Betinho: “Quisera São João da Barra ter uma prefeita como Rosinha”

Duas vezes prefeito de São João da Barra, Betinho Dauaire (a caminho do PR) quer voltar a sê-lo em 2012. Para tanto, aliou-se ao seu ex-opositor, hoje deputado federal, Anthony Garotinho (PR). Para ele, o limite ao ex-governador será imposto naturalmente por sua escola política: seu pai, o ex-deputado Alberto Dauaire. Ao rastrear o passado daquele que hoje parece seu principal opositor, o vereador e secretário Neco (PMDB), Betinho tece várias críticas, pretéritas e presentes. Quanto aos demais, não crê na candidatura de Alexandre Rosa, vê Aluizio como o adversário mais bem preparado, louva a coragem de Gersinho e cobra a presença de Ari Pessanha entre as opções governistas. Quem quer que seja seu adversário em 2012, só não tem dúvida ao comparar os mandatos presentes das duas prefeitas nos municípios vizinhos: “Quisera São João da Barra ter uma prefeita como Rosinha”.
 
 

 

Folha da Manhã — Pré-candidato governista à Prefeitura, Neco disse aqui, em entrevista à Folha, que você fez um péssimo governo em São João da Barra. Como sua discordância parece óbvia, a pergunta é: baseado em quê?

Betinho Dauaire — Primeiro, se o meu governo fosse péssimo, por que o vereador Neco votava a favor das mensagens que eu mandava junto com os vereadores governistas? Neco ficou quatro anos me apoiando na Câmara, fazendo parte da bancada governista junto com os vereadores Gersinho e Arildo. Só se ele era um governista travestido de oposição. E caso eu tivesse feito um governo ruim ele seria cúmplice e responsável tanto quanto eu.Tenho fatos para mostrar que a avaliação dele está maldosamente errada. Encerrei meu governo com mais de 80% de aprovação popular, noticiado em manchete pela Folha da Manhã na época. Recebi um reconhecimento internacional na área da educação e no combate à miséria, com a chancela das Nações Unidas, e reduzi a taxa de mortalidade infantil, que tinha índices de países africanos, trazendo essa taxa para níveis de países da Europa. Com pouca arrecadação, promovi uma administração com alto grau de investimento, medido por estudos sócio-econômicos realizados por entidades oficiais, tornei o município oficialmente turístico pela Embratur, recuperei a educação, a saúde e reconquistei o respeito à administração pública municipal, além de outras ações ligadas ao meio ambiente e promoção social, dentre ourras áreas. Trago em meu currículo a criação de programas de transferência de renda, a bolsa universitária com transporte, cursos técnicos e muito mais. Tudo isso com pouco dinheiro.

 
 
Folha — Para sustentar sua afirmação, Neco lembrou que no colégio eleitoral do Açu, na eleição de 2008, ele teve mais votos que você. Ainda que seja só em um distrito, não é uma analogia reveladora, sobretudo porque ele concorreu a vereador e você a prefeito?

Betinho — O vereador Neco, nem somando todos os mandatos que teve, chegou à metade da votação que já tive no município. A votação de Neco no quinto distrito teve o preço de acabar com a paz do agricultor, do produtor, de pessoas de todas as idades, até os senhores na maioria com mais de 80 anos de idade. Após as eleições, Neco colocou em votação, exatamente na noite de 31 de dezembro de 2008, a lei reveillon, que deu condições para o governo do Estado desapropriar e pegar as terras de seus amigos, eleitores, enfim, moradores de toda a área. Os votos de Neco custaram muito caro. Pessoas surtaram, ficaram doentes, perderam suas atividades econômicas, sem terem sido preparadas para isso. Ele deveria se envergonhar de não ter avisado à população o mal que ia sofrer. Seria mais correto.

 

Folha — Criticar Neco pela falta de formação universitária, tática que já vem sendo usada, além de discriminação por algo não exigido em lei, não é também anacrônico no país que Lula governou por oito anos, com índices inéditos de popularidade? A bem da verdade, líder do seu grupo, Garotinho também não possui o terceiro grau. Se, mesmo assim, um acabou presidente e o outro governador, por que isso atrapalharia Neco a ser prefeito?

Betinho — Também concordo, mas isso é uma tática de alguns militantes dos outros candidatos a prefeito que estão do lado da prefeita. Além do próprio Neco ajudar, votando as coisas de forma errada, como aconteceu na eleição da mesa diretora, quando ele votou no vereador Franquis Areas, que nem candidato era. A prefeita errou em antecipar o calendário eleitoral, errou em trazer para o governo pré-candidatos. A prefeita errou em inventar pesquisa e autorizar reuniões eleitorais em pleno ano administrativo. São eles, os governistas, que devem se entender. Eu não tenho nada com isso, mas também não vou dizer que falta de estudo seja um mérito ou um incentivo para ser prefeito. Eu acho que a pessoa que queira governar São João da Barra tem que ter um mínimo de preparo e vocação para o Executivo. Acontece que o vereador licenciado e secretário de Assistência Social não tem nem uma coisa nem outra. Vamos a um exemplo básico: qual a política habitacional que foi desenvolvida por Neco? Nem 10 casas populares foram entregues em todo esse tempo. O programa de transferência de renda, criado por mim, está recheado de denúncias. Se ele não consegue administrar uma secretaria de Assistência e Promoção Social, como deseja administrar um município na era do Porto? Sabe, é a mesma coisa que colocar um motorista que não sabe dirigir, nem carteira tem, para guiar um ônibus cheio de pessoas; vai ser um desastre.

 

Folha — Outra tática de descrédito que já surge bem ensaiada contra Neco, é afirmar que seu governo seria tutorado pela prefeita Carla Machado. Na entrevista à Folha, ele mesmo admitiu que ela seria bem vinda a participar da sua administração. Em todo caso, você não correria o mesmo risco com Garotinho, a exemplo do que ele faz com Rosinha, em Campos? Qual seria o limite exato de Garotinho num novo governo Betinho Dauaire?

Betinho — Não existe esse risco, porque são histórias diferentes. Fui duas vezes prefeito, alcancei a primeira suplência de deputado estadual, vim de uma escola chamada Alberto Dauaire. Enquanto Neco sempre foi submisso politicamente. A prova disso é que a prefeita prometeu votar nele para presidente em 1999 e votou nela mesma. A prefeita se elegeu na época às custas de furar uma palavra empenhada com seu melhor amigo. Depois disso tudo, ele aceitou a situação. Então não precisa falar mais nada. Quanto à prefeita de Campos, Rosinha, ela governa com simplicidade, discrição e competência. Quisera São João da Barra ter uma prefeita como Rosinha.

 

Folha — E quanto à tática que qualquer candidato governista fatalmente usará, adiantada pelo próprio Neco: o passado de oposição aberta entre você e o ex-governador? Como pretende reagir a isso e como pensa que o eleitor reagirá?

Betinho — Apoiei Sérgio Cabral em duas eleições, de senador e governador, e ele veio com toda força contra mim na eleição seguinte. Sou obrigado a ficar parado esperando outro ataque? Tive a coragem de dizer não a um governador de mandato nas eleições de 2010. Garotinho é uma nova amizade que nasceu em uma aliança política que fizemos em 2009. Garotinho tem sido um grande amigo. Ele é um deputado atuante, não dito por mim, mas pela mídia nacional. Eu e Garotinho fomos adversários e nos unimos quando ele não tinha mandato e nem eu. Nos juntamos combatendo o bom combate. Hoje ele é o deputado federal mais votado do Estado do Rio e eu desponto com o primeiro lugar nas pesquisas para prefeito. Neco e Carla eram amigos de Garotinho e Rosinha quando eles eram governadores. Aí foi fácil ser amigo. Vergonha vai ser eles explicarem porque só são amigos de pessoas que estão no poder. Eu já não terei essa dificuldade.

 

Folha — Aparente causa principal da ruptura entre Garotinho e Carla, como manter numa administração sua a boa relação que o município hoje goza com o governo estadual de Sérgio Cabral? Valeria a pena abrir mão dela se for a vontade de Garotinho?

Betinho — Como tenho liderado as pesquisas e se desenha uma grande possibilidade de vitória, posso garantir que não tenho essa preocupação, até porque não acredito em retaliação. Mas se houver, vamos responder à altura. Acontece que hoje temos dois deputados federais para buscar recursos e, além do mais, a vitória de Garotinho para governador é dada como certa. Não existe político de maior densidade eleitoral no estado do que Garotinho. Além do mais, a prefeita de São João da Barra poderia continuar fiel a Garotinho e se impor diante do governador Cabral, como eu me impus nos meus dois mandatos em governos de oposição. A prefeita esqueceu que gratidão não prescreve.

 

Folha — Ex-prefeito e seu antigo opositor, mas hoje reunido no mesmo grupo político, o presidente do Cidac, Ranulfo Vidigal, disse aqui que os dois maiores eleitores sanjoanenses são Carla e Garotinho. Concorda? Por quê?

Betinho — Continuo discordando do Ranulfo Vidigal. Garotinho não é o maior eleitor só em São João da Barra, mas em todas as cidades do Estado do Rio de Janeiro. Para ter 700 mil votos tem que ter prestígio. E quanto a Carla Machado, a indicação é natural. Eu vou colaborando humildemente com o meu nome. Em cinco eleições que disputei, fui o mais votado em quatro. Ranulfo ficou um pouco chateado com a experiência política que teve ao governar meu município e acabou transferindo seu domicilio eleitoral de São João da Barra. Tenho certeza que se ele resolver votar em São João da Barra novamente votará em mim, porque ele sabe que Garotinho quer me ver prefeito.

 

Folha — Uma raposa felpuda da política sanjoanense revelou aqui que Neco, além de Carla, é o candidato governista também da sua preferência, por ser, em tese, o mais fácil de ser enfrentado no debate direto. Procede a visão, uma vez que você mesmo declarou aqui que a prefeita já definiu Neco como candidato?

Betinho — Não escolho adversários. Se escolhesse, não seria candidato em 2008 com uma pessoa que exercia o cargo de prefeita e utilizava-se do instituto da reeleição.Tanto é que ganhei de Carla na minha reeleição e ela ganhou de mim na reeleição dela. Respeito qualquer adversário e não tenho preferência. Quero sim debater projetos importantes no processo eleitoral. Não dá para continuar pensando pequeno. Quero trazer meus conhecimentos para o debate, quero debater com candidatos inteligentes e não com bonecos.

 

Folha — E qual a sua visão sobre os outros dois pré-candidatos anunciados por Carla: Aluizio Siqueira e Alexandre Rosa? Você já apostou que o segundo é carta fora do baralho, por não unir o grupo governista, assim como apontou Aluizio como um plano B, ou para compor a chapa como vice. Continua pensando assim? Baseado em quê?

