Bispo diz que vídeo do governo Bolsonaro desrespeita as instituições democráticas

 

Divulgado ontem (22) por decisão do ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), o vídeo da reunião ministerial apontado pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro vem dividindo opiniões. Mas, até que surja a primeira pesquisa de opinião, a impressão é que mudou pouco ou nada na divisão do país, entre os 30% da população que apoiam o governo Jair Bolsonaro (sem partido) e os 70% que não.

Dentro dessa maioria, quem emitiu sua opinião foi o bispo diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz. Alinhado à ala mais progressista da Igreja Católica e ao Papa Francisco, ele fez duras críticas ao que foi relevado no vídeo. Que o blog pede licença para republicar abaixo:

 

Dom Roberto Francisco Ferrería Paz e Jair Messias Bolsonaro (Montagem: Eliabe de Souza, o Cássio Jr.)

 

— O vídeo divulgado sobre a reunião ministerial, estampa o desrespeito ao Estado de Direito, ao funcionamento das instituições democráticas e (demonstra) a falta de pudor e decoro. Finalmente é repudiável a intenção de desmontar ou destruir a legislação ambiental inspirada na Carta da Terra e alinhada com a carta Laudato Si do Papa Francisco. Que Nossa Senhora Aparecida nos faça buscar caminhos de diálogo, entendimento no respeito ao Bem Comum para superar a pandemia e defender a vida dos brasileiros — advertiu o bispo de Campos no grupo de WhatsApp do blog.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Igreja católica, decepção total apoia comunistas fora na segunda guerra que parte da Igreja apoiou os nazistas, se calam referente a Venezuela, se calam em relação as atrocidades comunistas, e veem dar uma de entidade séria, poderia ter ficado quieto Bispo.

Deixe um comentário para marcelo monteiro Cancelar resposta