Líder no Rio, seguido de Crivella, Eduardo Paes é outra derrota para Bolsonaro

 

Eduardo Paes e Marcelo Crivella

 

Com apenas 6,87% das urnas da cidade do Rio de Janeiro apuradas, ainda é muito cedo. Mas se a tendência já apontada da liderança do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM, com 37,14%), seguido do atual, Marcelo Crivella (Republicanos, com 20,41%), for mantida no primeiro turno de hoje, o segundo em 29 de novembro será uma mera formalidade. Mesmo sem querer se meter na política nacional, Paes voltará à Prefeitura do Rio a partir de 1º de janeiro de 2021, após impor em 2020 mais uma derrota política importante ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Que apoiou o bispo da Universal e sobrinho de Edir Macedo, cuja péssima administração será exorcizada da vida do carioca, onde o capitão paulista fez sua vida política.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe um comentário