Lula disse que seu futuro está ligado ao de Dilma. Pesquisas revelam péssimo presente

Dilma e Lula 1

 

 

Jornalista e blogueiro Ricardo Noblat
Jornalista e blogueiro Ricardo Noblat

Pesquisa Ibope sobre o governo Dilma acendeu a luz vermelha no Instituto Lula

Por Ricardo Noblat

 

O que mais deve preocupar a presidente Dilma Rousseff em meio ao tsunami de más notícias trazidas pela mais recente pesquisa do Ibope (aqui) que ouviu 2.002 pessoas em todo o país entre os últimos dias 21 e 25: a queda na aprovação dela não se dá apenas entre os que votaram em Aécio Neves (PSDB) para presidente da República. Não.

Entre os que dizem ter votado em Dilma no segundo turno da eleição de 2014, a aprovação do seu governo caiu de 80% em dezembro último para 34% agora. Entre os partidários de Aécio caiu de 16% para 3%. Para 69% dos entrevistados, Dilma é culpada pelo esquema de corrupção na Petrobras. Para 60% deveria ser deposta.

A gestão de Dilma é considerada ruim ou péssima por 64% dos brasileiros, índice igual ao obtido pelo então presidente José Sarney em julho de 1989. O percentual dos que não confiam em Dilma saltou de 14% para 74%. O segundo mandato dela está sendo pior do que o primeiro (76%). Apenas 14% acreditam que o resto do mandato será ótimo ou bom.

Nada do que Dilma está fazendo é aprovado pela maioria da população. As políticas de taxa de juros e impostos são reprovadas por 89% e 90%, respectivamente. E o combate à inflação por 84%. As ações na área da saúde? Quase 85% reprovam.

Anteontem, reunido em São Paulo com um grupo de políticos do PT, Lula disse que seu futuro está ligado ao de Dilma para o bem ou para o mal. Se ele estiver certo, a pesquisa Ibope, que só veio confirmar o que a pesquisa do instituto Datafolha antecipara (aqui), acendeu a luz vermelha no Instituto Lula.

 

Publicado aqui, no Blog do Noblat

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 11 comentários

  1. Sandra Maria santos

    Para mim o maior culpado:LULA

  2. Jaci Capistrano

    Do face de Dalmo Accorsini:

    A Estratégia das BRIGADAS POPULARES!

    Muito bem, enquanto estamos aqui com conjecturas o inimigo está agindo! E sabem o que fazem? usam o sistema e as leis para atingir seus objetivos quando é de sua conveniência! Essa “organização política BRIGADAS POPULARES entrou com uma denúncia judicial no Senado contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), porque ele posterga há um ano o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade que acaba com o financiamento empresarial das campanhas eleitorais; para a entidade, o ministro comete crime de responsabilidade”. Olhem bem, o que querem! REFORMA POLÍTICA!

    O Primeiro passo é pedir essa reforma e enganar o povo que a maneira DEMOCRÁTICA de fazer isso será através de um plebiscito, para a criação de uma constituinte exclusiva que em poucas palavras, seria o fim do Brasil republicano! Mais uma vez o PT/Lula estão tentando destruir a democracia no Brasil desconstruindo o congresso! Com isso os crimes do mensalão e petrolão deixam de ser crimes e o PT será soberano, PARA SEMPRE! O Bolivarianismo tão sonhado por LULA!

    Temos que impedir isso! Temos que trabalhar no mesmo esquema deles! temos que impedir que tenham ações como essas! Para isso temos que na justiça processar essa gente por traição a pátria! Perseguir seus lideres não dar descanso a essa quinta coluna Petista!

    Dilma cairá nos próximos 28 dias se tudo continuar como está, mas ela é apenas um sintoma, um boi de piranha que aliás pode ser parte desse plano juntamente com o PSDB. Entregam a odiada Dilma em troca o PSDB apoiara a reforma política mais ou menos isso, fiquem alerta não descansem um segundo sequer! A situação é seria, grave mesmo! temos que lutar com todas as armas que temos!

  3. José Hercílio

    A assinatura de Dilma no Petrolão
    Brasil 03.04.15 06:33

    Dilma Rousseff, em 17 de agosto de 2006, assinou um contrato para a montagem do Estaleiro Rio Grande. Aquele mesmo Estaleiro Rio Grande que, segundo a Lava Jato, permitiu o desvio de 100 milhões de reais para o PT.

