Nome para vice de Madeleine e amigo do vice de Wladimir

 

Marquinho Bacellar, Oziel Batista Crespo Filho, Igor Pereira e Gilberto Pereira

O martelo ainda não está batido. Mas a possibilidade do ceramista Oziel Batista Crespo Filho ser candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pela delegada de Polícia Civil Madeleine Dykeman (União), como foi adiantado aqui no sábado (30), é bem sólida. Para tanto, ele se filiaria ao PSD. Cujo prefeito carioca, Eduardo Paes, fechou aliança (confira aqui) com o presidente campista da Alerj, Rodrigo Bacellar (União).

Ex-presidente do Sindicato dos Ceramistas de Campos, Oziel poderia levar o apoio da categoria e da 75ª Zona Eleitoral (ZE) de Campos — da Penha ao Farol, passando por toda a Baixada Campista, e maior do município, com 114.444 eleitores — à principal pré-candidatura dos Bacellar contra a reeleição do prefeito Wladimir Garotinho (PP). A ideia foi de outro político com reduto na 75ª ZE, o vereador e pré-candidato à reeleição Igor Pereira (SD).

Para discutir a ida de Oziel à chapa de Madeleine, ele se reuniu há cerca de duas semanas com Igor, o pai deste, o empreiteiro Gilberto Pereira, e o presidente da Câmara Municipal de Campos e também pré-candidato à reeleição como vereador, Marquinho Bacellar (SD). O maior porém de Oziel na oposição a Wladimir é o vice-prefeito deste, o engenheiro agrônomo e presidente da Coagro Frederico Paes (MDB), de quem o ceramista é amigo. A ver.

 

fb-share-icon0
Tweet 20
Pin Share20

Deixe um comentário