Betinho — Alexandre Shop deixou a história passar à sua frente e não viu, preferindo o caminho mais curto. Não teve decisão quando era necessário e quando resolveu tomar decisão, tomou errado. Não é confiável para a militância. Tudo de ruim que vier a acontecer politicamente para a prefeita na Justiça, na campanha eleitoral, nos jornais, foi criado no tempo em que ele era o presidente da Câmara. Alexandre não poderia passar uma borracha em sua história, se rendendo às seduções do poder. Hoje ele não tem a confiança de nenhum dos dois lados, mas pode se sujeitar a virar um vice de Neco. Shop foi fraco e só virou pré candidato para a prefeita ganhar maioria na Câmara. Já Aluizio foi alçado ao posto de pré-candidato para rachar a votação de Alexandre nas pesquisas e favorecer Neco. Ele é o mais preparado dos três para o debate, mas vai se decepcionar quando souber que o escolhido não será ele.

 

Folha — Ainda sobre Alexandre Rosa, você disse que a única chance dele de concorrer à Prefeitura, seria sair numa candidatura independente. Presidente da Câmara, Gersinho declarou aqui que ele mesmo pode fazer isso. Embora ainda não tenha se pronunciado, não está descartada a possibilidade de Ari Pessanha também tentar esse caminho. Como analisa cada uma dessas possibilidades e, de maneira geral, como uma ou mais outras candidaturas fortes poderiam afetar o aparente equilíbrio entre os candidatos de Carla e Garotinho?

Betinho — Eu disse, mas o vereador Alexandre não tem coragem de lançar uma candidatura independente. Vai acabar aceitando uma vaga de vice ou tentar a reeleição. Para ser candidato sem apoio governista tem que ter coragem. Já Gersinho tem essa coragem e tem demonstrado isso. Ari Pessanha foi o grande injustiçado do atual governo no sonho de ser prefeito. Nem na pesquisa Carla colocou seu nome. Se Carla colocasse o nome de Ari Pessanha na pesquisa governista, Ari ganhava dos três candidatos de Carla juntos.

 

Folha — Inegável que qualquer pré-candidato a prefeito de São João da Barra tenha que pensar, e muito, sobre o Porto do Açu. Já procurou ou foi procurado por Eike Batista ou algum representante dele? Como ampliar ao máximo os benefícios econômicos do mega-investimento e como reduzir ao mínimo seus impactos sociais?

Betinho — Sim, já há algum tempo. A empresa tem apresentado projetos para diminuir os impactos sociais, mas diante do valor do investimento de R$ 1,8 bilhão realizado na construção do Porto do Açu até hoje, impactos positivos executados deveriam aparecer mais fortemente. Com todo respeito ao empreendimento, os programas de compensação precisam atender a demanda dos produtores rurais do quinto distrito e as demandas unilaterais não tem colaborado para isso.Temos que reconstruir a confiança e aproximar mais o empreendedor da sociedade civil e não apenas confundi-lo com órgãos governistas. As estratégias para ajudar os moradores e produtores do quinto distrito não podem ser as mesmas de 10 anos atrás. Elas precisam ser estratégias de âmbito sistêmico, ou seja, estudar todos os vetores que envolvem a produção e criar estratégias que possam fazê-los competitivos com o mercado atual, fortalecendo essa cadeia produtiva. O que adianta colocar máquinas em associações com possíveis identificações partidárias? O cooperativismo é um exemplo de saída. Outra questão que envolve outras regiões do município e será afetada com o desenvolvimento será a grande quantidade de desempregados, inchando os centros mais urbanos do município. A capacitação é importante, mas como capacitar de verdade, se temos um governo que deixa a educação básica chegar em penúltimo lugar no Estado? Se não investir de verdade na educação básica, não chegaremos a lugar nenhum. O governo finge que capacita e o trabalhador finge que foi capacitado. Enquanto isso, dados mostram que existe uma queda da remuneração média do trabalho, que nos últimos levantamentos oficiais é de 7,60% , uma queda de 26,35% em relação ao saldo de empregos em junho de 2010. Temos que aproximar os agentes envolvidos, proposta bem fundamentada pelo Movimento Nossa São João da Barra e seus colaboradores. Quanto a políticas públicas, temos que torná-las eficazes.

 

Folha — Teria agido diferente em relação às desapropriações do 5º distrito? Em quê?

Betinho — Tudo seria diferente desde a notícia até a negociação da terra e aposto que todos sairiam felizes e o quinto não estaria sofrendo como está sofrendo. Primeiro que eu não colocaria uma projeto de lei tão importante no último dia do ano para ser votado. Esse projeto modifica toda a história do quinto distrito, que era uma área rural, de produção familiar, e se tornou uma área industrial. Segundo, eu não esconderia da população esse fato, mesmo sendo ano eleitoral como foi. Terceiro, eu não lavaria minhas mãos como a atual administração lavou. Eu montaria um estafe capacitado, capaz de discutir tecnicamente de igual para igual com os empreendedores. Vestir a camisa do desenvolvimento é vestir a camisa da população e do empreendedor. Só assim desenvolvimento vira qualidade de vida. Fora disso desenvolvimento vira prostituição, injustiça, desigualdades e por aí vai. A prefeita já admitiu na mídia que as coisas começaram erradas. E tudo que começa errado dá um trabalho danado para consertar, quando querem consertar, é claro.

 

Folha — No último dia 22, São João da Barra recebeu R$ 10,8 milhões em royalties, chegando ao total de 168 milhões já recebidos em 2011. Que paralelo faz entre as atuais quantias e as que o município recebeu em suas duas administrações, e quais diferenças enxerga na aplicação dos recursos do petróleo pelo seu governo e o de Carla?

Betinho — Vamos falar em orçamento que engloba os royalties e demais receitas. O governo atual não é melhor do que o meu, é apenas maior. O orçamento do meu primeiro ano de governo era de R$ 11 milhões. O orçamento a ser votado hoje é de R$ 400 milhões. Se juntarmos oito anos de arrecadação do meu governo, eu não alcanço o arrecadado pela atual administração em oito meses. E tudo isso sem a prefeita mexer um dedo. Essa receita é fruto da exploração de petróleo e do Porto do Açu, investimentos que não foram trazidos por ela. Com toda essa diferença de caixa, no meu período, segundo estudos, a economia era mais fortalecida no meu tempo. Nossos graus de investimentos eram elevadissímos, como mostram os estudos sócio-econômicos. A nossa receita corrente era maior do que a despesa de custeio. Realizamos grandes investimentos. O que eu não entendo é que hoje, com todo esse dinheiro, o que temos? Temos várias CPIs denunciando corrupção, que foram encaminhadas ao Ministério Público. O município já posou de campeão em focos do mosquito da dengue no Estado, a educação disputa os últimos lugares, segundo o ministério da Educação, a remuneração no município caiu, o servidor público que tinha o mínimo duas vezes maior que o mínimo nacional, hoje não supera um salário mínimo. Sindicato fechado por falta de repasse, agricultores perdendo suas terras, o Conselho de Agricultores desativado de 2005 até recentemente, pescadores não recebem as melhorias que constam no orçamento,TCE em busca permanente de esclarecimentos, bens bloqueados de administradores, ações populares, a saúde considerada a pior de todos os governos. Tinha necessidade disso com tanto dinheiro? O governo da prefeita de São João da Barra é bem maior do que foi o meu, ele tinha também a obrigação de ter sido bem melhor que o meu. Uma pena que os números oficias mostram que essa administração vai de mal a pior.

 

Folha — Falando da maneira mais sincera possível, não acha que a oposição na Câmara perdeu a mão contra a prefeita, sobretudo em posições altamente impopulares, como no caso dos shows do último verão e, mais recentemente, da coleta de lixo?

Betinho — Até pode se ter essa sensação, mas sensação nem sempre reflete a realidade. A culpa do que aconteceu foi do governo. O governo não poderia permitir que a empresa deixasse o lixo nas portas das casas das pessoas. Não havia essa necessidade. Humilharam nosso povo e o pior é que tudo ficou por isso mesmo. Deixaram o lixo por causa de uma mensagem que a prefeita queria que fosse aprovada. Deixaram o povo sem água por causa de uma mensagem. Isso foi maldade. Os shows no verão não aconteceram por opção da prefeita, que preferiu priorizar seus recursos. O resto é conversa fiada da turma que se beneficiou com a aprovação da mensagem. Esses mesmos vereadores que ela acusa, ela vive tentando seduzir, da mesma forma que seduziu o ex-presidente. O governo foi o responsável.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 50 comentários

  1. Ananias Franco

    Betinho, parabéns pela sua entrevista. Mamãe do céu!
    Quanta diferença para o seu adversário Neco.

  2. Andre

    Parabéns Betinho!!

  3. Clara

    Com essa declaração ele deixa bem claro o que pretende fazer com o dinheiro de São João da Barra se eleito for. O que ele tem que saber é que se pensa em fazer proveito sozinho do dinheiro e não dividí-lo com a família garotinho, vai virar inimigo mortal como os que não quiseram antes compartilhar os (trecho excluído pela moderação) com ele.

  4. aloisio lula do farol

    com certeza,para acabar com são joão da barra.

  5. Johnny A. Ourives

    A declaração de Betinho é sincera e democratica, cabe a nós eleitores tomar nossas conclusões; usar de comparações seria disparadamente favoravel a Rosinha, principalmente pelo histórico político da família Matheus.

  6. fernando

    Parabéns Betinho pela entrevista.Que alto nível,vc está preparado para governar.A entrevista mostrou a diferença sua para o Neco,que não falou nada por nada.

  7. fabio

    Entao leva pra vc Betinho !

    Que declaracao nao minimo infeliz… mostra o qto vc esta fora da realidade do povo !

  8. sandra

    betinho dauire,acredito que a saída para os agricultores,seja a indicada por você.Continue assim,trazendo a sua inteligencia para ajudar a população.

  9. Marcelo virgilio

    TEM GENTE QUE NÃO APRENDE , QUEM GOSTA DE (trecho excluído pela moderação) É VASO SANITÁRIO .

  10. Marcos

    Isto Betinho, coloque mais uma praga em SJB, já não basta o que já tem….

  11. Rita De Cassia

    Realmente quando foi prefeito deixou a deseja com os moradres e os veranistas.

