Tendências e uma certeza reveladas por pesquisa eleitoral

Ponto final

 

Pesquisa: tendências (I)

A pesquisa Pro4 encomendada e divulgada (aqui) nesta edição pela Folha revela algumas tendências. A primeira e mais óbvia é que, mesmo que o ex-prefeito Arnaldo Vianna (PEN) não tenha condições legais de concorrer, ele é capaz de fazer de seu filho, Caio, líder na corrida à sucessão da prefeita Rosinha Garotinho (PR), mesmo sem nunca ter antes concorrido ou sido eleito a nada. O que acendeu (ou deveria) o sinal de alerta ao vereador Rafael Diniz (PPS), filho e neto de políticos proeminentes, que despontou como pré-candidato a prefeito com um perfil aparentemente semelhante ao de Caio: jovem, bem apessoado, leve e articulado.

 

Pesquisa: tendências (II)

Se vinha sendo encarado como o adversário potencialmente mais perigoso para os governistas, Rafael agora se vê no risco de ser ultrapassado por Caio e acabar fora do segundo turno, onde ninguém em sã consciência duvida que a máquina vai impor um candidato governista. Quem será este? A se julgar pelas pesquisas, parece não haver muita dúvida de que o nome teria de ser Dr. Chicão (PR). Os vereadores Mauro Silva (PSDB) e Paulo Hirano também têm chances reais, mas terão que melhorar muito nas pesquisas para conseguirem tirar do vice-prefeito a chance de finalmente encabeçar a chapa.

 

Pesquisa: certeza!

Fontes governistas, as mesmas que apontam Chicão, Mauro e Hirano como pré-candidatos governistas com chance real de disputar a sucessão de Rosinha, dão conta de que também está na rua uma pesquisa do antigo instituto Precisão. Se for divulgada, veremos que números trarão. Se não for, é porque o presente está realmente ruim ao governo. Mas, já por essa última Pro4, com os 73,1% de indecisos na consulta espontânea, reforçados nos dois cenários estimulados pelos mais de 30 pontos percentuais entre eleitores sem candidato, ou dispostos a votar em branco ou anular, só há uma certeza: nada está definido.

 

Publicado hoje (12) na coluna “Ponto final”, da Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 5 comentários

  1. Plinio Xavier

    Na minha opinião deveria vir Chicao e Mauro, mesmo Chicao tendo deixado a saúde sucateada, basta ir ao Ferreira Machado e HGG e presenciar o inferno. Mas o PSDB não vai querer vir de vice e aí Garotinho vai ter que se virar pra terminar o jogo sem desgaste.

  2. Junior Cruz

    Só uma pergunta, porque insistem excluir Alexandre Tadeu “Tô Contigo” desta disputa? Já que nas pesquisas internas há 17 meses ele lidera, e nesta primeira divulgada ele é o segundo colocado? isso é imparcialidade? Na minha opinião a “tendência” mais evidente é que talvez o “Grupo Folha” já tenha escolhido o seu candidato, e quer que a opinião popular seja a mesma.

    1. Aluysio

      Caro Junior Cruz,

      A Folha não é Record ou Igreja Universal do Reino de Deus para ter candidato. Não meça, pois, os outros pela miúdeza da sua régua. Isto posto, se Tô Contigo é claramente mencionado na matéria como segundo colocado nas duas consultas estimuladas, em empate técnico com o primeiro, a única exclusão foi sua: da verdade!

      Abç e grato pela chance de ressaltar o óbvio!

      Aluysio

  3. marcos

    Sendo um ou outro, não vemos dificuldades para Garotinho fazer o substituto de Rosinha. A Oposição é fraca e desta vez não tem apoio em outra esfera, pois o máquina do estado está quebrada;

    1. Leniéverson

      Quanta tolice!

Deixe um comentário