Manuela Cordeiro — Trechos e passagens nas cidades

 

Bogotá, Colômbia (Foto: Manuela Cordeiro)

 

 

Conhecida por poucos no centro sul do Brasil, Boa Vista tem muitos destaques positivos. Sua localização é privilegiada em termos de belezas naturais, mas a logística de acesso à cidade não apresenta muitas facilidades. Via terrestre, a BR 174 é o principal eixo de ligação com o Brasil, além do custoso acesso por avião, de produtos agrícolas até o deslocamento de pessoas.

Assim, para planejar a participação em um congresso na cidade de Bogotá, Colômbia; realizei uma pesquisa com relação aos preços das passagens aéreas. Como Boa Vista está localizada em uma tríplice fronteira, sabendo que por vezes as passagens saindo da Venezuela são mais baratas, procurei informações sobre a fronteira Brasil-Colômbia. Ao conversar com amigos colombianos, tive a confirmação do que precisava saber, o altíssimo preço da passagem do trecho Boa Vista/Colômbia poderia ser contornado se escolhesse a rota Boa Vista/Manaus, Manaus/Tabatinga, Letícia/Bogotá. Aproveitando a dinâmica dos trechos, comento sobre alguns aspectos de qualidade de uma cidade.

 

Trecho um — Mobilidade urbana

Já conhecia a grande metrópole da Amazônia. Mas desta vez tive a oportunidade, ainda que a passagem tenha sido breve, de vivenciar a cidade de outra maneira. Amigos me emprestaram uma bicicleta e me aventurei em um sábado ensolarado na região central de Manaus, no cais do porto e no mercado municipal. O transporte público é um dos princípios critérios, seja para políticas públicas, mas também para mim, particularmente, de avaliação​ de uma cidade. Certamente, as linhas de ônibus são muito mais frequentes e abrangentes em Manaus, se em comparação com a também capital Boa Vista.

No entanto, em termos de ciclovia, a capital do extremo norte está melhor equipada. Em algumas ruas no centro da cidade, há uma  sinalização para os ciclistas que não é respeitada pelos motoristas, seja em um passeio rápido como o meu, ou na tentativa cotidiana dos meus amigos. Em comparação ao deslocamento em Boa Vista, onde consigo ir à feira dos produtores locais, universidade e outras atividades de bicicleta, me parece que Manaus poderia ser mais bem preparado para outras modalidades do transporte público.

 

Trecho dois — Violência

Tabatinga está localizada na tríplice fronteira com Colômbia e Peru. Enquanto que, com a Colômbia, o fluxo de pessoas e mercadorias é intenso, o mesmo não acontece com a  primeira cidade peruana localizada na outra margem do rio Amazonas, para a qual é realizado o ecoturismo. Tanto que minha entrada na Colômbia as deu a partir da cidade vizinha chamada Letícia. Apesar da aparente tranquilidade de Tabatinga, fui avisada por diversas ocasiões para ter cuidado com meus pertences ao andar na rua, evitar ruas que não fossem a principal. Por ter nascido no estado do Rio de Janeiro, sempre revisei com cuidado comentários relacionados à violência nas cidades, já que o alarde com relação a violência no Rio era, ao meu ver, condizente com uma realidade macroestrutural que mescla vários elementos, incluindo o tráfico de drogas. Cidades como Boa Vista experimentam uma violência de “pequenos furtos”. A dinâmica é diferenciada com relação a Tabatinga pelo posicionamento entre os países e a interação de produtos entre os mesmos.

 

Trecho três — Cultura

Deve ser um mandamento, chegar em uma capital e se deixar experimentar suas cores, arquitetura, trejeitos das pessoas. Em Bogotá, tive a felicidade de ser muito bem recebida, hospedando-me no bairro histórico onde a cidade foi fundada e, portanto, a cinco minutos de caminhada dos principais museus e prédios históricos do governo. Some-se a isso tudo a grata surpresa do respeito por uma mulher andando sozinha. Ouço por diversas vezes que “Boa Vista não tem cultura”, isso de uma cidade com a sócio-diversidade magnífica que apresenta.

Uma cidade “não possui cultura” é uma afirmação sem sentido nenhum. Em realidade, o que mais acontece é a falta de investimento por ser algo considerado supérfluo. Quando​ não se tratam de grandes centros como Bogotá, os investimentos em cultura ficam escassos e por vezes baseados em viciados mecanismos de troca.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. Silvana

    Boa Vista no centro sul do Brasil?

    1. Aluysio Abreu Barbosa

      Cara Silvana,

      “Conhecida por poucos no centro sul do Brasil, Boa Vista tem muitos destaques positivos” localiza a capital de Roraima no centro sul do Brasil?

      Abç e grato pela participação!

      Aluysio

  2. Luciana Rossi

    Essa diário de Bordo, me alimenta e me move a querer sonhar e desejar cada vez mais me deslocar e descobrir novos cenarios. Obrigada, Folha da Manha e Manuela Cordeiro, por nos proporcionar essa viagem, alimentando nossos desejos. Repito; que navegar é preciso.

  3. Marcos Paulo

    Venho por meio desta parabenizar o prefeito rafael diniz, em melhorar em 100% o transporte publico em Campos em cinco meses de mandato. O rafael diniz aumentou o preço da passagem de onibus em 100%. Parabens rafael diniz, realmente eu e a maioria dos campistas jogamos nosso voto fora… eee Campos… Responde ai rafael…

Deixe um comentário