Opiniões

Saúde Pública de Campos: A alma do negócio é a propaganda; mas o corpo é seu

Propaganda

 

Aqui, o jornalista e blogueiro Fernando Leite postou desde ontem o vídeo do encerramento do jornal Folha no Ar, da Plena TV (canal 24 da Via Cabo e 3, da Ver TV), apresentado e produzido pelo jornalista Robson Almeida. No simples contraste das imagens da propaganda milionária do governo municipal de Rosinha Garotinho (PR) com os flagrantes de superlotação e descaso generalizado capturados ontem nos corredores do Hospital Ferreira Machado (HFM), durante a vistoria do Ministério Público Federal (MPF), que ainda gerou (aqui) a prisão em flagrante de seis funcionários pelo armazenamento de medicamentos fora da validade, pouco ou nada resta a ser dito.

Nos parabéns ao Robson pelo belo trabalho jornalístico, confira com seus próprios olhos de leitor, contribuinte e eleitor, o quadro real da Saúde Pública de Campos, bancado com seu dinheiro de impostos municipais reajustados extorsivamente este ano, como o IPTU (relembre aqui), na justificativa oficial de melhor atendê-lo:

 

 

 

 

 

Atualização às 20h27: O belo trabalho jornalístico de Robson Almeida no fechamento do Folha no Ar de ontem, na Plena TV, foi destacado também aqui, no blog Carraspana Campista

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. Obrigado aos amigos Aluysio Barbosa e Fernando Leite, e todos aqueles que visualizaram e compartilharam o telejornal da Plena Tv. Que em menos de 15h, atingiu quase 1.900 visualizações.

  2. Propaganda e utilizada para vender um produto, os serviços públicos não precisam ser vendidos, mas devem ser de qualidade pois são pagos previamente nos impostos exorbitantes deste pais, o que se vende com a propaganda municipal e a imagem dos politico, em resumo propaganda fora de época com dinheiro do povo.

  3. É preciso que a senhora prefeita de Campos tenha grandeza cívica e encaminhe, em caráter urgente, mensagem à Câmara de Vereadores, propondo autonomia financeira, gerencial e administrativa à Fundação Municipal de Saúde, condição indispensável para resgatar a Saúde Pública Municipal do iminente mergulho no caos. Não é mais possível, nem razoável, que um setor estratégico do governo esteja à mercê dos humores de um burocrata.

  4. SOMENTE NÃO ENXERGA QUEM NÃO QUER ! VENHO COMENTANDO ESSE FATO HÁ TEMPO! POXA!!!!

Deixe uma resposta

Fechar Menu