Opiniões

Adeus a Moraes Moreira — Saudades do Galinho e de quem as cantou

 

Ídolos Zico e Moares Moreira

 

Não poderia fechar o dia sem lembrar que morreu hoje Moraes Moreira, aos 72 anos. Alheio ao pesadelo real da pandemia da Covid-19, morreu dormindo.

Da sua história como compositor e cantor, que tão bem soube unir a riqueza da raiz da música popular brasileira com os elementos eletrônicos da música pop internacional, dos Novos Baianos à carreira solo de brilho encerrada com sua morte, outros tantos já escreveram mais e melhor.

Sobre sua história com Campos e São João da Barra, escrita através da Folha da Manhã, em shows antológicos no verão de 1989, em Chapéu de Sol e Farol de São Thomé, e em 2005, no Teatro Trianon, Diva Abreu Barbosa já falou aqui, na boa matéria da Paula Vigneron.

Mas não podia encerrar o dia sem lembrar de outra face do gênio da música: a de flamenguista apaixonado. E antes disto, em fé que comungo, um ziquista juramentado.

Lembrando de Moraes, não dá para esquecer de quando Zico aposentou as chuteiras do Flamengo. No último dia 6 de fevereiro, fez (aqui) 30 anos.  Em que eu e 100 mil pessoas indagávamos em uníssono ao maior craque da história do Maracanã, das arquibancadas do estádio, os versos do músico ainda frescos dos seus shows em Chapéu de Sol e Farol: “Por que parou? Parou por quê? Por que parou? Parou por quê?”

Como Moraes Moreira, tenho saudades do Galinho. E, desde hoje, de quem tão bem as cantou:

 

 

“E agora como é que eu fico

nas tardes de domingo

Sem Zico no Maracanã?

Agora como é que eu me vingo

de toda derrota da vida?

Se a cada gol do Flamengo

Eu me sentia um vencedor

 

Como é que ficamos os meninos,

essa nova geração?

Arquibaldo, geraldinos,

como é que fica o povão?

Será que tem outro em Quintino?

Será que tem outro menino?

Vai renascer a paixão ou não?

 

Falou mais alto o destino

e o Galinho vai cantar

láiá laiá

vai cantar noutro terreiro

no coração brasileiro

uma esperança

quem sabe o fim dessa história

não seja o V da vitória

o V da volta, volta

 

Volta Galinho

que aqui tem mais

carinho e dengo

vai e volta em paz que o Flamengo

já sabe como esperar

você voltar”

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu