Opiniões

Debate sobre a cultura de Campos cresce do debate

Como qualquer debate sem dono, aquele aberto sobre a cultura de Campos, há algum tempo, tem se alimentado e crescido a partir do próprio debate. Seja a partir da Folha impressa e/ou virtual, deste blog, da democracia irrefreável das redes sociais, ou das simples e velhas rodas de conversa, várias são as sugestões e os caminhos ainda não percorridos, que têm sido apontados por quem, felizmente, ainda se mostra capaz de discutir arte e cultura além das circunvoluções do próprio umbigo. Neste sentido, o blog republica abaixo, na forma mais relevante de post, as sugestões do professor, escritor, crítico de cinema, ambientalista e imortal da Academia Campista de Letras (ACL) Arthur Soffiati, feitas aqui, em comentário a este “Opiniões”, que se agregarão à pauta futura (e necessária) do debate…

Arthur Soffiati

Até aqui, tenho gostado muito das entrevistas criticando a política cultural autoritária e populista do atual governo municipal. Creio não ter errado em perceber que as críticas à prefeitura por censurar Nelson Rodrigues são apenas erupções de um processo de vulcanismo mais profundo que desagrada aos artistas e intelectuais de Campos. A entrevista da Presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima foi realmente sofrível. Na tentativa de justificar as atitudes do governo municipal, ela acabou por afundar mais ainda o grupo Garotinho.
Mas tenho uma nova questão: e se, na próxima eleição municipal, elegermos um prefeito disposto a abrir o espaço merecido para a cultura, o que proporíamos? E se, usando uma expressão muito vulgarizada, passássemos de estilingue a vidraça, qual seria a nossa posição? Se um dos entrevistados fosse convidado a organizar o setor cultural, quais seriam as suas propostas?
Arthur Soffiati

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. A questão aberta pelo professor Arthur Sofiatti penso dizer a respeito não somente a organização do setor cultural mas também na saúde,educação e a todos os aspectos que constituem graves problemas em nossa cidade,interrogando aos profissionais das respectivas áreas soluções coerentes para trilharmos o caminho correto.

  2. CAMPOS NAO TEM UMA CULTURA ATIVA ! APESAR DA RICA HISTORIA DA CIDADE E DO NOSSO POVO… esse GOVERNINHO mediocre e pequeno tanto quanto a visao do quadrilheiro…. Simplesmente abandonou toda a historia Riquissima da cidade !

    E td isso e o medo de educar nosso povo, sem contar o fato do MALUF CAMPISTA nao ter o minimo de cultura, limitado como (trecho excluído pela moderação) aonde suas atitudes falam por si so !

    O personagem GAROTINHO, esse mesmo que ele construiu desde o nome usa a interpretacao para ENGANAR A TUDO E A TODOS !

Deixe uma resposta

Fechar Menu