Nildo vê indefinição na disputa da Câmara entre Garotinho e Bacellar

 

Disputa do controle da Câmara de Campos entre os grupos políticos do prefeito eleito Wladimir Garotinho e do deputado estadual Rodrigo Bacellar, para o experiente vereador Nildo Cardoso, estaria hoje indefinida (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

Um dos vereadores mais experientes da nova Câmara Municipal de Campos, na qual inicia seu quarto mandato a partir de 1º de janeiro de 2021, para Nildo Cardoso (PSL) a eleição da Mesa Diretora do Legislativo goitacá estaria hoje (21) indefinida. Pelo menos até o momento, a reunião ontem (20) entre o prefeito Wladimir Garotinho (PSD) e seu adversário no segundo turno, o ex-prefeitável Caio Vianna (PDT), ainda não surtiu o efeito desejado: a confirmação do apoio dos vereadores pedetistas Marquinhos do Transporte, Luciano Rio Lu e Leon Gomes à candidatura do garotista Fábio Ribeiro (PSD) à presidência da Casa. Para Nildo, o placar na disputa dos Garotinho contra o grupo do deputado estadual Rodrigo Bacellar (SD) pelo controle da Câmara (entenda aqui a disputa) hoje estaria empatado em 12 a 12. E o ausente nesta conta entre os 25 vereadores poderia definir a questão.

Após já ter sido contabilizado pelos garotistas como fechado com eles, após o racha com os Bacellar por conta da 1ª vice-presidência, Nildo não confirmou essa informação. Ele disse que, para isso, teria que se reunir primeiro com o prefeito eleito Wladimir, o que até agora não teria acontecido. Para o veterano edil, a questão ainda vai sofrer muitas idas e vindas dos dois lados, sobretudo entre os vereadores de primeiro mandato — 17 dos 25 eleitos. Sobre os quais os dois grupos políticos tentam demonstrar sua força e capacidade de articulação nas negociações. A definição da nova Mesa Diretora, para Nildo, só se dará mesmo no último dia 30 deste ano, na quarta-feira da próxima semana. “Até lá, seguirá como está, com vereador almoçando com um grupo político e comendo a sobremesa com o outro”, ironizou o político da Baixada Campista.

 

Segundo alta fonte garotista, Nildo seria uma opção mais apaziguadora dos Bacellar à presidência da Câmara, do que Marquinho Bacellar e Abdu Neme (Montagem: Eliabe de Souza o Cássio Jr.)

 

Atualização às 13h15: Após a postagem com a análise de Nildo sobre a disputa do controle da Câmara Municipal, uma alta patente dos Garotinho, que preferiu se manter na garantia constitucional do sigilo de fonte, disse que o veterano vereador do PSL estaria buscando, na verdade, a presidência da Câmara, caso feche com o grupo dos Bacellar. Segundo a fonte do governo eleito Wladimir Garotinho, Nildo teria a capacidade de apaziguar o Legislativo goitacá, que os demais nomes dos Bacellar à presidência da Casa do Povo, Marquinho Bacellar (SD) e Abdu Neme (Avante), não teriam. Indagada se o vereador Igor Pereira (SD) também não estaria nessa disputa, a fonte garotista de alto escalão nada respondeu.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe um comentário