Opiniões

Cláudio Andrade pragmatiza os motivos da reaproximação entre Anthony e Arnaldo

Arnaldo e Garotinho juntos: Por que não?


Nos bastidores da política local surgiu o boato acerca da possibilidade de o ex-prefeito Arnaldo Vianna vir a compor o grupo de secretários municipais da Prefeita Rosinha Garotinho na qualidade de Secretário de Saúde.

Antes de responder a essa simples pergunta é importante lembrar que desde a criação do ‘Muda Campos’ onde Garotinho começou de forma efetiva a sua carreira política, o ex-deputado federal Arnaldo Vianna foi o único político que conseguiu ter capital eleitoral próprio, sem depender da forte influência política de Anthony Garotinho.

Não restam dúvidas de que no início da carreira de Vianna o ex-governador do Estado do Rio de Janeiro foi peça indispensável, inclusive quando o escolheu para ser seu candidato a vice-prefeito.

Todavia, quando tornou-se prefeito (devido à saída de Garotinho para outros desafios) Arnaldo começou a construir uma rede de eleitores capaz de fazer frente, no município, a Garotinho, que na época tinha um eleitorado cativo e que, segundo a fama, elegia até um poste.

Contudo, com o crescimento político no âmbito estadual e nacional de Garotinho, o médico Arnaldo fincou suas bases no Poder Público municipal sendo considerado um chefe de executivo adorado, conhecido como o “Prefeito do Coração” mesmo sendo réu em inúmeras ações eleitorais, tendo votos não computados e contas de gestão sempre contestadas pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Essa é a questão: a popularidade de Arnaldo não era somente por ter a caneta nas mãos e isso sempre incomodou o deputado federal Garotinho, afinal ajudou a criar um político que acabou sendo seu principal adversário dentro de seu próprio berço.

Partindo para responder à pergunta inicial, se existe a possibilidade de Arnaldo retornar ao grupo onde ele iniciou a sua carreira a resposta é SIM, com certeza, SIM. Sabem por quê? Pelo simples fato de que em política o fígado nunca pode ser a parte mais sensível do organismo.

Não custa lembrar que grande parte da cúpula que administrou o município junto com Arnaldo Vianna se encontra, hoje, apoiando a Prefeita Rosinha Garotinho, seja ocupando cargos de secretário municipal ou em outras funções de menor relevância.

Não podemos afirmar se o boato tem um fundo de verdade, mas uma coisa é certa: a ida de Arnaldo Vianna, caso aconteça, ao meu sentir, não será caracterizada por sua nomeação a um cargo de secretário. Vianna poderá muito bem retornar ao grupo e trabalhar nos bastidores aglutinando a enorme cota parte de eleitores que não votam no grupo de Garotinho e sanando aos poucos as suas pendências judiciais que, há anos vêm impossibilitando a sua efetivação nos cargos públicos que disputa.

Os eleitores do município de Campos – que se dizem surpresos com essa possibilidade – devem lembrar que no Brasil só se faz política com dinheiro ou serviço prestado. Assim sendo, um homem detentor de votos como Arnaldo (ainda possui um capital), para se tornar novamente um político viável juridicamente precisa de estrutura e não será comandando o PDT municipal que isso ocorrerá.

Os boatos continuarão rondando o universo político de nosso município, mas não duvidem se Garotinho e Arnaldo estejam no mesmo lado, nas eleições gerais de 2014, afinal, a política é a arte da situação. Se isso é correto aos olhos da moral e da ética, deixo para o juízo de valor de nossos leitores.

Finalizo com a célebre frase de Aristóteles, em a Poética: “Sófocles pintava os homens como deveriam ser. Eurípedes, como eram”.

Obs: Agradeço ao Blog do Cláudio Andrade pela menção de que a hipótese por ele estendida em artigo, ao qual parabenizo sobretudo pelo preciso fechamento helênico, tenha sido anteriormente feita neste “Opiniões” (aqui e aqui), mas na verdade quem primeiro levantou a possibilidade de Arnaldo e Anthony voltaram a se unir foi o jornalista Alexandre Bastos, aqui, desde 4 de fevereiro deste ano da Graça de 2013. Ao fim e ao cabo, como bem ressalvou Ésquilo véio de guerra: “Conhecerás o futuro quando ele chegar”.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Obrigado pela atenção. Sigamos em frente.

  2. Caro Cláudio,

    Obrigado a vc! Sim, sigamos em frente, sem perder de vista que a velocidade da caravana, aquela pela qual se diz ladrarem os cães, é sempre ditada pelo camelo mais lento.

    Abç!

    Aluysio

Deixe uma resposta

Fechar Menu