Anthony acusa quando apanha, mas usa jornalismo da Globo quando quer bater

Interessante notar como nos últimos dois dias, em reveses registrados pelo senador Lindbergh Farias (PT) e o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), o Blog do Bastos, mais lido entre todos hospedados na versão online da Folha, jornal que o deputado federal e pré-candidato a governador Anthony Matheus, o Garotinho (PR), classificou numa de suas habituais bravatas como “Partido Contra Garotinho” (PGR), foi acompanhado par e passo pelo blog do próprio Anthony Matheus, o Garotinho. Ainda mais interessante quando se atenta ao fato de que a matéria usada para propagar o revés de Lindbergh no Supremo Tribunal Federal (STF), relativa à quebra do seu sigilo bancário, foi assinada pelo mesmo jornalista Hudson Correa, que igualmente fez e assinou aqui matéria na mesma revista Época, sobre as denúncias do caso da GAP, na qual deixou sete instigantes perguntas ainda sem as devidas respostas de Anthony Matheus, o Garotinho, que preferiu reagir aqui com a promessa de processos cível e criminal contra quem então classificaria como “fraquíssimo repórter” e “bobinho”, antes de agora ecoar sem pretensão de estar fazendo nenhuma bobeira.

Já a matéria do revés do vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) na Justiça do Rio, em relação ao aluguel de carros blindados, é fruto da apuração exclusiva da Globo Online, pertencente como a Época às mesmas Organizações Globo que Anthony Matheus, o Garotinho, tem acusado sem nenhum pudor de perseguição política, para atender aos interesses do governador Sérgio Cabral (PMDB). Não por coincidência, Lindbergh e Pezão são os principais concorrentes de Anthony Matheus, o Garotinho, na corrida à sucessão do mesmo Cabral.

Como até um garotinho de verdade poderia perceber, Hudson Correa, Época, Organizações Globo, Alexandre Bastos, a Folha e qualquer outro jornalista ou veículo, quando ousam apurar e noticiar fatos contrários aos interesses de Anthony Matheus, o Garotinho, na versão deste, o fazem simplesmente porque são a ele contrários, não em busca da verdade. Todavia, quando esta alegada parcialidade é contradita pelos mesmos esforço e espaço dedicados à apuração e divulgação de fatos contrários também aos opositores de Anthony Matheus, o Garotinho, esses mesmos jornalistas e seus veículos são eleitos do dia para a noite como fontes confiáveis de informação, ganhando o endosso público de quem ainda ontem dizia que nenhum deles prestava.

Constatada que a credibilidade questionada com o fígado num dia, pode ser usada no seguinte como exemplo da mais insuspeita verdade, em flagrante descrédito, na verdade, de quem se acha no direito de classificar jornalismo ao bel prazer dos interesses pessoais do dia, passemos às linhas diretas mais recentes do noticiário das Organizações Globo com a sequência de dobradas dos incansáveis colegas blogueiros Alexandre e Anthony…


Ministro do STF quebra sigilo de Lindbergh Farias

Por Alexandre Bastos, em 12-06-2013 – 14h36

(Foto: Pedro França - Agência Senado)
(Foto: Pedro França - Agência Senado)

Da revista Época:

Em decisão publicada ontem (11), o ministro José Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), quebrou o sigilo bancário do senador Lindbergh Farias, do PT do Rio de Janeiro, pré-candidato ao governo do Estado. A medida foi pedida pela Procuradoria-Geral da República dentro do inquérito que investiga rombo milionário no Fundo de Previdência dos Servidores Municipais da cidade de Nova Iguaçu (Previni). O prejuízo chegaria a R$ 356 milhões. A quebra do sigilo compreende o período de 2005 a 2010, quando Lindbergh era prefeito de Nova Iguaçu, localizada na Baixada Fluminense.

Em março, ÉPOCA revelou que o Tribunal de Justiça do Rio (TJ) autorizou em 2008 a quebra de sigilos do senador e da família dele, relativa ao período de junho de 2004 a junho de 2008. Trata-se de outra investigação, que também subiu ao STF, mas que se refere a supostos desvios de recursos da prefeitura para pagamento de despesas pessoais do então prefeito. Lindbergh nega.

O inquérito sob responsabilidade de Toffoli se concentra exclusivamente no Previni, que chegou a ser alvo de investigação de uma CPI na Câmara Municipal de Nova Iguaçu, cujo relatório apontou o rombo. O resultado da CPI chegou à Procuradoria-Geral da República, após Lindbergh se eleger senador. “A prefeitura de Nova Iguaçu, representada pelo prefeito Lingbergh Farias, além de não ter repassado ao Instituto os valores relativos ao pagamento dos segurados, no período de maio de 2005 a março de 2010, também deixou de transferir os valores relativos aos royalties do petróleo desde janeiro de 2007”, acusou o procurador-geral da República Roberto Gurgel, conhecido pela denúncia do mensalão petista. Ele ainda aponta “operações suspeitas” do Instituto no mercado financeiro. A quebra de sigilo se estende ao próprio Previni, a diretores da instituição nomeados por Lindbergh e corretoras de valores. “Temos aqui situação na qual se encontram em jogo a coisa pública e agente público e demais investigados, cuja privacidade mostra-se relativa”, afirmou Toffoli em sua decisão. “Os fatos narrados possuem repercussão maior, estando devidamente demonstrada a necessidade de se apurar ao fundo todos os aspectos”, acrescentou. Toffoli chegou a ser ministro do governo Lula. Ele foi Advogado-Geral da União.

