Wladimir: “Vou mandar os vereadores para a Ucrânia”

 

Prefeito Wladimir Garotinho e os vereadores Maicon Cruz, Fábio Ribeiro, Marquinho Bacellar e Luciano Rio Lu (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

 

“Vou mandar vereadores para a Ucrânia”

“Vou mandar os vereadores lá para a Ucrânia. Vocês têm o Wladimir de boa e lá tem o Vladimir Putin. Mas, se precisar, a gente vira o Putin também”. Foi o que disse na noite de quinta (24) o prefeito Wladimir Garotinho (PSD), em discurso na inauguração da Vila Olímpica Valdir Pereira, no Parque Guarus. Com o mundo inteiro atento à injustificada invasão da Rússia de Vladimir Putin à nação vizinha e independente da Ucrânia, se foi uma brincadeira, foi de péssimo gosto. Gostando ou não da decisão dos vereadores, sobretudo da oposição, o prefeito é obrigado a respeitá-los. Como a democracia à qual seu xará russo tem tão pouco apreço.

 

Mais ataques a vereadores

“Quando os vereadores foram conversar comigo, nunca pediram nada para o povo; só pediram para eles. Quando (…) falei que não é bem assim, que precisamos do dinheiro para fazer obras e cuidar do povo, preferiram se unir e tentar dar um golpe na Câmara. Teve um tão cara de pau (…) que assinou um documento, deu as mãos aos vereadores em uma oração ao nome de Deus e, na hora, votou contra”, disse também Wladimir. Referiu-se ao edil Maicon Cruz (PSC), que assinou seu compromisso com a reeleição do governista Fábio Ribeiro (PSD) a presidente da Câmara. Mas votou no oposicionista Marquinho Bacellar (SD) no dia 15, por 13 votos a 12.

 

“Vereador do grau”

Wladimir falou mais: “Tem outros por aí, como o vereador do grau, que teve a chance de ouro de estar ao nosso lado para ajudar ao povo do Eldorado, mas preferiu se vender. Ele esteve na minha antessala, na véspera da eleição, pedindo dinheiro. E eu falei: ‘Pode ir, pode ir com Deus, pois o dinheiro que nós temos é para fazer obra e cuidar do povo’”. Referiu-se ao edil Luciano Rio Lu (PDT), que tem sua base no Eldorado e já apresentou requerimento para oficializar a prática do “grau”. Ou conduzir motos empinadas numa só roda. Rio Lu chamou de “esporte” o que é crime pelos artigos 291, I e 308 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

 

Apressado come cru

De São João da Barra, Maicon foi lá candidato a vereador derrotado duas vezes. Ganhou projeção em Campos como coordenador do secretário estadual de Educação do governo Wilson Witzel (PSC), Pedro Fernandes, preso em setembro de 2020. Aos 31 anos, Maicon talvez ainda não tenha projetado seu ato. Trair sua palavra pode ser hoje até defendido pelos beneficiados. Mas será lembrado quando o aliado virar opositor. Foi tão ingênuo e imediatista quanto o experiente Fábio Ribeiro. Por ter apostado sua eleição na palavra de alguém que foi avisado antes, por quem conhece Maicon desde criança, que não tinha motivo para confiar.

 

Ônus da prova é de quem acusa

A acusação mais grave de Wladimir, no entanto, foi ao “vereador do grau” do Eldorado. Como a referência parece clara, afirmar que o parlamentar “preferiu se vender” e que “esteve na minha antessala, na véspera da eleição, pedindo dinheiro” são gravíssimas. Ainda que a segunda versão estivesse sendo ventilada nos bastidores e redes sociais, antes mesmo da votação do dia 15, o ônus da prova é de quem acusa. Sobretudo quando tal denúncia é feita por uma autoridade, publicamente, em um ato oficial. Se tem provas do que diz, deveria ter feito a denúncia oficialmente. Se não tem, pode ter que responder judicialmente sobre isso.

 

Publicado hoje na Folha da Manhã.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. CRICIO MANHAES PINTO

    COMO PODE UM PREFEITO ELEITO PELA POPULAÇÃO DE CAMPOS/RJ. FALAR UMA COISA DESTA ISTO É INADMISSÍVEL
    PARECENDO UMA CRIANÇA E INFELIZMENTE NÃO OBTER CIÊNCIA DE UMA GUERRA !!!!! BRINCAR COM VIDAS HUMANAS
    EM MOMENTO MUNDO SE PASSA ALÉM DESTA PANDEMIA COVID-19 SERÁ QUE ESTE PREFEITO SABE QUANTAS VIDAS EM CAMPOS/RJ E NO MUNDO FORAM VÍTIMAS ?????

  2. Ruy

    Isso somente serve para mostrar que voce é .

Deixe um comentário