Opiniões

Quando o Ctrl+C/Ctrl+V ganha os contornos do ridículo

Aqui, há uma semana, a vinda do vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), hoje, para participar da campanha de Makhoul Moussallem (PT) a prefeito de Campos, foi anunciada em primeira mão pelo blog, quando ainda se esperava que junto também viesse o governador Sérgio Cabral (PMDB). Ontem, às 6h51 da manhã, a visita de Pezão foi novamente noticiada, aqui, neste “Opiniões”, já com a confirmação da nova ausência de Cabral. Como, nas duas vezes, pela importância do assunto, os posts mereceram links na página principal da Folha Online, é muito difícil que qualquer pessoa em Campos com acesso à net possa alegar não ter visto.

Ainda assim, aqui, às 23h49 de ontem, a notícia da vinda de Pezão foi replicada, sem o crédito devido à fonte original que a anunciou uma semana antes, da primeira vez, e quase 17 horas antes, no mesmo dia, da segunda vez. Colocar qualquer pinimba pessoal acima da ética profissional, portanto de caráter impessoal, que deveria ser exigida de um comunicador, sobretudo um com formação acadêmica de jornalista, já é algo extremamente desairoso. Mas como se trata de prática reincidente do copiador sobre o copiado (e com crédito dolosamente sonegado), a coisa já começa a ganhar os contornos do ridículo.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. O que ganha contorno de ridículo é o candidato a prefeito gravar com o governador e ele forçando muito interesse pela nossa Campos. Fica a pergunta: Campos unida pode mais o que? Vamos acordar Campos.

  2. Como diria você: do face ao jornal.

    Lei do Caminhão de Lixo.
    Um dia peguei um taxi para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa, quando de repente um carro preto saltou do estacionamento na nossa frente.
    O taxista pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz!
    O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente. Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.

    Indignado lhe perguntei: ‘Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro e nos manda para o hospital!’..Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de “A Lei do Caminhão de Lixo.”

    Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo. Andam por ai carregadas de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, traumas e de desapontamento. À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente. Não tome isso pessoalmente. Isto não é problema seu!

    Apenas sorria, acene, deseje-lhes o bem, e vá em frente. Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, EM CASA, ou nas ruas. Fique tranqüilo… respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.

    O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragarem o seu dia. A vida é muito curta, não leve lixo. Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.

    A vida é dez por cento o que você faz dela e noventa por cento a maneira como você a recebe!REPASSE SEM MODERAÇÃO!

    Receba o meu abraço neste domingo saudoso.

  3. Gianna Barcelos não sei a tua idade mas tenho o maior respeito por ti,vc é muito LÚCIDA,que Deus a conserve deste jeito,para sempre.

  4. Não precisamos do apoio de Cabral e nossa honra não merece isso.

Deixe uma resposta

Fechar Menu