Por meio de sua assessoria, o senador informou que vai recorrer da decisão.

Atualização às 20h10 — Posição dos advogados – Em contato com o blog, a assessoria do senador Lindbergh Farias encaminhou a posição do advogado.

A defesa de Lindbergh nega a ocorrência de fraudes na Previni na gestão dele como prefeito, diz que o senador já ofereceu dados fiscais e bancários e que não há preocupação com a quebra de sigilo decretada por Toffoli. “O Lindbergh é um dos únicos políticos do Brasil que oferece sigilo bancário. A mim não importa porque já tinha sido oferecido à Suprema Corte. Ele não tem absolutamente nada a esconder. Não estamos com medo da quebra de sigilo bancário. O que não posso deixar é que esclarecimentos importantes deixem de ser feitos ao ministro”, disse o advogado Celso Villardi.

Rombo de R$ 365 milhões leva STF a quebrar sigilo bancário de Lindbergh

Por Anthony Matheus, em 12-06-2013 – 18h40

A situação jurídica do senador Lindbergh Farias está ficando mais complicada a cada dia que passa.

Justiça suspende aluguel de blindados para Pezão

Por Alexandre Bastos, em 13-06-2013 – 12h03

O juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 3ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio, concedeu liminar suspendendo a licitação para o aluguel de dois carros blindados esportivos para o vice-governador do estado, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Em sua decisão, o magistrado alega que há “iminente risco de sangramento de verbas públicas, que será de difícil reparação após a formalização do contrato administrativo”. O pregão eletrônico, marcado inicialmente para 3 de junho, foi adiado para o dia 18.

O caso da compra dos blindados foi revelado pelo jornal “O Globo” no dia 21 de maio. A previsão é que a locação dos veículos custe R$ 261,6 mil por um ano. Entre as justificativas que constavam no edital para o aluguel de veículos com tração nas quatro rodas estava o fato de Pezão residir em área rural. O vice-governador mora no Leblon, na Rua Rainha Guilhermina, e sua outra casa, no município de Piraí, fica no centro da cidade. Após a denúncia, o edital foi modificado e retirada essa cláusula.

A ação foi movida pelos advogados Mauro Vinícius da Rocha Marques e Magnum Magalhães Pinto da Silva. Além de problemas técnicos no edital, eles também alertaram para a cláusula que prevê que, caso haja problema técnico no veículo, ele deveria ser substituído em até duas horas. Em São Paulo, o vice-governador não usa carro blindado. No Rio, o vice-prefeito Adilson Pires também não tem o benefício.

Fonte: O Globo

Depois de ser pego na mentira, Pezão fica sem mordomia

Por Anthony Matheus, em 16-06-2013 – 13h51

Reprodução do Globo Online
Reprodução do Globo Online

O vice-governador Pezão é um mentiroso, que nesse caso, até estranhamente, foi desmascarado logo pelo Globo. Como queria ter à disposição dois carros esportivos com tração 4×4 blindados, Pezão colocou no edital para o aluguel dos veículos que sua casa em Piraí ficava na área rural. Mas como podem ver abaixo, era mais uma mentira, a sua casa fica no centro da cidade.

Reprodução do Globo Online
Reprodução do Globo Online

Pezão quer que os cofres públicos paguem pelos seus carros de campanha. É muita cara de pau! Mas, felizmente a Justiça suspendeu a licitação. Se Pezão aprendeu com Cabral e agora gosta de mordomias, luxos, bebidas caras, jóias, que pague com o seu dinheiro.

Aliás, é curioso. O vice-governador de S. Paulo não tem carro blindado, assim como vice-prefeito do Rio. Pezão vive enaltecendo a “pacificação” e agora quer andar de carro blindado. Deveria era andar a pé pela Rocinha e pelo Alemão, mas isso ele não tem peito, não que correr risco de ser vítima de bala perdida.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. Fjunior

    Me impressiona, vcs serem jornalistas preocupados com o desenvolvimento da cidade de campos náo propuserem nada a nenhum governo em termos de desenvolvimento. EU NÁO POSSUO LASSOS COM GOVERNOS MAS APONTO PARA VCS V[ARIOS PROJETOS SUGERIDOS POR MIM QUE ESTÁO EM EXECU;ÁO NA CIDADE DE CAMPOS! eNQUANTO VCS ESTÁO EM TROCA DO INTERESSE PR[OPRIO E DIZEM SER O POPULAR, EU ESTOU ESTUDANDO FOMAS DE DESENVOLVER A CIDADE E MESMO O Estado! Náo se subestimem!

  2. edMIL

    EM 2014,PARA SE CANDIDATAR AO GOVERNO DO RIO O ASPIRANTE TEM QUE ABRIR MÃO DO SIGILO. E AÍ PEZÃO E LINDIM VAI ENCARAR?

  3. Andre

    Resumindo,Garotinho é o cara!

  4. alexsandro

    Toma Cuidado pezao A Inveja, Cobiça E Maldade estao Te Rondando Meu Caro…. Como Um LINCE Que Finge Nada Querer ! rasteiro Como Cascavel E Traidor Como Escorpiao… SE CUIDA !!! pq Qdo As Coisas Ficarem Claras E Estabilizadas As pesquisas mostrarao A Verdade E Entao O Odio ficara Mais Forte Com A Visivel Derrota Da Mediocridade…

Deixe um comentário