Secretário de Saúde recebe vacinas e nega lockdown para conter Covid em Campos

 

 

Na manhã de hoje, no aeroporto Bartholomeu Lyzandro, ao receber 10.450 doses da vacina Coronavac, maior lote já enviado a Campos, o secretário de Saúde Adelsir Barreto confirmou que novas medidas de restrição devem ser adotadas para frear o avanço da Covid-19. Mas descartou o lockdown. Ele confirmou que a decisão será tomada nesta sexta (19), em reunião do comitê de crise, como o blog adiantou com exclusividade (confira aqui) na última terça (18). Se isso significará, ou não, o fechamento do comércio nos serviços não essenciais, o governo Wladimir Garotinho (PSD) já adotou a medida (confira aqui e aqui), mas sem chamá-la de lockdown (“confinamento” em inglês), entre os dias 19 e 24 de janeiro. O avanço da doença já colapsou o sistema de saúde do Noroeste Fluminense (confira aqui), enquanto Macaé (confira aqui) e São João da Barra (confira aqui) anunciaram medidas de restrição.

Por conta do desgaste político da palavra “lockdown”, sobretudo entre comerciantes e grupos bolsonaristas, o governo Wladimir evita usar a palavra desde que assumiu o poder. O secretário Adelsir Barreto disse hoje que “lockdown, a gente só começa a pensar quando entra em Fase Vermelha”. No entanto, foi na mudança da Fase Amarela para a Laranja que o prefeito e seu comitê de crise decretaram o fechamento do comércio de Campos, nos serviços não essenciais, por uma semana em janeiro. O que, anteriormente, o governo Rafael Diniz (Cidadania) também fez em maio de 2020 (confira aqui) e chamou de lockdown.

O fato é que, com a presença online dos promotores de Justiça Maristela Naurath e Marcelo Lessa, o que se definirá na reunião desta sexta, com base em critérios estatísticos e epidemiológicos, é novamente a passagem de Campos da Fase Amarela à Laranja da pandemia. Com o objetivo de tentar frear o avanço da doença no município e evitar o colapso da sua rede de saúde pública, conveniada e privada. O Hospital da Unimed, por exemplo, desde terça não conta mais com nenhuma vaga em seus 17 leitos de UTI reservados aos pacientes com Covid.

 

Confira abaixo o vídeo feito na manhã de hoje, no aeroporto Bartholomeu Lyzandro, com o secretário de Saúde de Campos, Adelsir Barreto:  

 

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Marcus Aurélius Pereira nani

    Bom dia. Existem vários supermercados em Campos, certo. O porquê ao menos redução do horário de funcionamento? Das 8hs as 17hs. Os bancos podem tbm fazer redução.

Deixe um comentário