Carol Poesia — Poesia dadaísta da cidade ideal por um dia

 

 

 

Sem corrupção. Toca a música preferida, na rua. Ninguém passa fome. Curral eleitoral não existe. Cheia de árvores. Trânsito tranquilo. Respeito e bom humor. Bom dia. Boa tarde. Boa noite. Obrigada. Com licença. Pois não. De nada. Seja bem-vindo. Não tem corrupção. Professores valorizados. Alunos conscientes. Posso ajudar? Sou importante. Sou respeitado. Temos teatros. Não temos corrupção. Movimento. Unidade. Parceria. Coletivos. Público, de qualidade. Sem corrupção. Benefícios ilícitos não. Vamos pra frente. Tem gente. Respiração. Um corpo só. Isso aí. Vamos lá. Vai dar. Posso ajudar. Sem corrupção. Comida. Todo dia. Saúde. Ciclovia. Museu. Memória. Democracia. Violência não. Algo que faça sentido. Líder que deixa legado. Positivo, é claro. Tolerância. Diversidade. Muitas cores. Muitos abraços. Muitos sorrisos. E igualdade. Vamos lá. Vai dar. Um corpo só. Sem corrupção.

 

Pegue tudo isso

Coloque em um saco branco

Escreva com caneta preta

UTOPIA

Mas não descarte

Pode ser que

Quem sabe

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Sandra Maria

    Quem sabe?!?!?!?

Deixe um comentário