Opiniões

Pressão funciona: Pezão promete pagar servidores e bolsistas da Uenf

 

Capa da Folha da Manhã do último domingo (30)

 

Parece que funcionou a pressão de Campos e do Norte Fluminense em apoio à Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) Darcy Ribeiro, cujo funcionamento chegou a estar ameaçado (aqui) pela grave crise financeira do Estado do Rio. Cobrado em entrevista publicada na Folha (aqui) no último domingo, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) se comprometeu a regularizar os pagamentos futuros dos servidores e alunos bolsistas das universidades estaduais a partir do 14º dia útil de cada mês, a contar de maio. Foi o que ele disse em reunião encerrada agora há pouco, no Rio de Janeiro, com seu secretariado e os reitores da Uenf, Luis Passoni, da Uerj e Uezo.

A forma de pagamento aos servidores e bolsistas das universidades estaduais será o mesmo de todos os ligados à secretaria estadual de Educação (Seduc). Quanto aos atrasados, o governador estimou que poderá saldar as dívidas até final de junho, quando já devem ter sido votados na Câmara Federal todos os destaques, além do Senado, o pacote de ajuda da União aos Estados. Caso isso se confirme, o Estado do Rio espera receber algo em torno de R$ 3 bilhões.

Quanto aos fornecedores, Pezão disse que pretende acertar todas as dívidas após regularizar o pagamento dos servidores. Até lá, pagaria um mínimo para tentar garantir a manutenção dos serviços. Dentro dessa previsão, ele pretende repassar à Uenf, nos próximos dias, entre R$ 100 mil a R$ 200 mil. A universidade não recebe verba de manutenção, em torno de R$ 2 milhões/mês, desde outubro de 2015. Seus servidores estão com o 13º de 2016 e abril de 2017 atrasados, enquanto seus bolsistas estão há dois meses sem receber.

 

Atualização às 18h50 para publicação abaixo da nota oficial abaixo:

 

Nota oficial

O secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social, Pedro Fernandes, e representantes de todas as instituições vinculadas à secretaria: Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo),  Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj),  Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) e  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), se reuniram, nesta sexta-feira (05/05), com o governador Luiz Fernando Pezão.

Este foi o segundo encontro para discutir, conjuntamente, as propostas que foram apresentadas para solucionar a crise que atinge as instituições, tais como a isonomia entre a SECTDS e a secretaria de Educação e o pagamento das bolsas dos cotistas e demais bolsistas. O governador se comprometeu, até o final de junho, priorizar a SECTDS e colocar em dia todas as fohas de pagamento, desde que a haja a aprovação do plano de recuperação fiscal que tramita no Congresso. Os vencimentos a partir de junho, portanto, serão pagos na mesma data-base da secretaria de Estado de Educação.

Outro ponto discutido e acordado foi que o recebimento dos bolsistas será feito junto com o pagamento dos demais funcionários do Estado. Caso seja feito o parcelamento dos vencimentos dos servidores o mesmo acontecerá com as bolsas.  Em relação ao pagamento de fornecedores, a secretaria se comprometeu a continuar as negociações com a secretaria de Estado de Fazenda para garantir os serviços essenciais.

 

Leia a cobertura completa das promessas de Pezão à Uenf na edição de amanhã (06) da Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Servidores da Uenf com 13 /2016 atrasados, alem dos salários de março e abril/2017.

  2. Será?!

Deixe uma resposta

Fechar Menu