    Trata-se do primeiro documento que envolve diretamente Dilma Rousseff no esquema de propinas da Petrobras. À época da assinatura, ela era ministra da Casa Civil e presidente do Conselho da estatal. O outro nome que consta do contrato é Renato Duque.

    O documento foi apresentado à Istoé por um ex-funcionário da Petrobras que aceitou colaborar com os procuradores da Lava Jato. De acordo com ele, o contrato é fruto de uma “licitação fraudulenta, direcionada pela cúpula do PT para favorecer a WTorre Engenharia”.

    Ele disse que, depois de assinado o contrato, servidores da Petrobras “foram pressionados a aprovar uma sucessão de aditivos irregulares e a endossarem prestações de contas sem nenhuma comprovação ou visivelmente superfaturadas”. Um mecanismo que lesou a estatal em mais de 500 milhões de reais.

    No escândalo da Petrolão, faltava um documento com a assinatura de Dilma Rousseff. A partir de hoje, não falta mais.

    Assinado: Dilma Rousseff e Renato Duque. Em branco: Lula

    http://www.oantagonista.com/posts/a-assinatura-de-dilma-no-petrolao

  4. Paulo Henrique

    Seja honesto Jaci, fala que Gilmar está segurando o processo que poderia diminuir em muito a corrupção, que é o fim do financiamento privado, que é vergonhoso. Pra vc só cabe ao PT os erros? Vc já alguém do PSDB defendendo o fim desse tipo de financiamento?

  5. Leniéverson

    Ao ler seu comentário, Paulo Henrique, dá para se inferir que você não está entendendo porque a Dilma e o PT sofrem e gozam de impopularidade. É impressionante como tem gente alienada.

  6. Paulo Henrique

    Leniéverson, eu ão me pauto apenas apenas nas matérias da globo, vejae e etc. Você também,(trecho excluído pela moderação), considera que os maus feitos do PT é mais feio do que os do PSDB,PP e outros? Para mim quem cometeu ilicitude tem que pagar, aliás, hoje não mais se engaveta como no passado de FHC.

  7. Jaci Capistrano

    Pela retirada da CNBB do projeto de Reforma Política e Plebiscito Constituinte

    Para: Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB

    Nós, CATÓLICOS, subscrevemos esta petição, de iniciativa do Movimento LEGISLAÇÃO E VIDA, para EXIGIR que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) imediatamente RETIRE o seu apoio da proposta de reforma política apresentada pela “Coalizão pela Reforma Política Democrática” na forma de um projeto de lei de iniciativa popular (Cf. [http://www.reformapoliticademocratica.org.br/conheca-o-projeto/]). Exigência fundamentada nos motivos aqui resumidamente expostos.

    A CNBB está empenhada em recolher assinaturas de católicos para legitimar uma proposta de reforma política com ítens absolutamente contestáveis. (1) A proibição do financiamento de campanha por empresas, termo que apresenta um componente ideológico escandaloso, excluindo as empresas – representadas por seus proprietários – de se posicionarem em um plano da vida pública que é determinante para o exercício de suas atividades. (2) Eleições proporcionais em dois turnos, processo que, ao contrário da economia advogada no projeto, geraria um gasto monstruoso de recursos públicos. (3) Paridade de gênero, com o estabelecimento descabido do sexo – e não da competência e qualificação – como critério para pleitear o exercício de um mandato político.

    Mas o elemento que definitivamente compromete o apoio da CNBB à proposta de reforma política é (4) o fortalecimento dos mecanismos de “democracia direta”. Trata-se de uma forma de inserir a “sociedade civil” nas decisões que envolvem “questões de grande relevância nacional”, colocando-a na elaboração e na condução de plebiscitos e referendos (Cf. Art. 3A e 3B, 8A, p. 18). Acontece que a “sociedade civil” será representada – não pelo cidadão comum -, mas por uma série de organizações e “movimentos sociais” como MST, CUT, UNE, CTB, UBM, CONTAG, ABONG, etc. Estes grupos – que assinam a proposta de reforma política com a CNBB – serão inseridos nas instâncias decisórias da vida pública e eles irão definir quais são as “questões de grande relevância nacional”. Grupos que contrariam frontalmente os princípios e orientações da Igreja Católica: disseminam a luta de classes; promovem atividades criminosas contra o patrimônio público e privado; estão comprometidos com a ideologia de gênero; exigem a legalização das drogas e a implantação definitiva do ABORTO – do ASSASSINATO DE CRIANÇAS – no Brasil.

    Nota-se, claramente, que o projeto maquia um consórcio para administrar as “questões de grande relevância nacional” e realizá-las. Não só no âmbito político, mas social e comportamental. Um esquema de concentração de poder que se mostra ainda mais pernicioso quando se traça a ligação dos grupos e “movimentos sociais” envolvidos, que são controlados e financiados, sobretudo pelo PT e por seus aliados, por sua vez comprometidos com a promoção do totalitarismo ditado pelo Foro de São Paulo – organização fundada por Lula e por Fidel Castro para fomentar o socialismo-comunismo na América Latina.

    Por isso o entusiasmo e engajamento do ex-Presidente Luiz Inácio, que tratou de convocar a militância petista para trabalhar em favor da referida proposta de reforma política (Cf. [http://youtu.be/q1X66PR3KZc]). Contudo, é inadmissível o pacto que a CNBB firmou com a presidente Dilma Rousseff para impulsionar a proposta (Cf. [http://www.saladeimprensadilma.com.br/2014/08/25/dilma-sobre-campanha-vou-me-dedicar-a-esclarecer-os-mitos-e-a-discutir-propostas/]), uma vez que se trata de promover um esquema de poder de natureza expressamente condenada pela Igreja Católica:

    “O comunismo é doutrina nefanda totalmente contrária ao direito natural” (Pio IX, “Qui pluribus”);

    “O comunismo é intrinsecamente mau” (Pio XI, “Divini Redemptoris”);

    […] “[o socialismo] é incompatível com os dogmas da Igreja Católica, pois concebe a própria sociedade como alheia à verdade cristã” […] “Católico e socialista são termos antitéticos” […] “Socialismo religioso, socialismo cristão, são termos contraditórios. Ninguém pode ser, ao mesmo tempo, bom católico e verdadeiro socialista” (Pio XI, “Quadragesimo Anno”).

    Congregação do Santo Ofício, 1949. (1) É permitido aderir ao partido comunista ou favorecê-lo de alguma maneira? Não. O comunismo é de fato materialista e anticristão; embora declarem às vezes em palavras que não atacam a religião, os comunistas demonstram de fato, quer pela doutrina, quer pelas ações, que são hostis a Deus, à verdadeira religião e à Igreja de Cristo […] (4) Fiéis cristãos que professam a doutrina materialista e anticristã do comunismo, e sobretudo os que as defendem e propagam, incorrem pelo próprio fato, como apóstatas da fé católica, na excomunhão reservada de modo especial à Sé Apostólica? Sim. – II. Congregação do Santo Ofício, 1959. É permitido aos cidadãos católicos, ao elegerem os representantes do povo, darem seu voto a partidos ou a candidatos que, mesmo se não proclamam princípios contrários à doutrina católica e até reivindicam o nome de cristãos, apesar disto se unem de fato aos comunistas e os apoiam por sua ação? Não, segundo a diretiva do Decreto do Santo Ofício de 1o. de Julho de 1949, n.1 [3865].

    Nestes termos, nós, CATÓLICOS que subscrevemos esta petição, EXIGIMOS da CNBB a fidelidade que ela deve ter à doutrina, aos princípios e às orientações da Igreja Católica Apostólica Romana; que não usurpe a sua própria competência ou reivindique uma autoridade que não tem, uma vez que não consta no rol de suas atribuições, não há autorização ou determinação expressas da Santa Sé para que se comprometa com a iniciativa em tela. Por isso, EXIGIMOS que a CNBB imediatamente RETIRE o seu apoio da proposta de reforma política apresentada pela “Coalizão pela Reforma Política Democrática” e com ele TODAS AS ASSINATURAS dos fiéis católicos que recolheu para legitimar essa iniciativa.

    Pelos motivos expostos, EXIGIMOS ainda que a Conferência dos Bispos abandone a campanha por um “Plebiscito Constituinte”. Trata-se de uma iniciativa do PT que foi inclusive incorporada à campanha de Dilma Rousseff, com as assinaturas entregues nas mãos da candidata (Cf. “Dilma recebe 7,5 mi de assinaturas por plebiscito para reforma política”, G1, 13 de Outubro de 2014 [http://g1.globo.com/distrito-federal/eleicoes/2014/noticia/2014/10/dilma-recebe-75-mi-de-assinaturas-por-plebiscito-para-reforma-politica.html]). Ela tem basicamente os mesmos agentes promotores do projeto de reforma política, e em essência o mesmo objetivo: fortalecer um vasto esquema de poder que contraria integralmente os princípios e orientações da Igreja Católica.

    http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR77163

  8. Jaci Capistrano

    Vereadora do PT-CE é presa por assalto à mão armada, homicídios e formação de quadrilha.

