Opiniões

Saúde sem receber: Simec pede reunião com Wladimir após protesto

 

No final de tarde da última segunda (11), profissionais da Saúde Pública de Campos fizeram (confira aqui) um protesto em frente ao Hospital Ferreira Machado (HFM), na subida da ponte General Dutra, pela falta de pagamento do mês de dezembro. No início da manhã de terça (12), no programa Folha no Ar, da Folha FM 98,3, o prefeito Wladimir Garotinho (PSD) prometeu (confira aqui) dar até o final deste mês de janeiro um prazo para o pagamento dos atrasados a todos os servidores de Campos. E disse (confira aqui) sobre a questão específica dos médicos:

— Que eles tenham a consciência cívica, principalmente os médicos, que sem eles, as pessoas vão morrer. Eu entendo, repito, a agonia, a aflição, o desespero, mas que eles entendam que a gestão começou a apenas 12 dias. Eu tenho sete dias úteis de gestão. E que é impossível, em sete dias, eu ter uma varinha mágica para resolver todos os problemas (…) Eu entendo que muitas vezes as pessoas querem fazer manifestação e direito legítimo, as pessoas querem receber os seus salários. Mas podem me chamar para qualquer ato, qualquer assembleia, qualquer reunião, qualquer tipo de conversa. Mas faço um apelo sincero aos profissionais da Saúde: não deixem as pessoas morrerem, não parem de trabalhar.

Pois hoje, após a demanda ser gerada desde segunda, o Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) se posicionou através de nota. Em que disse ter protocolado hoje (13) um ofício solicitando uma reunião com Wladimir, o vice-prefeito Frederico Paes (MDB) os demais representantes da Saúde do governo, para discutir e tentar resolver a questão.

Confira abaixo a o vídeo do protesto de segunda diante do HFM e a íntegra da nota do Simec

 

 

 

O Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) protocolou, nesta quarta-feira (13), ofício solicitando uma reunião com o prefeito Wladmir Garotinho, com o vice-prefeito Frederico Paes e com os representantes da secretaria de Saúde e da Fundação Municipal de Saúde (FMS). A intenção do encontro, segundo a diretoria efetiva da entidade, é avaliar o atual cenário da Saúde Pública do município e dos processos relativos ao pagamento dos salários dos servidores que, até o final da manhã de hoje (13), permaneciam sem o recebimento da remuneração referente ao mês de dezembro e dos 75% relativos ao 13º salário de 2020.

Sempre pautado pela imparcialidade e transparência, o Simec dispõe-se se a dialogar de modo colaborativo e construtivo com os entes da esfera pública municipal, tendo como finalidade o fortalecimento da cooperação por meio de contribuições efetivas ao debate democrático das políticas públicas de saúde do município.

 

Atenciosamente,

Diretoria Efetiva do Sindicato dos Médicos de Campos

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu