Rosinha determina remoção e novo local para idosos do Asilo do Carmo

Reunião de ontem entre a diretora do Asilo do Carmo e secretários de Rosinha (foto: Secom)
Reunião de ontem entre a diretora do Asilo do Carmo e secretários de Rosinha (foto: Secom)

Tendo em vista que a direção do Asilo do Carmo encontra dificuldades há alguns anos para remover os idosos para outro imóvel adequado à terceira idade, dotado de acessibilidade, entre outros pontos, a Prefeita Rosinha Garotinho, visando o bem estar dos idosos, determinou que a municipalidade auxilie a direção da instituição a encontrar imóvel adequado para abrigar os assistidos pelo asilo.

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado com o governo anterior para viabilizar a reforma do secular solar, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan), que integra as instalações do Asilo. A condição exigida pelo órgão é que, primeiro, os idosos sejam removidos para outro local e, a partir daí, feita a restauração do prédio histórico, que apresenta rachaduras, entre outros problemas.

Nesta terça-feira (16), os secretários da Família e Assistência Social, Geraldo Venâncio; dos Direitos do Idoso, Gilson Gomes; de Defesa Civil, Henrique Oliveira; e o subsecretário de Saúde, Roberto Vogell, se reuniram com a diretora do Asilo, Conceição de Maria Queiroz de Sant`Anna para encontrar uma solução.

— Consta no TAC que a Prefeitura deve pagar o aluguel do imóvel, mas tentamos vários imóveis e deparamos com muitas dificuldades. Até um hotel foi tentado mas, devido às escadas e o perfil da construção, não foi possível instalar os idosos nele. Tentamos também um prédio de uma maternidade que foi desocupado na ocasião do TAC, mas nem apresentamos a proposta para a Prefeitura, porque o valor exigido para o aluguel era de R$ 80 mil por mês na época. Nos foi cedido parte das instalações do Asilo Monsenhor Severino, mas caberia apenas metade dos 60 idosos. É muito difícil encontrar um imóvel para instalar, mesmo que seja para apenas durante as obras — lamentou a diretora do Asilo do Carmo, Conceição Sant Anna.

Após avaliação das propostas apresentadas, levando em conta as exigências do Iphan, mais as dificuldades apresentadas pela diretora da instituição em encontrar um imóvel ideal para abrigar os idosos, os secretários também vão trabalhar na busca do imóvel adequado.
— Vamos tentar com a Secretaria de Obras, Urbanismo e Infraestrutura e a Secretaria de Fazenda encontrar imóveis em contrato de comodato, que possam ser adaptados para abrigar os idosos e providenciarmos a mudança de todos, em condições de segurança. Asseguramos à Conceição que vamos auxiliar na identificação dos proprietários de um imóvel que fica próximo do Asilo, que ela já tentou e não conseguiu identificar. Vamos buscar outros imóveis em um prazo possível, já que a secretaria de Obras terá que providenciar adaptações — informou o secretário da Família e Assistência Social, Geraldo Venâncio.

— Se o Iphan afirma que somente faz a recuperação do solar com a demolição do anexo e retirada dos idosos e, ainda, se isso é condição para cumprimento do TAC, o governo municipal vai ajudar a agilizar e assim viabilizar a reforma do centenário solar, já que existe o risco iminente de desabamento. Também o pináculo está prestes a cair, preso apenas por uma corda. Se cair pode atingir alguém na rua e, por isso, vamos acionar a secretaria de Obras para sua retirada — informou o secretário de Defesa Civil, Henrique Oliveira.

— Do início do atual governo até agora, julho de 2013, a Prefeitura repassou ao asilo mais de 1,6 milhão e mantém convênio este ano que implica no repasse de R$ 487.159,20 em 12 parcelas no valor de R$ 40.596,60 cada, entre janeiro e dezembro. Agora em 2103 a Prefeitura de Campos já repassou para o Asilo do Carmo recursos da ordem de R$ 203 mil — informou o secretário dos Direitos do Idoso, Gilson Gomes.

Reportagem do jornalista Jualmir Delfino, publicada aqui, no site da Prefeitura de Campos.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 7 comentários

  1. Marcelo Virgilio

    Com eleições em 2014 , Rosinha Garotinho já começa a querer fazer obras , para ñ deixar Garotinho e família em baixa . Como diz César Maia , quem acredita em garotinho é OTÁRIO . CABRUNCOS LIVRES ACORDEM !!!

  2. Mario Marcio

    Já que a prefeitura vai realizar obras de melhorias e adaptações no imóvel que irá receber os idosos durante a recuperação do Asilo do Carmo, indico a casa de orações da Tapera, o lugar é amplo, possui acomodações, cozinha… e constantemente recebe grupos de orações em retiro. O lugar precisaria de algumas adaptações e reformas como qualquer outro imóvel para receber os idosos, a grande diferença é que não sairia tão caro o aluguel, e posteriormente as melhorias seriam aproveitadas pelos grupos de que utilizam o local em busca de crescimento espiritual! Vale apena avaliar!

  3. marcelo monteiro

    ELA É TÃO BOAZINHA !!!!!! TEM GENTE QUE ACREDITA AINDA.

  4. cricio manhae pinto

    inacreditável que durante anos não encontraram (01)imóvel para relocar nossos queridos idosos,pôxa! neste tempo daria para fazer um imóvel e depois poderia swervir para outros fins sem perda verbas!porquê aluguel sairia muito caro e não há retorno em espécie.

  5. cristina ribeiro

    UMA SUGESTÃO PARA UM LOCAL DE ACOLHIMENTO AOS IDOSOS DA ASILO DO CARMO: QUE TAL AQUELA CASA QUE JÁ PERTENCE A PREFEITURA DE CAMPOS QUE FICA NA ESQUINA DA RUA SETE DE SETEMBRO COM RUA DO GAS, ACHO QUE FUNCIONOU HÁ POUCO TEMPO COMO UM MUSEU E QUE PERMANECE SEM UTILIDADE JÁ HÁ BASTANTE TEMPO.QUE BELO JARDIM PARA QUE OS IDOSOS TOMEM SOL E VEJAM A VIDA DE UMA OUTRA FORMA , AFINAL É BEM MAIS ALEGRE QUE A FRIEZA DO ASILO.FICA A DICA.

  6. santos

    Já estava demorando o governo sem ação fazer algo.

  7. santos

    Quando os “inhos”(gostei desta nominação) assumiram, o asilo alugava sua capela pa casamentos ,lindos e chics por sinal.Hoje acabado vide tb o Pq Alberto Sampaio.

Deixe um comentário para cristina ribeiro Cancelar resposta