Opiniões

CPI da Covid — “Estamos discutindo de que borda da Terra Plana vamos pular”

 

Ilustração de Vitor Flynn na capa do jornal francês Le Monde, na paródia gráfica do Brasil de Bolsonaro na Covid com uma icônica cena do filme “Dr. Fantásticio” (1964), única comédia do mestre do cinema Stanley Kubrick

O mal que o governo Jair Bolsonaro fez e faz ao país vai além da condução criminosa da pandemia da Covid-19. Está nas sombras em que mergulha a mente dos seus seguidores. Deprimente ver o negacionismo, encampado em pleno Senado da República, no depoimento esclarecedor e corajoso que presta à CPI da Covid a médica infectologista Luana Araújo.

Ela foi convidada e chegou a ser anunciada com secretária da Covid do ministério da Saúde. Mas não teve o nome confirmado por ser contra o “tratamento precoce”. Tratado pela infectologista como o que de fato é: “neocurandeirismo”. Questão que, no mundo, só existe no Brasil. Ou sua porção caída, como Lúcifer, no Bolsoquistão que os negacionistas pensam ter o poder de fundar.

“Estamos discutindo de que borda da Terra Plana vamos pular”, definiu a questão Luana. Diante de senadores da República como Marcos Rogério (DEM/RO), Luis Carlos Heinze (PP/RS) e quetais. Que, em defesa do seu “mito” obscurantista e suas fantásticas emendas parlamentares do governo, lembram até (confira aqui) alguns vereadores de Campos dos Goytacazes.

 

Médica infectologista Luana Araújo na CPI da Covid (Foto: Reprodução de TV)

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu