Opiniões

Se vão vender o futuro de Campos, que tenham a dignidade de mostrar o recibo

 

Ponto final

 

 

 

Campos-Brasília-Nova York

Na madrugada de quinta, as redes de WhatsApp que movimentam a política goitacá pulularam com a “venda do futuro” de Campos, como é popularmente chamada a tentativa de antecipar as receitas futuras do município. Pessoalmente em Brasília, o marido da prefeita Rosinha Garotinho (PR) e seu secretário de Governo, Anthony Garotinho (PR), tentava usar a Caixa Econômica como intermediária da operação a preço de dólar com a Bolsa de Nova York. O valor da brincadeira, descontada a diferença do câmbio sempre desfavorável: R$ 1,1 bilhão.

 

Religião-política-dinheiro público

Na mistura indesejada de religião, política e dinheiro (público), o secretário teria chegado a pedir pelo WhatsApp que seus partidários em Campos orassem, como na hipnose coletiva de um culto, pela “venda do futuro”. Depois, teria mandado mensagens pedindo graças aos mesmos correligionários, a maioria paga com dinheiro público, dando a entender que o futuro do município já teria sido vendido à sua revelia, posto que todas as pesquisas e enquetes registram rejeição de 80% a 90% dos campistas à operação.

 

Perguntas laicas

Em Campos, dos seus vereadores de oposição Marcão (PT), Nildo Cardoso (PSD), Rafael Diniz (PPS), Fred Machado (PPS) e Zé Carlos (PSDC), qualquer cidadão pode esperar qualquer motivo, coletivo ou pessoal, para terem ingressado com uma ação popular contra a operação financeira, buscada em Nova York com escala em Brasília. Mas é sem juízo de valor que o promotor Victor Queiroz se manifestou, a pedido do juiz Rodrigo Rebouças, da 5ª Vara Cível. Nem contra, nem a favor, o Ministério Público Estadual (MPE) sugeriu um prazo de 72h para a Prefeitura de Campos informar se a decantada operação existe e em quais termos.

 

O recibo

Enquanto os leitos sobram nos hospitais conveniados sem dinheiro e as unidades públicas de saúde ficam lotadas de doentes com carência de tudo, o que esperar quando se denuncia publicamente que verbas federais do Sistema Único de Saúde (SUS) são retidas pela Prefeitura para fazer caixa, e o Ministério Público Federal (MPF) local se atém em vistorias sem efeito prático além dos flashes da imprensa? Quem se presta a comemorar a “venda do futuro” pode não estar errado. Se o presente é este, o porvir já foi vendido. Que se tenha pelo menos a dignidade de mostrar o recibo.

 

Publicado hoje na coluna “Ponto Final”, da Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 5 comentários

  1. Enquanto o coronel estava em Brasilia buscando vender o futuro, oque fazia a oposicao em Campos?
    Por que tambem nao foram ao Ministro alerta como anda sendo gasto o dinheiro na planicie. A ultima é pagar 10 milhoes a duas empresas de propaganda. Qual governo em crise no mundo gasta esse valor enquanto falta ate leite para servir a populacao?

  2. Essa pressão toda é porque não tem como assim do nada indeferir esta Ação, depois das explicações fajudas, ela vai ser indeferida e a farra com nosso dinheiro vai acontecer na cara de todos. Aguardem.

  3. só espero que esse governo inoperante venha está com o pires na mão no ano que vem! e venha querer pegar mais um bilhão: e acho que nós dá população devemos ficar atentos se a partir de agora vai ter os remédios nos postos, boa educação, leite especial para as crianças, cirurgias pra quem precisar, as obras paradas voltarem etc! o discurso da prefeita e do lider é que com esse dinheiro campos será um mar de rosas: e ver se paga os fornecedores e empreiteiros! vamos de mãos dadas campistas assumirmos nosso papel de fiscalisar esse dinheiro: já que a maioria dos vereadores que ganham pra isso não fazem vamos fazer sem ganhar, assim como eles votam a favor do grupo atual nós campistas poderemos usar o nosso direito de votar em 2016 nesses vereadores que votam nesse desmando e em que o casal endicar pra continuar o desmando está chegando a nossa hora!

  4. erro de escrita: que dizer pra usarmos o nosso direira de não votar nesses vereadores que aprovam tudo do governo!

  5. Se a casa cai para os poderosos do PT, a hora dos Garotinhos chegará e todos vão poder entender a farra e desperdício do dinheiro de nossa cidade. Educação precária, saúde sucateada, obras superfaturafas e fornecedores sem receber. Este é o cenário atual da cidade e, ainda vemos contratos milionários como este de publicidade e tantos outros. Realmente a família Garotinho é incompetente e fico triste em ver a cidade de Campos se sucateada e caindo na miséria.

Deixe uma resposta

Fechar Menu