Chicão comemora diminuição da dengue e oposição fecha convenções

Ponto final

 

 

Resultados concretos (I)

Comandado pessoalmente pelo vice-prefeito Chicão Oliveira (PR), o mutirão contra a dengue alcançou resultados concretos — e em setores diversos. Em termos políticos, beneficiou o então pré-candidato governista a prefeito com uma exposição positiva, nas ruas e na mídia, que seus demais concorrentes internos não tiveram. E, depois de confirmada (aqui) sua candidatura na convenção do PR, Chicão comemorou o resultado mais importante: segundo Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Mosquito Aedes aegypti (Liraa), o município não apresenta um caso de dengue há três meses, nem zika ou chikungunya há um mês.

 

Resultados concretos (II)

Ontem (02), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) liberou o resultado do 3º Liraa deste ano. O balanço mostrou que o Índice de Infestação Predial (IIP) do município de Campos caiu ainda mais, chegando a 0,8%, atualmente, o que aponta para um quadro de baixo risco. Segundo o governo Rosinha Garotinho (PR), esse é o resultado de um trabalho sistemático de prevenção, através dos mutirões que foram comandados por Chicão.

 

Rafael espera Nildo e Papinha

Enquanto o governo municipal tem chapa pronta, com Chicão e o vereador Mauro Silva (PSDB) de vice, a oposição desfaz suas últimas dúvidas sobre o tamanho da sua divisão. Hoje, o vereador Nildo Cardoso (DEM) e o suplente de deputado estadual Papinha (PP) dirão porque marcaram (aqui) suas convenções para o mesmo horário e local: às 15h desta quarta, na Câmara Municipal de Campos. O vereador Rafael Diniz, que teve sua candidatura a prefeito lançada (aqui) pelo PPS, conversou em separado com Nildo e Papinha, mas ainda não revelou seu vice, espera a definição de ambos.

 

E o PT?

Também hoje, quem realiza sua convenção municipal é o PT de Campos. Como antecipado ontem (aqui) pela coluna, vai para ela dividido: candidatura própria na majoritária com Hélio Anomal, ou apoiar Caio Vianna (PDT) a prefeito. Na primeira hipótese, sem apoio de nenhuma outra legenda, não conseguirá eleger nenhum vereador. Na segunda, contrária aos interesses rosáceos, cujo líder negociou pessoalmente (aqui) sobre Campos com o presidente nacional petista, Rui Falcão, o objetivo seria uma coligação proporcional com o PMN e, talvez, o PSC do vereador Genásio, partidos que apoiam Caio.

 

Últimos movimentos

Desejado por alguns petistas locais, o apoio a Rafael se tornou difícil por conta das diferenças nacionais com o PPS. Quem ainda pode correr por fora na disputa pelo tempo de propaganda do PT é o ex-vereador e também pré-candidato a prefeito Rogério Matoso (PPL). Ele já tinha o apoio do PC do B da candidata a vereadora Odete Rocha, e ainda tirou (aqui) de Caio o apoio do Pros — que o deputado estadual João Peixoto (PSDC) tentou retomar por cima, mas até ontem sem sucesso. Amanhã (04), Rogério fecha a temporada campista das convenções para outubro.

 

Sem gastança

A Prefeitura de Campos divulgou ontem a programação da 364ª Festa do Santíssimo Salvador. Na próxima sexta-feira, a partir das 22h, quem se apresenta é o Grupo Os Mulekes e, no sábado, dia do Padroeiro, o Padre Max leva o melhor do louvor e da adoração ao público. Como são muitos eventos este mês (Padroeiro, Bienal e Carnaval). A Prefeitura optou por economizar na Festa de São Salvador. Vale lembrar que, em 2013, nos tempos de vacas gordas, só o show do sertanejo Michel Teló, o governo Rosinha gastou R$ 158 mil.

 

Respirando

Após muitos meses de crise, que deixaram comerciantes desesperados, o ritmo começa a voltar ao normal. Além disso, como muitos empresários aproveitaram a crise para enxugar receitas e fazer economias, a retomada será ainda mais rápida. Em julho, Índice de Confiança do Comércio (Icom) do Brasil avançou pela terceira vez seguida, informa a Fundação Getulio Vargas (FGV).

 

Com a colaboração do jornalista Alexandre Bastos

 

Publicado na edição de hoje (03) da Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. nildo

    Mais ou tão importante que esse mutirão contra a dengue, seria um mutirão nos postos de saude e nos hospitais para melhorar o atendimento.Eu acho que o Chicão não conhece muito a sua área que é a medicina não. Ele foi secretário de saude por um bom tempo e não vi nenhuma medida que ele tomasse em prol dos pacientes. Nos hospitais os pacientes tem que dormir na fila para marcar uma consulta, e agora até para um simples exame de sangue o paciente tem que fazer essa maratona também, porque o HG, nem exame de sangue está fazendo mais.

Deixe um comentário