Supremo abre ação contra Garotinho por crime de calúnia

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (14) abrir ação penal contra o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) por crime de calúnia (imputar a alguém o cometimento de crime) – na condição de deputado federal, Garotinho tem prerrogativa de foro, isto é, só pode responder a processo no Supremo.

De acordo com o Ministério Público Federal, Garotinho acusou o delegado Cláudio Armando Ferraz, da Polícia Civil do RJ, de arquivar um inquérito policial contra a Prefeitura de Rio das Ostras (RJ) por pressão de políticos do PMDB, partido do então governador Sérgio Cabral.

A atuação do delegado, se confirmada, configuraria crime de prevaricação – em que o agente público, para satisfazer interesse pessoal, age ou deixa de agir conforme deveria.

De acordo com a relatora do inquérito contra Garotinho, ministra Rosa Weber, a conduta de Cláudio Armando Ferraz foi investigada, e a Justiça arquivou o inquérito por considerar que ele não cometeu qualquer irregularidade.

A ministra defendeu a abertura de ação contra Garotinho para verificar se ele agiu com intenção de prejudicar o delegado ao acusá-lo de cometer o crime de prevaricação.

“Na minha ótica, não é possível afirmar desde logo que o denunciado tenha agido sem a intenção de atingir a honra subjetiva da vítima. Quando da publicação dos fatos ofensivos, a vítima já havia sido indiciada, com inquérito arquivado pelo Poder Judiciário”, afirmou Rosa Weber.

Advogado contesta

Na sustentação oral, o advogado Nélio Machado, que defende Garotinho, argumentou que o deputado estava protegido pela imunidade parlamentar ao escrever as críticas ao delegado – a regra da imunidade impede que parlamentares sejam punidos por opiniões proferidas no exercício da função.

“Essa questão é daquelas que, talvez, não devessem bater à porta do Supremo. Com a Constituição de 1988 ficou configurado que a imunidade parlamentar não se circunscreve à tribuna do Congresso. Ele fez constar do seu blog sua manifestação crítica e fez, também, discurso na tribuna. Ele fez o que era do seu dever”, afirmou o advogado.

O ministro Dias Toffoli concordou com os argumentos da defesa e divergiu do voto da relatora. “Trata-se de uma crítica de um parlamentar. Faz parte da atividade de fiscalização do parlamentar esse tipo de crítica contundente”, disse.

No entanto, a relatora e o ministro Marco Aurélio Mello entenderam que as acusações feitas por Garotinho não estavam protegidas pela imunidade parlamentar, já que foram feitas em seu blog pessoal.

“Ele simplesmente inseriu no blog os fatos e o fez com tintas fortes, inclusive apontando o objetivo, que seria favorecer o político Picciani ou o governador Sérgio Cabral. Não enquadro o procedimento como protegido pela imunidade parlamentar e acompanho a relatora”, disse Marco Aurélio Mello.

Garotinho disputou a eleição para governador do Rio de Janeiro e ficou em terceiro lugar, com 1,5 milhão de votos (19,73% do total), atrás de Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB), que disputarão o segundo turno no próximo dia 26.

 

Publicado aqui no G1

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 11 comentários

  1. alexsandro

    Mais um crime cometido pelo Garotinho !!!

    Ele ta nem ai pras leis e pra etica, carater ele (trecho excluído pela moderação)

    Um absurdo total

  2. laila

    Ele deve estar dizendo:” que faaaaaseeeeee”!

  3. Joelson Areas

    Espero que desta vez justiça seja feita contra esse (trecho excluído pela moderação)

  4. RENATO

    Garotinho é um artista vive se metendo em problemas , Paulo Malufe tambem era assim depois que passou 3 meses na cadeia com o filho ficou mais ponderado ,com certeza esse sera o fim do garotinho esperem e verão.

  5. ENOQUE

    PODEM ANOTAR, JÁ DISSE QUE GAROTINHO NÃO VAI MAIS LONGE NA POLÍTICA, SUA CARREIRA POLÍTICA VAI CHEGANDO AO FIM!!
    SE CONFIRMAR A DERROTA DO CRIVELLA, COM CERTEZA SERÁ UM BAQUE PARA GAROTINHO, MAS ELE AINDA VAI FAZER OUTRA TENTATIVA, SER ELEITO DE NOVO COMO PREFEITO EM CAMPOS, OU NA PIOR DAS IPÓTESES, PÔR A FILHA CLARISSE COMO CANDIDATA, SE ISSO OCORRER E SE ELA CONSEGUIR SER ELEITA(INFELIZMENTE ACHO QUE GANHA!), GAROTINHO VAI PÔR CLARISSE COMO CANDIDATA A GOVERNADORA DO RIO E PODE ATÉ GANHAR, MAS E O PRÓPRIO GAROTINHO? AH COM CERTEZA NÃO SENDO MAIS ACEITO PELO POVO, FICARÁ NAS COSTAS DA PRÓPRIA FILHA NA POLÍTICA! QUEREM APOSTAR QUE VAI ACONTECER ISSO???
    NÃO COSTUMO FALHAR O QUE FALO E NÃO SOU VIDENTE! rsrsr…

  6. ENOQUE

    * Desculpem o erro…onde de escreve ipótese, o certo é: hipótese!

  7. luciano domingues areas

    Com certeza não vai dar em nada.!

  8. carlos eduardo

    Ele nao pode ser preso e um GAROTINHO muito mimado e so sabe fazer pirraça.kkkkkkkkkk

  9. jorge dos santos

    Mais um processo para não dar em nada.

  10. Antonio Porto

    Ohhhh meu Deus, o mundo todo conspira contra mim….é a Globo, é o Empresariado, é o Cabral, o Pezão, os juízes, Promotores, as pesquisas do Ibope, datafolha, gerp, Gpp, o Povo de Campos, o Povo do RJ…. e eu sou tão inocente, ético, moral, minha esposa Prefeita tb é tão ética, faz de Campos um paraíso.

    Queria tanto entender essa conspiração do mundo contra mim. E eu sou apenas um garotinho….

  11. wanderley

    Gostaria de saber por que o ministro DIAS TOFOLI, vota sempre pela inocência de Garotinho nos processos em que ele esteja envolvido: AMIZADE ou ADMIRAÇÃO ?

Deixe um comentário