Entre esquerda e direita, o motivo do burro ser carregado nas costas

 

Criado para fornecer pautas a este blog e ao programa Folha no Ar 1ª edição, da Folha FM 98,3, um grupo local de WhatsApp foi criado. Que, a despeito da condição de Neandertal tecnológico do seu moderador, tem sido bastante movimentado. E, nas últimas semanas, como qualquer outra roda de debate da Terra, foi quase monopolizado pela Covid-19 como tema.

Hoje, uma das integrantes do grupo, de orientação política de esquerda, postou dois tuítes do vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos). Que se mudou de mala e cuia à Brasília para chefiar o “gabinete do ódio”. Responsável pelo tom do discurso do presidente e pai Jair Bolsonaro (sem partido) no último dia 24, no pronunciamento nacional em que chamou de “gripezinha” e “resfriadinho” a doença que, até aqui, já matou 241 brasileiros.

Pois hoje Carluxo, como é também conhecido o filho 02 presidencial, demonstrou não só seu conhecido ódio pela esquerda, como também pela direita liberal. E confundiu marxismo com keynesianismo, onde o Estado assume seu papel de indutor econômico da sociedade capitalista em tempos de crise. Que foi como os EUA saíram da Grande Depressão de 1929, venceram a II Guerra Mundial (1939/45) e reconstruíram a Europa Ocidental e o Japão dos escombros.

Em seu idioma particular, que por vezes demanda tradução ao português, Carluxo se posicionou contra a ajuda do governo do seu pai aos trabalhadores informais do país. Que perderam a subsistência por conta do isolamento social para combater a Covid-19:

 

 

 

Carluxo foi respondido no grupo do blog por um jovem liberal, aluno de Humanas da UFF-Niterói que defende com convicção seu credo. E quebra o paradigma da universidade pública brasileira como monopólio do pensamento de esquerda:

— Fico feliz demais desse sujeito atacar o pensamento liberal. Gera menos confusão entre o que defende um Armínio Fraga (ex-presidente do Banco Central e um dos economistas mais respeitados do país) e o que defende um Carlos Bolsonaro. O engraçado é que 30 anos sendo sustentado, ele e a família toda, com dinheiro público em cargos políticos. não é socialismo. Mas uma ajuda emergencial para informais é socialismo.

Com humor didático, o jovem liberal foi complementado no grupo por outra integrante de esquerda. Com uma ilustração que serve para definir não só o filho 02 do presidente, como o perigo sério e real que seu pensamento representa neste tempo de crise do novo coronavírus. Depois do qual o país e o mundo nunca mais serão os mesmos:

 

 

Com Júlia Maria Assis, Marco Alexandre Gonçalves e Sônia Guimarães Alves

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Carlos Augusto

    Raras vezes vi uma imagem descrever tão bem uma situação. Caro Aluysio e demais leitores deste espaço vi um documentário da série Explicando, da Netflix, que me impressionou pois nele vi a reação dos que seguem os radicais de nosso tempo. Sempre comparei os radicais politicos a fanaticos religiosos. O episodio chamado Cultos me fez acreditar ainda mais nessa idéia. As táticas de manipulação e as tecnicas personalistas me lembraram tanto o que vemos acontecer hoje que fiquei assustado. Sugiro que assistam se possível. Saudações fraternas.

Deixe um comentário