    A vereadora Francisca Sales Vieira (PT) foi presa juntamente com mais sete pessoas suspeitas de homicídios, assaltos a mão armada e formação de quadrilha no estado do Ceará. De acordo com a Polícia Militar, mantinha relação com um homem conhecido como Paulinho Tendel, que é conhecido na cidade por crimes de homicídios.

    Depois que ela iniciou essa relação, ela passou a ser investigada. O Paulinho Tendel arregimentou uma quadrilha, que incluía a vereadora, com quem cometia vários assaltos”, diz comandante do Destacamento Policial de Salitre, Paulo César.

    Francisca Sales é suspeita de participação em assaltos a caminhoneiros, postos de combustível e casas lotéricas, além de formação de quadrilha e homicídios. “As pessoas que iam se desgarrando da quadrilha eles iam matando. Só esse ano foram cinco homicídios dessa forma”, diz o policial.

    O grupo era investigado há um mês e teve o mandado de prisão preventiva expedido nesta terça-feira (24), no mesmo dia em que foram presos. A ordem de prisão é assinada pelo juiz Marcelo Alencar Pereira de Matos, da comarca de Salitre-CE, cidade onde Francisca se elegeu em 2012 com 412 votos. A polícia investiga se o dinheiro utilizado em sua campanha foi financiado pela quadrilha presa nesta semana.

    Os oito presos foram encaminhados à Cadeia Pública de Campos Sales, cidade próxima a Salitre, onde permanecem à disposição da Justiça.

    http://g1.globo.com/ceara/noticia/2015/03/vereadora-e-presa-no-interior-do-ce-suspeita-de-assaltos-e-homicidios.html

    http://www.itaberabanoticias.com.br/brasil/vereadora-do-pt-e-presa-por-assalto-a-mao-armada-homicidios-e-formacao-de-quadrilha

  9. Jaci Capistrano

    Dalmo Accorsini

    Do face de Dalmo Accorsini

    O Plano e o Perigo!

    Existe um plano por parte do PT/Lula de forçar a “Reforma Política”, a forma como estão fazendo é culpando as empresas como a raiz de todo o mal e da corrupção no Brasil! Claro que sabemos que o achaco foi feito pelo próprio PT para custear seus planos de hegemonia e perpetuação no poder! Foi assim nos outros países do “Bloco” Bolivariano. Uma vez lograda essa hegemonia a primeira vitima será o sistema “capitalista”, imaginem no Brasil a onde o governo que já é um sócio indesejado ter o poder de limitar ainda mais os lucros das empresas, olhem na Venezuela que foi totalmente desmantelada em função de uma hegemonia de poder absoluto, uma ditadura! Esse e o desejo do PT e do Lula! Empresários acordem!

    Em nome dessa farsa “democrática”, porque eleições feitas por uma empresa Chavista no Brasil operando dentro do TSE não passa disso uma farsa, com um “operador” Dias Toffoli, designado pelo PT em uma apuração secreta, não pode ser chamada de Democracia! As passadas eleições foi o maior golpe contra a democracia no Brasil em todos os tempos! Com a cumplicidade do PSDB e da MÍDIA! Uma vergonha que jamais devera ser esquecida!

    Voltando ao Plano, demonizando as doações e propondo a reforma política com a cumplicidade da OAB e da CNBB para dar validade a esse golpe, eles pretendem estabelecer uma constituinte exclusiva controlada pelo PT! Eles sabem que ganharão o plebiscito caso aconteça, a SMARTMATIC garante isso! Fiquemos atentos o maior perigo hoje e esse, na surdina, nas igrejas, sindicatos e escolas estão colhendo assinaturas! Não podemos permitir isso, temos que criar um movimento antagônico a isso e colher também assinaturas contra o Plebiscito! Entrar nas igrejas e convencer os padres que estão tentando destruir nossa vida republicana, que tem agora que ser defendida!

Deixe um comentário para Jaci Capistrano Cancelar resposta