Equipe de Rafael inicia transição de governo hoje, com ou sem Rosinha

Ponto final

 

 

Novela rosácea da transição

A primeira reunião de transição entre os governos Rosinha Garotinho (PR) e Rafael Diniz (PPS) acontece hoje, às 15h, na sede da Prefeitura. Já foram dois adiamentos por parte da atual governo, derrotado ainda nas urnas do primeiro turno de 2 de outubro. A pedido da equipe de transição do prefeito eleito, feito no dia 20, o atual governo demorou quase uma semana para marcar, só no dia 26, a reunião para 3 de novembro — última quinta-feira. E de lá para cá, remarcou a data duas vezes: primeiro para ontem (06), quando adiou mais uma vez, para hoje.

 

Presença da Rosinha ausente

O motivo para o primeiro adiamento, segundo o atual procurador geral do município, Matheus José da Silva, foi o fato de que a prefeita Rosinha queria participar pessoalmente do encontro. O que levou Rafael a se prontificar a fazer o mesmo. Só que, com a reunião adiada para ter a presença da prefeita, ontem ela se fez novamente ausente. Coincidentemente, desde que saíram os primeiros mandados de prisão para os envolvidos naquilo que o Ministério Público Eleitoral (MPE) denunciou como “escandaloso esquema”, na troca de Cheque Cidadão por voto, Rosinha e seu marido e secretário de Governo têm ficado pouco em Campos.

 

Basta nos adiamentos

Após o segundo adiamento de ontem para hoje, o coordenador da transição do governo Rafael, o advogado Fábio Bastos ressalvou em nota: “Fomos informados que amanhã (hoje), com ou sem a presença da prefeita, a reunião será realizada”. Se o prefeito eleito vai esperar a confirmação da presença de Rosinha, para saber se vai ou não, foi definido na noite de ontem que sua equipe de transição irá comparecer à reunião, mesmo que os rosáceos tentem adiá-la pela terceira vez.

 

Maturidade prevalecerá?

Com ou sem Rosinha, hoje irão os coordenadores de transição Fábio Bastos (Governo), José Paes Neto (Procuradoria), Fabiana Catalani (Saúde), Leonardo Wigand (Fazenda), Felipe Quintanilha (Controle Orçamentário e Auditoria), Brand Arenari (Educação) e André Oliveira (Gestão de Pessoas e Contratos). Além deles, estará presente mais um nome confirmado da equipe de Rafael: o jornalista e blogueiro Alexandre Bastos, que coordenará a Chefia de Gabinete. Ontem, o novo governo municipal apelou ao atual: “Neste momento a cidade está acima de qualquer diferença partidária e a maturidade deve prevalecer”.

 

Equipe de transição do prefeito eleito Rafael Diniz (Arte de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)
Equipe de transição do prefeito eleito Rafael Diniz (Arte de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Manobra jurídica

Como a disputa por cadeiras na Câmara conta com um “segundo turno” jurídico, o grupo rosáceo disponibilizou uma tropa jurídica para os investigados que conquistaram cadeiras na Câmara. Uma das manobras jurídicas para garantir a diplomação e posse dos candidatos seria o não comparecimento dos políticos aos julgamentos, forçando a remarcação das audiências e, consequentemente, possibilitando que eles consigam responder no cargo.

 

Quem entra? (I)

Nos bastidores, familiares e assessores dos suplentes não escondem a torcida pela condenação da “turma do cheque”. Foram eleitos e estão na mira: Thiago Virgílio (PTC), Jorge Rangel (PTB), Thiago Ferrugem (PR), Kellinho (PR), Magal (PSD), Ozéias (PSDB), Roberto Pinto (PTC), Cecília Ribeiro Gomes (PT do B), Vinicius Madureira (PRP), Linda Mara (PTC) e Miguelito (PSL). Se os vereadores forem condenados, quem assume as cadeiras?

 

Quem entra? (II)

Em caso de condenação dos 11, mas com os votos contabilizados para as coligações, os seguintes suplentes entrariam: Álvaro Oliveira (SD), Neném (PTB), Joilza Rangel (PSD), Apóstolo Luciano (PSB), Tô Contigo (PRB), José Cláudio (PT do B), Alonsimar (PTC), Jairinho (PTC), Beto Cabeludo (PTC), Josiane Morumbi (PRP) e Marquinho do Transporte (PRP).

 

Quem entra? (III)

Se os vereadores forem condenados e os votos anulados, seria necessário um novo cálculo do quociente eleitoral. Com isso, ganhariam espaço nomes de partidos como PMDB, PPS e PT. Entrariam: Nédio Gabriel (PMDB), Professor Alexandre (PT), Fabinho Almeida (PPS), Dr. Admardo (PSDC), Rosilani do Renê (PSC), Neném, Joilza, Alonsimar, Josiane Morumbi, Beto Cabeludo e Apóstolo Luciano.

 

Em caso de condenação da Justiça, quem sai e quem entra da Câmara de Campos (Arte de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)
Em caso de condenação da Justiça, quem sai e quem entra da Câmara de Campos (Arte de Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

 

Publicado hoje (08) na Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 5 comentários

  1. Juarez Brito

    O Novo Prefeito tem que por muita atenção na Procuradoria Municipal pois como em vários setores da Prefeitura, vários comissionados agem a margem da lei ocupando lugar de Procuradores que a lei exige a prévia aprovação em concurso público.
    Ou seja, situação flagrantemente ILEGAL.

  2. ALEX

    EU DUVIDO QUE ROSINHA APARECA, MESMO PQ SERA INDAGADA EM VARIAS IRREGULARIDADES E TERA QUE MENTIR,,, E AI FICA COMPROVADO NE ?

    ENTAO DUVIDO E MUITO QUE ELA APARECA, SE APARECER SERA SO PRA CONTAR MENTIRAS… COMO SEMPRE !!!

    VIVE DE ENGANAR AS PESSOAS… ENTAO E ISSO AI !

    SORTE TER EXPULSO ELA E SEU MARIDO DA PREFEITURA…

  3. Michelle

    Esses votos têm que ser anulados. Se forem validados, pouco muda o cenário em relação ao que ja estava.

  4. Fátima

    Faz essa transição logo Senhor Prefeito, esperar os derrotados ? Agora #vaiserdiferente
    Parabéns Alexandre Bastos, merecedor , um rapaz simples , inteligente e sei que vai atuar muito bem e estendo os parabéns aos convocados pelo Senhor Prefeito , que a simplicidade e o compromisso com o POVO seja da melhor maneira possível, na torcida de um excelente governo !
    Abraço

  5. Roberto Aquino

    Alexandre Bastos na equipe do novo prefeito? (Trecho excluído pela moderação)

Deixe um comentário