  12. nice barcelos

    Tive o orgulho de trabalhar com Betinho na época,prefeito, onde coordenei o primeiro(e único)programa municipal de transferência de renda. Nunca fizemos cadastro de nenhum beneficiado,pois a Prefeitura firmou convênio com a UFF-Campos,para que fosse levantado todo o município,casa por casa .Esse trabalho foi iniciado no Açu,com ônibus apanhando os universitários na sede da UFF-Serviço Social,fornecendo almoço e, era coordenado pela Coordenadora de Estágio,Dra.Ketnen Rose Medeiros. Com base nos cadastros fornecidos pela Caixa Econômica (que na minha opinião,trata-se do melhor cadastro social que existe),após preenchidos e enviados à Brasilia e, analisados pelas assistentes sociais do Programa VALE VIDA e,com base na Lei de criação enviada à câmara pelo Prefeito Betinho,NENHUMA FAMÍLIA PODERIA PARTICIPAR DO MESMO,CASO Já FOSSE BENEFICIADA POR OUTRO PROGRAMA MUNICIPAL,ESTADUAL OU FEDERAL ,POIS TRATAVA-SE DE TRANSFERÊNCIA PARA QUEM ESTIVESSE ABAIXO DA LINHA DE POBREZA;TENTEI FAZER UM RESUMO DO QUE NA VERDADE ACONTECEU E, EM MOMEMTO ALGUM O PREFEITO,SUA ESPOSA OU ALGUEM MAIS LIGADO POLITICAMENTE,INTERFERIA EM NOSSO TRABALHO.FAZÍAMOS A CADA 3 MESES,UMA REVISÃO DE CADASTRO PARA SABER SE O NÚCLEO FAMILIAR CONTINUAVA O MESMO,ONDE DESCOBRÍAMOS,ÓBITOS,NASCIMENTOS CASAMENTOS FORMANDO UM OUTRO NÚCLEO.O OBJETIVO MAIOR ALÉM DO REPASSE FINANCEIRO QUE PODERIA SER USADO PARA PAGAR UMA CONTA DE ÁGUA,LUZ,GÁS, MEDICAMENTOS ,PRESTAÇÕES,ETC,ERA A DE QUALIFICAR PROFISSIONALMENTE ALGUEM INDICADO PELA PRÓPRIA FAMÍLIA.PARA TANTO,FOI FIRMADO PELA PMSJB E O SENAC um convênio para corte e costura,customização,manicure,cabeleireiro.Não fizemos mais pois o prédio se tornou pequeno. Só para complementar,dia desses fui a um aniversário de uma empresária daqui e fiquei estarrecia com um casal, funcionária ela concursada da Prefeitura e o marido já quase em tempo de aposentar.Ambos tem uma firma(clandestina de garçons e garçonetes).Sabe qual o assunto que rolava? Triste de nòs se Betinho ganhar as eleições.A 1a coisa que vai tirar é o Vale Vida pois já temos o cartão alimentação.Imaginem: um casal de funcionários com dois cartões de benefícios,que deveriam estar beneficiando quem está abaixo da linha de pobreza.Desculpe-me Aluizio e Ze Renato. Se algúem me chamar de puxa-saco,vai perder tempo.Primeiro pela admiração que tenho por ele,via Paulo Feijó(meu Deputado) segundo,nunca tivemos durante o período que lá estivemos,nenhum problema com a justiça.Quando o governo acabou,fiz com os funcionários(todos concursados)um inventário dos bens existentes no prédio,assinamos todos e,registramos em cartório. Uma via entreguei ao Chefe de Gabinete(Dr.Lenício),para ser entregue ao Prefeito e, outra via encontra-se em meu poder. E agora,como isso tudo está sendo feito? Segundo a Prefeita,os cadastros que pertencem a Caixa Econômica e ficam sob a guarda da Prefeitura,SUMIRAM,DESAPARECERAM! estranho não ter havido nenhuma queixa crime,pois trata-se de documentos federais e acima de tudo é a privacidade de uma família que está exposta a qualquer um sabe-se lá com quais intenções.Desculpas novamente.

  13. IGOR ANDRADE

    Tenho certeza que até os ENTREVISTADORES da folha da manhã,ficaram assustado com tanta diferença politica entre NECO E BETINHO…. Muito boa a entrevista!!!

  14. Antonio

    Gente!! Papel e tela de computador aceita qualquer coisa, pode escrever…
    Campos, São João da Barra, nossa região está se desenvolvendo mas poderia está 100 vezes mais desenvolvido se os recursos dos royalties dos municípios fossem empregados de maneira correta…, então cidadãos, vamos parar com esta politicagem e deixar a cidade crescer e eleger quem realmente quer fazer.

  15. JUNIOR SANTOS

    É lamentavel ler estas declarações, é triste lembrar que um dia dei um voto de crédito para este Sr. exercer o cargo de Prefeito .Quanta fragilidade,incopetência e fauta de personalidade própria politica administrativa, vale lembrar que criticar é muito fácil, o dificil são as execuções e as ações praticadas enquanto prefeito.De resto parece substimar a inteligência de uma população inteira que esperou anos luz, para um dia se libertar de favores politicos ou de politiqueiros, ademais,estas declarações deve ser de um outro municipio chamado “SÃO JOÃO DA BARRA”
    A transferência de renda a que o sr. refere, é a farra dos cheque cidadões que o sr distribuia sabe lá “DEUS” como, ou seja, quanto mais miseravel,melhor.Esta era acabou, hoje o cidadão sanjuanense está se qualificando em busca de melhores dias e diguinidade. O sr.fala no quinto distrito,com que condição, exceto quando o seu primeiro VICE PREFEITO era o sr. DODOZINHO,no seu segundo mandato o distrito ficou entregue as traças, agricultura não dinheiro nem para abastecer as máquinas, o Sr,nem lá visitava,e, equando ia, era com o carro c/o vidro escuro fechado,o seu segundo vice, era um estramelhado que nem a sua própria vida o administrava, era ausente o tempo inteiro, agora querer usar o povo do quinto distrito como escudo, ou tese, de campanha politica, cuidado que o sr pode ter menos votos do que a sua última eleição.Quero deixar claro,sou sanjuanense de direito e de fato, sou do quinto distrito,tenho área desapropriada, nunca tive rendimento nenhum de prefeitura e muito menos puxa saco de politico algum.Pensem bem, antes de dar estas declarações (treho excluído pela moderação), substimando a inteligência da população.Lembro ainda qua não sou adépito da situação ou oposição,sou adépito dos candidatos competente,diguino e compromissado com a população e com o bem público

  16. sergio c

    sabe o que dá ser bom politico no país,é que ele fica misturado com a maioria dos maus politicos .quem viveu os anos de um96 sabem o valor do betinho que foi um grande prefeito

  17. HENRIQUE

    Betinho,parabéns mais uma vez vc mostrou o alto nível de uma entrevista,vc é o único candidato preparado para governar,não é esses puxa sacos chamados de roedores do poder.Vc disse bem a sua união com Garotinho,foi quando garotinho não tinha poder,diferente da prefeita Carla Machado que traíu quem matou sua fome,pois nem emprego ela tinha,foi com pires vazio atrás de garotinho,ele ajudou,mais a trídora preferiu sentar no colo de Cabral e viver uma vida com os poderosos e abandonando o povo que elegeu.

