus Vinicius, vc e alguns outros, a sensação de que por vezes alcançamos êxito.

    Abç e grato pela chance do debate!

    Aluysio

Deixe uma resposta

Fechar Menu