Antes de chamar Lula, Dilma perguntou a Rosinha no que deu chamar Garotinho?

interrogaçao

 

Dedicado à vida acadêmica, o jornalista e blogueiro Ricardo André Vasconcelos usou a democracia irrefreável das redes sociais para quebrar aqui um hiato ruidoso, deixando ao leitor duas perguntas:

 

1) Com Lula no ministério, Dilma ficará reduzida a uma espécie de Rosinha?

2) Alguém se lembra que duas das empreiteiras investigadas na Lava Jato — Odebrecht e Queiroz Galvão — são as empresas que têm os maiores contratos com a Prefeitura de Campos? A primeira está na cidade desde o início do governo Rosinha, construindo casas populares, enquanto a segunda cuida da coleta de Limpeza Pública e recebe cerca de R$ 6 milhões por mês. Será que só cometeram malfeitos nos contratos com a Petrobras?

 

Ao que este “Opiniões”, no hiato provocado pela delação de Delcídio do Amaral, soma uma terceira indagação:

 

3) Antes de “convidar” Lula para super-ministro do Brasil, será que Dilma procurou saber com Rosinha o que Campos se tornou após Garotinho se tornar super-secretário?

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. POLLYANA

    Perfeito! Boa e bem colocada lembrança pelo jornalista Ricardo André.

    Será que os braços do Juiz Moro alcancem a nossa planície, quem sabe, no futuro?

  2. Sérgio Provisano

    Aluysio Abreu Barbosa, eu acompanho atentamente a cena política retratada aqui nas redes sociais, nos blogs, etc. Em especial, não deixo de me informar lendo aqui em seu perfil e no blog Opiniões e nem sempre as coisas expressas, comungam com minhas ideias e opiniões, mas como somos defensores do que chamamos de contraditório, agradeço antecipadamente o espaço que ocupo com uma certa constância. Com todo o carinho, respeito e consideração que tenho pelo Ricardo André Vasconcelos eu não consigo estabelecer esse paralelo entre Dilma e a “prefeita” de Campos dos Goytacazes, para começar, existem diferenças abissais entre Lula e o prefeito e Dilma não é a “prefeita”. Dilma em momento algum, abriu mão da prerrogativa de governar, ao contrário da prefeita que declarou publicamente e simbolicamente entregou o seu diploma para seu consorte, que é de fato quem desmanda neste desGoverno e ao que me consta Lula não participa das decisões políticas e administrativa do governo. Entendo que se Lula vier a ocupar um ministério no governo Dilma, é uma coisa legítima e lógica, Lula é, indubitavelmente uma liderança e vem sendo alvo de uma campanha sórdida de opositores que visam desconstruir a imagem do ex-Presidente, visando desgastá-lo, pois ele será o candidato natural do PT à sucessão da Presidente Dilma. Quanto as suposições de é uma espécie de blindagem do ex-Presidente, não vejo nada de irregular nisto, uma vez que os adversários são implacáveis em seus métodos e aéticos, aplaudem conduções coercitivas que arrepiam a lei, pois para eles, os fins justificam os meios, então nada mais do que normal, que se procure preservar a figura de uma liderança, com os modos legais e políticos que se tenha à mão, estamos numa guerra política. Aqueles que não gostam de Lula, do PT, se tornam, repentinamente defensores “éticos” de que Lula não deveria aceitar o cargo em nome da ética, mas o mesmo comportamento “ético” não é cobrado quando se refere aos seus pares. Quanto as empresas citadas, eu também estranho o fato de que nada tenha sido investigado até o momento, pois indícios de irregularidades sobram, mas aí, eu credito ao desinteresse obsequioso, dos MPs, tanto estadual, quanto federal, parece que aqui estamos numa ilha de probidade total, quando não estamos.

Deixe um comentário