  18. Lia Márc ia

    Betinho, parabéns pela sua entrevista, cada vez mais me orgulho de estar ao seu lado sempre, vc faz a diferença!!!!

  19. Heloisa Carvalho

    Quem imaginava Betinho Dauaire “morto politicamente” vê com muito espanto vc muito próximo de ser eleito o novo Prefeito de São João da Barra. Parabéns Betinho !!!

  20. Paulo Sá

    “Recebi um reconhecimento internacional na área da educação e no combate à miséria, com a chancela das Nações Unidas, e reduzi a taxa de mortalidade infantil, que tinha índices de países africanos, trazendo essa taxa para níveis de países da Europa. Com pouca arrecadação, promovi uma administração com alto grau de investimento, medido por estudos sócio-econômicos realizados por entidades oficiais, tornei o município oficialmente turístico pela Embratur, recuperei a educação, a saúde e reconquistei o respeito à administração pública municipal, além de outras ações ligadas ao meio ambiente e promoção social.”
    O texto acima foi extraído da entrevista de Betinho. Se ele recebeu a prefeitura nesse quadro caótico, o culpado é Ranulfo Vidigal, que governou o município antes dele e teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores, em virtude das inúmeras regularidades que foram cometidas pelo seu governo. E apesar de tudo isso, Betinho só faltou elogiar Ranulfo.
    Betinho fala com orgulho que é fruto da escola de Alberto Dauaire, seu pai. Contudo, parece ter renegado a formação que herdou do seu gentor, quando se aliou a Garotinho e vive tecendo loas ao mesmo. Será o velho Dauaire se curvaria a Garotinho, depois de tudo o que ele fez a Betinho: entre outras coisas, baní-lo do PMDB, em 2003, para lançar Carla Machado candidata a prefeita de São João da Barra em 2004?
    Do jeito que está se encolhendo para engrandecer Garotinho, Betinho vai acabar sumindo.
    Se toca, cara!

  21. Paulo Sá

    Uma breve correção: …em virtude da inúmeras irregularidades…
    Perdão!

  22. Uma sugestão para os blogueiros chargistas: A prefeita Carla Machado sentada num trono(tipo aqueles de BROGODÓ) e,seus três supostos candidatos “ventrílocos” repetindo o que ela diz.Detalhe: um dos três vai estar fora do “colinho”,sentado no chão,vestido de “bobo da côrte”. Tudo bem colorido,e ela vestida de RAINHA DO (trecho excluído pela moderação) . Afinal,um vai sobrar… Por favor,entrevistem o Aluizio Siqueira,para termos uma idéia melhor formada de quem é que vai sobrar. abs e parabéns pela matéria com Betinho.Bastante objetiva.

  23. Aluysio

    Caro Igor Andrade,

    Não se assuste, mas não são os “ENTREVISTADORES” da Folha, já que Neco e Betinho foram sabatinados pelo mesmo entrevistador, claramente identificado tanto no blog quanto na edição impressa do jornal: eu! E, com todo o respeito a Neco e Betinho, após já ter entrevistado Leonel Brizola, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas, Moahammad Katami (ex-presidente do Irã), Geraldo Alckmin, Sérgio Cabral, Anthony Garotinho, Macello Alencar, César Maia, Roberto Saturnino, Moreira Franco, Dráuzio Varella, Fernando Meirelles (diretor de “Cidade de Deus”), Nelson Pereira dos Santos e Zico, entre alguns outros, ao longo destes 22 anos de profissão, creio que já passei da fase de me assustar com qualquer enventual diferença, que prefiro sempre deixar ao julgamento do leitor.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  24. MISTERSALES

