Petista avalia carisma de Dilma

Avaliação ouvida hoje, de um petista local que esteve recentemente com a pré-candidata do seu partido à presidência da República, pode servir para explicar a difícil missão ora enfrentada por Lula, que sua mais que nos tempos de torneiro mecânico para tentar transferir sua imensa popularidade a quem escolheu para sucedê-lo:

— Numa escala de 0 a 10, sabe qual é o carisma que Dilma tem pessoalmente? Menos 10!

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. ANDRÉ CRUZ

    carisma de dilma,

    depois de 5oo anos de exploração da direita brasileira, enfim conseguimos eleger um repesentante operario ao governo central, que muito feZ pelo povo, porem muito ainda deixou a fazer pois não se reconstrói uma nação em 8 anos, mais o Brasil avançou!
    discutir a essa altutra do campeonato o carisma de Dima é desqualificar a sua vasta experiencia política, ideologica e administrativa, é fazer o discurso que a extrema direita quer. vamos lembrar que nossa brava ex ministra, e hoje pré candidata presidenciavel foi durante muito tempo uma guerrilheira no ARAGUAIA no Sul do Pará, onde nossa brava guerrilha lutou e derramou seu sangue contra a ditadura militar, junta de diversos companheiros como Maurício Grabois,joão Amazons, ELZA Monerat e tantos outros que se privaram de viver, de dormir em seus coixões para defender o povo brasileiro. digamos ao povo que ela é a continuação do governo Lula,que foi uma ministra notável pelo seu desempenho positivo.comparemos o nosso governo ao de FHC, arregacemos as mangas e vamos a luta! medir carisma? não temos tempo para isso, precisamos avançar na unidade popular e darmos continuidade a recuperação nacional.
    Dilma presidente.
    saudações SOCIALISTAS,
    André Cruz
    executiva do PT

  2. Aluysio

    Caro André,

    Olha só, pretender desqualificar a questão do carisma de Dilma é desqualificar também a maior virtude, enquanto líder de massas, de quem ela pretende suceder. A polarização entre direita e esquerda, além de anacrônica, é inócua num pleito com Serra, Dilma e Marina por candidatos. Já a polarização entre Lula e FHC, como eixo tático, tem se provado um equívoco estratégico (dos petistas). Se o carisma de Lula não bastar como fiel da balança em 2010, numa parada que promete ser duríssima, só ele conseguirá levar o PT novamente ao poder. Mas aí, sabe como é, já será 2014…

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  3. andré Cruz

    que LULA é carismático não se descute, quanto a isso ser sua maior virtude, é discutível! de qualquer forma o debate de números FHC x LULA, se faz necessário, uma vez que se repete neste novo processo eleitoral a polarização PT X PSDB,com os números totalmente ao nosso favor. (leia-se a favor de Dilma).
    agradeço a oportunidade e parabenizo a folha e vc Aluísio por este espaço democratico de discurção.
    um forte abraço e saudações socialistas!
    andré Cruz
    executiva do PT Campos
    [email protected]

  4. Aluysio

    Caro André,

    Disse que o carisma é maior virtude de Lula enquanto líder de massas, não genericamente. Ademais, baseado numa análise que me parece concensual entre os analistas (incluive no comando da pré-campanha petista), a polarização de números entre FHC e Lula não tem surtido o efeito desejado nos números das pesquisas eleitorais. Lógico que é muito cedo para considerá-las definitivas, até porque ainda não registram nenhum avanço mais significativo de Marina dentro da faixa que sempre cabe à terceira via e pode erodir a perspectiva de polarização pura e simples.
    Os constantes elogios de Serra a Lula, bem como sua recente declaração, diante de Dilma e Marina, de que abriria espaço para o PT em seu governo, caso vença a eleição, indicam que ele, para chegar lá, irá adotar o estilo “paz e amor” que levou Lula à vitória em 2002, após duas derrotas consecutivas para FH. Se Serra terá o mesmo êxito de Lula, só o tempo irá dizer, mas certamente é uma estratégia inteligente, que dificulta uma polarização mais radical.
    Investir contra a sabedoria popular do “quando um não quer, dois não brigam”, pode até deixar mal quem quiser forçar a barra. Brigar sozinho é coisa de maluco. E o eleitor médio pode ser até ingênuo em alguns casos, mas não costuma votar em maluco.
    Quem quiser vencer essa eleição, preciso buscar algo mais. Se for carisma, tanto Dilma quanto Serra deixam a desejar…

    Grato pela colaboração e forte abraço!

    Aluysio

Deixe um comentário