Onde não estão os canalhas!

Passei o último final de semana em Atafona, entre amigos, peixe frito, fondue, churrasco, cerveja, cachaça, violão, rio, mar e vento nordeste. Ainda no final da manhã de sábado, soube, por telefone, dos ataques desferidos pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR), em seu programa de rádio naquela manhã, contra os jornalistas e blogueiros Ricardo André Vasconcelos e Alexandre Bastos. Todavia, além de uma rápida releitura de “Meu Descobrimento da América”, na deliciosa prosa do poeta russo Vladímir Maiakóvski, não tive ou busquei nenhuma outra leitura, impressa ou virtual, durante todo sábado, domingo e manhã de hoje.

De volta a Campos e seus disse-me-disse apenas na tarde desta segunda-feira, pude enfim conferir aqui a resposta de Ricardo e aqui a de Bastos. A primeira usou Nelson Rodrigues, nosso dramaturgo maior, para ser sutil na abordagem e contundente no golpe, enquanto a segunda foi mais direta no uso da dialética para desvelar a ilogicidade óbvia de quem ataca para se defender de um golpe que sequer foi desferido.

De qualquer maneira, tanto numa resposta, quanto na outra, ambos deixaram bem evidenciado que não precisam de defesa alheia. Não pretendo, portanto, fazê-la, ao afirmar que Ricardo e Bastos, seja como blogueiros ou jornalistas, estão entre os mais sérios e competentes que conheço. Ao primeiro, jovem veterano, considero o de maior credibilidade na blogosfera local, enquanto o segundo trata-se de um promissor talento convertido em realidade no blog mais lido e comentado de Campos.

Como já afirmei aqui, seja nos jornais, nos blogs, na política, ou em qualquer outra área de atividade humana, os canalhas existem em todas. E nessa discussão absolutamente desnecessária, minha única certeza é que Ricardo e Bastos não estão entre eles.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. Alexandre

    Certa vez, o bom e velho Millôr, disse o seguinte: “Se você agir com dignidade, pode não mudar o mundo. Mas uma coisa é certa: haverá um canalha a menos no planeta”.
    Valeu, parceiro!

  2. Aluysio

    Caro Bastos,

    Opção difícil para muitos, mas fundamental para o todo.

    Abraço fraterno!

    Aluysio

  3. Marcelo virgilio

    EU SEMPRE FALO O (…) DE CAMPOS , QUE NÃO TEM CARGO PÚBLICO MUNICIPAL , É O CÂNCER DA POLITICA .

  4. Aluysio

    Caro Marcelo Virgilio,

    Perdoe-me a edição, que se fez necessária diante não só da política da Folha Online de não publicar ofensas pessoais em seu blog, como pelo simples fato de que, ao escrever o texto, não quis chamar ninguém de canalha, apenas reafirmar que Ricardo André e Alexandre Bastos não o são.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

Deixe um comentário