    UM DAUAIRE NÃO PRECISA SE ALIAR À UM GAROTINHO PARA GANHAR UMA ELEIÇÃO. SÃO JOÃO DA BARRA TEM VERDADEIRO CARISMA PELA FAMÍLIA DAUAIRE. NÃO PRECISAVA SE ENCOLHER TANTO, MAS, COMO JÁ O FEZ, E SE ALIOU AOS GAROTINHOS, JÁ COMEÇOU PERDENDO.
    INFELIZ COLOCAÇÃO SOBRE A PREFEITA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, QUE SOFRE COM SEU DESGOVERNO. SE É ISSO QUE VOCE QUER PARA SÃO JOÃO DA BARRA, FICAR IGUAL A CAMPOS DOS GOYTACAZES, ESTÁ NO CAMINHO CERTO. NINGUÉM MERECE UM DESGOVERNO IGUAL AO DA ESPOSA DO GAROTINHO, MUITO MENOS SÃO JOÃO DA BARRA.
    COM O CRESCIMENTO DE CARLA MACHADO, JUNTO COM SEU MUNICÍPIO, BETINHO VIU QUE NÃO TERIA CONDIÇÕES DE VENCÊ-LA SOZINHO, PENSOU COMO POLÍTICO, SE ALIOU, E MAL, AO GAROTINHO, NÃO PENSOU NO POVO QUE O AMA, E, ESQUECEU QUE O POVO SANJOANENSE JÁ SOFREU NAS MÃOS DESSE POLÍTICO, LEVANDO RANULFO E CIA PARA DENTRO DE SÃO JOÃO DA BARRA.
    POR OUTRO LADO QUERO ACREDITAR QUE BETINHO, SE GANHAR A ELEIÇÃO, NÃO IRÁ ENTREGAR O DIPLOMA NAS MÃOS DE GAROTINHO PARA QUE ELE GOVERNE EM SEU LUGAR, COMO ACONTECE EM CAMPOS DOS GOYTACAZES. PORÉM, SE ENTREGAR SÃO JOÃO DA BARRA NAS MÃOS DE GAROTINHO, SERÁ A VERDADEIRA DERROTA PARA O POVO SANJOANENSE. ACORDA BETINHO. O GAROTINHO SÁ QUER O DINHEIRO DE SÃO JOÃO DA BARRA PARA VOLTAR A SER GOVERNADOR, COMO FEZ NA ÉPOCA DE RANULFO VIDIGAL, E DEIXAR UMA PREFEITURA QUEBRADA PARA ADMINISTRAR, COMO VOCE PEGOU DAS MÃOS DESSE EX-PREFEITO.
    O GAROTINHO É UM POLÍTICO INTELIGENTE, TEM UMA VISÃO POLÍTICA EXTRAORDINÁRIA, ENXERGOU SÃO JOÃO DA BARRA ANOS AFRENTE, E VIU QUE ERA IMPORTANTE TER SOB SEU DOMÍNIO O MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA BARRA PARA CONSEGUIR O SEU INTENTO, E NINGUÉM MELHOR DO QUE BETINHO DAUAIRE PARA DIVIDIR A OPINIÃO PÚBLICA E LANÇAR UM DESTEMPÊRO POLÍTICO E PROVOCAR ESSA BAGUNÇA QUE HOJE ASSOLA O MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA BARRA, MUNICIANDO VEREADORES DE OPOSIÇÃO, PARA QUE OS MESMOS ATRAPALHEM AO MÁXIMO O DESENVOLVIMENTO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA BARRA E COLOCAR A CULPA NO GOVERNO, QUE É UMA PRÁTICA BEM PECULIAR DO GAROTINHO.

  25. LUIZ CLÁUDIO MELLO

    Conordo com VC Aluysio,o povo é quem julga e escolhe o melhor para sua cidade.Em SJB não é diferente.O ex Prefeito Betinho,por 2 vezes, esteve a frente do município,tempo suficiente para trabalhar e melhorar a vida das pessoas.Só que em 2008, a população após avaliar os 2 candidatos,Betinho e Carla Machado,respondeu de forma já mais vista em SJB,dando uma VITÓRIA esmagadora a Prefeita CARLA,que ganhou em todoas as urnas do município.Assim sendo,na visão de 14.172 sanjoanenses que votaram em Carla Machado, ficou bem claro quem governou melhor nossa querida SJB.Não se esqueça Betinho,O POVO É O GRANDE JUIZ!Quem teve oportunidade de fazer e não fez,perdeu a vez….

  26. Asdrubal

    A lei da ficha limpa teve ontem parecer favorável por parte do Procurador Geral da Republica, Roberto Gurgel.
    Betinho e Rosinha nao concorreriam então.
    Que felicidade para os munícipes destas duas cidades, essas criaturas danosas nao poderem concorrer.
    Acredito que a lista seria maior ainda, Arnaldo, bocaiber, Neco, Rosa……uma verdadeira faxina política, e isso que o povo quer e precisa.
    Abraços.

  27. Asdrubal

    Seria uma boa capa da folha deste domingo, a validade da ficha limpa e toda a classe política tremendo de

  28. Asdrubal

    alias, seria uma boa capa da folha deste domingo, a validade da ficha limpa e toda a classe política tremendo de medo. Abracos

  29. Carlos Heitor

    Ia fazer a mesma porcaria de governo que ele fez enquanto esteve na prefeitura (trecho excluído pela moderação) e não dando nada em troca.

  30. Carlos Heitor

    Poderia vir a pergunta como esteve a frente por dois mandatos, porque não fora cassado no primeiro!

  31. leonardo

    caro betinho nos ja temos ate melhor que Rosinha nos temos uma querreira que penssa no progresso saojoanense espero que tipo essa Rsinha nao, porque prejudicara o nosso crecimento

  32. leonardo

    presta atençao caro Betinho vc quer espelhar em pesoas que de fora o saojoanense ja tem a nossa querreira

  33. Engraçado! esse pessoal que tanto critica Betinho,deveria vir candidato,pra sentir de perto o que é um candidato sem apoio logistico,pois campanha não se faz só como muitas vezes vemos esses absurdos de “sacolões”,na cara de pau das autoridades,que não tomam atitude nenhuma. Apoio como folheteria,cartazes,banners, carros de propaganda e outros.Ou voces acham que Carla Machado teve aquela votação expressiva,porque? Em Barcelos, foi vista uma determinada pessoa abrindo uma maleta sobre o capô do carro,e,distribuindo aos delegados,fiscais de partidos e outros,dizendo “se acabar,me telefone que trago mais.A fonte é quente.Sabem quem era a fonte? O PMDB da época,presidido sabem por quem,não é? Hoje,ele é “persona nom grata” para ela e seu circo de 5a categoria. Mas,política é a arte do absurdo.Só não vemos elefante voar,pq bois,já estamos vendo.

  34. Márcio

    MUITOS AQUI SE ESQUECEM QUE SÃO JOÃO DA BARRA RECEBE 3 VEZES MAIS ROYALTIES DO QUE CAMPOS,CONSIDERANDO O NÚMERO DE HABITANTES,ESQUECEM TAMBÉM QUE BETINHO FOI PREFEITO QDO NÃO TINHA ROYALTIES,PORTANTO NÃO DÁ PRÁ COMPARAR O GOVERNO DOS DOIS.

  35. leonardo

    Só que Betinho ao dizer do potencial de votos no estado vale lembrar a votação que ele teve aqui em Campos sua terra natal que foi pífia em relação ao total de eleitores, pouco mais de 60 mil e São João da Barra pouco mais de 3 mil. É sinal que Campos e região não estão muito contentes com os Garotinhos.

  36. ALEXANDRA

    É LAMENTÁVEL VER BETINHO FAZER APOLOGIA A ROSINHA. SEMPRE DETESTOU A FAMÍLIA GAROTINHO E AGORA QUER O PODER A QUALQUER CUSTO.

  37. HENRIQUE

    A CORRIOLA DA PREFEITURA ESTÁ PERTO DO FIM,ESSA TURMA DOS (trecho excluído pela moderação) QUE ESTÃO (trecho excluído pela moderação) NA PREFEITURA DE SJB VAI ACABAR,PENSARAM QUE O PODER VAI DURAR PARA SEMPRE.ESSA TURMA DA (trecho excluído pela moderação) DE SJB VAI TER UM FIM NÃO MUITO BOM,AGUARDE.

  38. Cadinho RoCo

    A população de São João da Barra SJDB precisa de de estar mais atenta com aquilo que é noticiado e com o que deixa de ser noticiado. Note que por inermédio desta entrevista, Betinho noticia muito do que não é divulgado por aí e temo haver muito mais coisa acontecendo do que imaginamos. Basta perceber situação do Governador Sérgio Cabral que cansou de viajar em aviões de empreiteiros e investidores com interesses diretos no Estado do Rio e ficou como está com esse embaraço em seu mandato. A Prefeita Carla Machado nunca embarcou em aernovaes de empreiteiras? Agora mesmo está em viagem internacional. Faz toda viagem sem usar aeronaves particulares de empresas com interesses diretos em SJDB? Vale a averiguação.
    Cadinho RoCo

  39. Savio

    Tá louco, cara? É preferível desejar uma praga de gafanhotos! São João da Barra merece gente muito melhor, e vai precisar! Nem esta senhora, e nem os atuais vereadores!!! Precisa de gente com visão de futuro, e sem vícios, com um passado absolutamente limpo. Afinal, o município está em rota de franco progresso, e os sanjoanenses não podem perder este olhar.
    Espero que não sejam míopes como tem sido os eleitores de Campos que se deixam enganar por esta “família”.
    Embora eleitor por Campos até aqui, vou transferir o meu título para São João da Barra, pois embora vivesse em Campos, nasci em Atafona.

  40. Aluysio

    Caro(a?)“hssc”, IP:186.218.133.146, comentarista das 19h32,

    Por motivos de ordem ética e legal, nenhum dos blogs hospedados na Folha Online pode publicar comentários anônimos. Se quiser repetir o seu, bem como fazer quaisquer outros, sobre este ou qualquer outro post, pedimos que utilize seu nome verdadeiro.
    Afinal, pelo menos nos blogs hospedados na Folha, liberdade tem que rimar com responsabilidade.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  41. Murilo Sá

    ACHO NA MINHA OPINIÃO QUE TEM GENTE DELIRANDO, TEM GENTE SONHANDO , E TEM MUITA GENTE MENTINDO NÃO VAMOS SER HIPÓCRITAS, O POVO DE SJBARRA NÃO AGUENTA MAIS, PODE TER CERTEZA, EM 2012 MUITASS SURPRESAS ACONTECERÃO11111

  42. L.Marcelo

    Só queria saber em q os dauaire algum dia trabalharam…lamentavel…o povo n e mais burro d carga senhor betinho DAUAIRE…Forasteiro aqui ..JAMAISSSS

  43. L.Marcelo

    Garotinho so tem um fiat 147…uma linha telefonica e uma casinha na lapa…lamentavel…FORA D SJDB junto com os DAUAIRES…lamentavel a entrevista…Ele pensa q ainda somos da zona rural…FORA BETINHO

  44. Antonio

    Fui ler o meu comentário e me assustei com erros de concordância, por favor me desculpem.

  45. paulo

    quem te viu e quem te ve. agora seu betinho de maos dadas com esse casal . que vc tanto criticou rsrsrs !!!!!!!

  46. paulo

    quem te viu e quem te ve. agora seu betinho de maos dadas com esse casal . que vc tanto criticou rsrsrs !!!!!!!

  47. HENRIQUE

    São João da Barra é muito maior para esses comentários ridiculos,precisamos de um prefeito de visão maior,com capacidade para governar,esse candidato chama-se BETINHO DAUAIRE,precisamos saber onde está sendo aplicado o dinheiro dos royalties,porque até hoje não sei em que bolso está.

  48. HENRIQUE

    Fizeram vários enterro de Garotinho,agora dizem que Betinho estava morto politicamente,mais esqueceram de fechar a cova,Garotinho é o deputado mais votado de estado do rio,e Betinho lidera todas as pesquisas feitas no município.Os coveiros de plantão vão ter que esperar mais alguns anos para celebrar esse enterro.Faço logo um convite para assistir a posse de Betinho,com a força de Garotinho,nosso futuro prefeito com nosso futuro governador.

Deixe um comentário