Gerp: empate de 50% entre Wladimir e Caio, com apoiador oculto

 

Pesquisa Gerp que apontou o empate de 50% entre Caio “Viana” (na verdade, Vianna) e Wladimir Garotinho já corria nas redes de WhatsApp de Campos às 19h43 de ontem, mesmo que só pudesse ser legalmente divulgada hoje (Infos: Gerp/Print: WhatsApp/Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Pesquisa Gerp que só poderia ter sido legalmente divulgada hoje (27), mas começou a ser disparada nas redes sociais locais desde o início da noite de ontem (26), projetou um empate de 50% a 50% nas intenções de votos válidos entre Caio Vianna (PDT) e Wladimir Garotinho (PSD) para as urnas de domingo (29) a prefeito de Campos. A consulta registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo RJ-07207/2020, com margem de erro de 3,16 pontos, apresenta números bem diferentes da Ibope, que divulgou (confira aqui) na quarta (26) a liderança de Wladimir com 57% contra 43% dos votos válidos, fora da margem de erro de 4 pontos.

 

Liderança de Wladimir fora da margem de erro foi registrada pela Ibope no dia 25 (Infográfico: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Nas urnas de 15 de novembro, Wladimir teve 42,94% dos votos válidos e Caio, 27,71%. Segundo o Ibope, o primeiro cresceu 14,06 pontos percentuais, enquanto o segundo cresceu um pouco mais: 15,29 pontos. Já segundo o Gerp, Wladimir cresceu 7,06 pontos percentuais, enquanto Caio cresceu muito mais: 22,29 pontos. Como a Ibope foi feita entre os dias 22 e 24, enquanto a Gerp foi realizada entre os dias 23 e 26, ou ocorreu um fenômeno eleitoral em Campos entre a quarta (25) e a quinta (26), ou uma das duas pesquisas está errando por muito.

Apesar de ser um instituto de pesquisa bem mais conceituado nacionalmente, o Ibope ouviu 602 eleitores campistas, contra os 1 mil entrevistados pelo Gerp, o que pesa a favor deste. Outro fator favorável ao Gerp é que um terceiro instituto, também mais conceituado que ele nacionalmente, o Paraná Pesquisas soltou a primeira consulta sobre o segundo turno a prefeito de Campos. Feita entre os dias 17 e 19 de novembro, ouviu 800 campistas (mais que o Ibope, menos que o Gerp), e registrou (confira aqui) Caio com 52,6% dos votos válidos, contra 47,4% de Wladimir — empate técnico na margem de erro de 3,5 pontos para mais ou menos.

 

Liderança de Caio em empate técnico com Wladimir, segundo a pesquisa Paraná divulgada no dia 20 (Infográfico: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Dos votos válidos que tiveram no primeiro turno, na semana passada o candidato dos Vianna teria crescido pela Paraná 24,89 pontos, contra apenas 4,46 pontos do candidato dos Garotinho. O contratante do Ibope foi a Rádio Metropolitana do Rio, sem alcance em Campos e que tem como um dos seus proprietários Paulo Berardo Masseti, que disputou a eleição em coligação junto com Clarissa Garotinho (Pros). O fato foi questionado por sites de Campos e respondido pelo Ibope (confira aqui): “lamentamos as acusações sem provas e sem fundamentos”.

Ocorre que o contratante da Paraná do segundo turno foi a própria Paraná, como já tinha feito no primeiro turno, quando errou na votação de Wladimir para menos (projetou 36,4% dos votos válidos, que nas urnas foram 42,94%) e errou na votação de Caio para mais (projetou 30,5% dos votos válidos, que nas urnas foram 27,71%). Novamente como sua própria contratante, a Paraná chegou a registrar outra pesquisa ao segundo turno, que seria divulgada ontem (26), mas desistiu. Como a margem de erro nas três pesquisas Paraná da eleição a prefeito de Campos — as duas que divulgou e a que desistiu de divulgar — são os mesmos 3,5 pontos para mais ou menos, 7 pontos é uma boa base de palpite à diferença que a totalização dos votos válidos revelará na noite de domingo.

 

Contrastes entre a pesquisa Paraná e as urnas do 1º turno: erro fora da margem de erro com Wladimir, para baixo; e erro dentro da margem com Caio, para cima (infográfico: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

Assim como a Paraná, o Gerp também foi o contratante da sua pesquisa. Sobre o que fez dois institutos de pesquisa pagarem para trabalhar nas eleições de Campos, não se deve arriscar nenhum palpite. Um fato, no entanto, é que o Gerp, anunciado como autor da “última pesquisa antes das eleições” entre Wladimir e Caio, omitiu na apresentação dos resultados a última pergunta que nela fez, e consta no site do TSE, para 1 mil campistas:

— Se o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, apoiasse um candidato a prefeito de Campos dos Goytacazes, isto… (LEIA AS OPÇÕES)

 

(Última pergunta do questionário da pesquisa Gerp a prefeito de Campos, no site do TSE)

 

Rodrigo Neves foi acusado de influência nas pesquisas Paraná nos dois turnos pela Prefeitura de Campos, importante para sua pretensão de se lançar governador do Estado do Rio em 2022:

 

Rodrigo Neves (PDT), prefeito de Niterói que elegeu seu sucessor no primeiro turno e considerado o principal de Caio fora de Campos (Foto: Fábio Guimarães – Agência O Globo)

 

Dr. Bruno Calil

— A pesquisa (Paraná) é divulgada por um site que possui publicidade da Prefeitura de Niterói, onde o prefeito já declarou apoio a um candidato a prefeito de Campos — disse Dr. Bruno Calil (SD) no primeiro turno, terceiro colocado nas urnas de 15 de novembro, com 13,17% dos votos válidos.

— A relação estreita deles (do instituto Paraná) com o prefeito de Niterói, do PDT, já explica tudo — disse Wladimir no segundo turno.

Prefeito pela segunda vez de Niterói, onde é muito bem avaliado e elegeu seu sucessor ainda no primeiro turno de 15 de outubro, Rodrigo Neves surfa a mesma onda crescente de arrecadação dos royalties do petróleo, na qual nadaram de braçada no passado aos ex-prefeitos de Campos Arnaldo Vianna (PDT) e Rosinha Garotinho (hoje, Pros), “papai” e “mamãe” tão citados no debate da noite de ontem (confira aqui) do Grupo Folha. Correligionário do prefeitável pedetista nas urnas do domingo campista, Neves é considerado no meio político o principal apoiador de Caio fora do município.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Cesar+Peixoto

    Espero que depois do resultado da eleição, os dois candidatos independente de quem saia vitorioso, mostre maturidade e deseje boa sorte ao candidato vencedor.

  2. Cesar+Peixoto

    Mas uma vez volto afirmar quem vai fazer a diferença nesse segundo turno, são os vice dos candidatos.

Deixe um comentário