Opiniões

Nova Mesa Diretora: Fábio, mais 2 dos Garotinho e 2 dos Bacellar

Composição entre o prefeito Wladimir Garotinho e o deputado Rodrigo Bacellar deve definir a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal com dois de cada grupo político, sob a presidência de Fábio Ribeiro  (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

A composição política da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal está praticamente definida. E é fruto do acordo selado entre o prefeito eleito Wladimir Garotinho (PSD) e o deputado estadual Rodrigo Bacellar (SD), em reuniões na cidade do Rio nas últimas quinta (10) e sábado (12), para a pacificação política de Campos. Se não há muita dúvida de que Fábio Ribeiro (PSD) será o novo presidente do Legislativo goitacá, algumas ainda existem no resto da composição da Mesa.

Hoje, o mais provável seria Juninho Virgílio (Pros) como 1º vice-presidente, Igor Pereira (SD) como 1º secretário, Dandinho Rio Preto (PSD) como 2º vice-presidente e Silvinho Marins (MDB), como 2º secretário. Para o cargo de 1º vice-presidente, Thiago Rangel (Pros) ainda disputa com Juninho, da mesma maneira que Maicon Cruz (PSC) pode disputar com Dandinho a 2ª secretaria. Assim como há opções para Igor e Silvinho, dentro dos seis vereadores eleitos pelo grupo político dos Bacellar, para os cargos de 1º secretário e 2º vice-presidente.

Independente dos nomes, estaria acordado que a composição política da nova Mesa Diretora teria essa divisão: três nomes do grupo dos Garotinho, com Fábio na presidência da Casa, e dois para o grupo político dos Bacellar. Há quem, no grupo do ex-governador Anthony Garotinho (sem partido), inclusive o próprio, ache muito para os Bacellar, com algum risco futuro. Mas é o preço que Wladimir estaria disposto a pagar pela pacificação política da cidade. O martelo deve ser batido nesta quinta, dia 17, logo após a diplomação do prefeito, vice-prefeito e os 25 vereadores de Campos eleitos em novembro.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu