Opiniões

União contra abusos no Pq. Tamandaré, pela UFF-Campos e Restaurante Popular

 

 

“Gato” flagrado na rua Pero de Góis, que antecede toda noite e madrugada de evento na boate Luxx (Foto: Reprodução de vídeo)

Direito de dormir

Após a divulgação (aqui) de mais uma briga generalizada flagrada em vídeo na saída da boate Luxx, na madrugada da última segunda (23), os residentes do Pq. Tamandaré esperavam uma noite mais tranquila na sexta (27). Ledo engano! Por volta das 23h30, carros passaram a se revezar na rua Pero de Góis, com possantes sons à última altura, regurgitando decibéis muito acima do permitido em lei. Motos sem silencioso passavam pela rua acelerando, em desafio acintoso aos moradores que se reuniram (aqui) na quinta (26) com o superintendente de Postura Victor Montalvão, para ter o direito de dormir em suas casas nas noites dos finais de semana.

 

Rabo entre as pernas

Com um dos IPTUs mais caros da cidade, contribuintes que perderam o direito ao sono sofriam, da rua, a ameaça velada típica dos filmes policiais de Hollywood. Até que a Postura foi avisada da nova impostura, enquanto era divulgado (aqui) mais um flagrante em vídeo. Desta vez, dos permissionários das barracas que vendem bebidas alcoólicas nas calçadas da Pero de Góis. Que, naquele mesmo dia, faziam “gatos” de luz nos fios de iluminação pública. Como acontece em todo o fim de tarde que antecede os eventos da boate. Coincidentemente, ato contínuo, os “valentes” das motos e carros de som possantes enfiaram o rabo entre as pernas e calaram.

 

Oito anos de reclusão

De fato, como a superintendência de Postura informa (aqui) na matéria da página 9 desta edição, quando seus fiscais chegaram ao local, as motos e carros que ameaçavam infernizar a vida de cidadãos, dentro de suas casas, em mais uma madrugada, não estavam mais lá. Mas todos os moradores do bairro residencial ouviram, mesmo se não quisessem, o que antes se deu. Além disso, como a divulgação do vídeo dos “gatos” antecipou e a Enel confirmou, o risco era de interrupção do fornecimento de eletricidade na região. A concessionária também informou que furto de energia é crime, passível de oito anos de reclusão. E que vai apurar a denúncia.

 

Exemplos de união

Além do infortúnio de quem reside no Parque Tamandaré, a edição de hoje da Folha traz duas notícias mais felizes. Assim como cidadãos fazem para ter direito ao sono, demonstram o que a aliança pelo interesse comum pode fazer, a despeito de eventuais diferenças. Na página 2, o esforço (aqui) dos deputados federais Wladimir (PSD) e Clarissa Garotinho (Pros), Chico D’Ângelo (PDT), Alessandro Molon (PSB), Talíria Petrone (Psol) e Paulo Ramos (PDT) pela conclusão do campus da UFF-Campos. Na página 3, a união (aqui) entre o prefeito Rafael Diniz (Cidadania) e o deputado Rodrigo Bacellar (SD) pela reabertura do Restaurante Popular. Campos agradece!

 

Cotado

O deputado federal Christino Áureo (PP) teve seu nome cotado recentemente para assumir, outra vez, a secretaria de Agricultura do Estado. O motivo foi o espaço que seu partido ganhou junto ao governador Wilson Witzel (PSC), sobretudo após o desembarque do PSL — com direito a crítica direta do senador Flávio Bolsonaro ao governador. Mas a assessoria do deputado garante que, apesar de todo compromisso com o setor, Christino está comprometido com a bancada fluminense na Câmara dos Deputados na luta contra a partilha dos royalties e, por ora, não seria o momento de voltar ao Governo do Rio de Janeiro.

 

Justificável

O nome de Christino ser cotado para Agricultura não é uma novidade na política fluminense. Muito pelo contrário. Ele atuou como secretário da área com os últimos quatro governadores:  Anthony Garotinho (sem partido), Rosinha Garotinho (Patri), Sérgio Cabral (MDB) e Luiz Fernando Pezão (MDB). Na gestão Pezão, Christino também esteve à frente da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico. Como secretário, teve papel fundamental nas articulações pelo acordo de recuperação fiscal do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, na Câmara, da Frente Parlamentar do Petróleo e Energias Renováveis.

 

Bilhetagem

A mudança no sistema de transporte público em Campos dá mais um passo nesta segunda. Terá início a integração tarifária nos setores A, da Baixada, e B, de Martins Lage. Para o pagamento da passagem única, é imprescindível que o usuário adquira o Cartão Anda Campos — no terminal de integração, nas rodoviárias Roberto Silveira, do Farol de São Tomé, no Shopping Estrada ou na loja do Anda Campos (próxima à rodoviária Roberto Silveira). Os usuários podem fazer o cadastro do cartão sem custos, apresentando a identidade e o CPF, com a opção de fazer uma recarga mínima de R$5, que será revertida em passagem.

 

Com Arnaldo Neto

 

Publicado hoje (29) na Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu