Balada da bandalha — Fila dupla vira ponto de táxi na Pero de Gois

Alvo de denúncias a partir de flagrantes do blog feitos aqui e aqui, a balada da bandalha voltou a ocorrer livremente na rua Pero de Gois, no parque Tamandaré, nesta madrugada do feriado de Tiradentes, 21 de abril. Bem verdade que, após as primeiras denúncias deste “Opiniões”, a Guarda Civil Municipal fez algumas operações no local, mas só sobre carros particulares, sem a disputada concessão de transporte público.

Hoje, no entanto, como as fotos abaixo evidenciam mesmo a quem desconheça o Código Nacional de Trânsito, os táxis fazem fila dupla livremente pela noite e madrugada,  à espera dos fregueses da casa noturna “Tacada Certa” dispostos a não se arriscar na “Lei Seca”. Assim, para driblar uma irregularidade, outra é permitida sem nenhum tipo de fiscalização. Por que será?

Abaixo, os flagrantes feitos agora pelo blog:

 

(Foto: Aluysio Abreu Barbosa)

 

(Foto: Aluysio Abreu Barbosa)
(Foto: Aluysio Abreu Barbosa)

 

(Foto: Aluysio Abreu Barbosa)
(Foto: Aluysio Abreu Barbosa)

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 8 comentários

  1. Rone Souza

    Em frente as Universidades a coisa não é diferente. Taxistas param e a guarda municipal passa e não faz nada. Uma omissão que acontece todos os dias à noite. Afinal estamos numa Cidade sem lei, sem ordem, sem comando, uma verdadeira zona urbana.

  2. Adriana

    Longe de mim defender os erros nessa boate, a qual nem mesmo conheço.
    No entanto, nas escolas campistas os pais fazem fila dupla diariamente.
    Principalmente, no entorno do Auxiliadora, Laura, Batista, Alpha, PH e Vivendo e Aprendendo.
    Vamos ser justos com os motoristas campistas?
    Vamos além da vida noturna na Pero de Góis, falar da avenida penlica e suas filas duplas nas farmácias, nas filas duplas dos colégios particulares e das igrejas.
    Que haja bom senso, sempre!

  3. Gisele

    Concordo Adriana !! Principalmente no CENSA….

    1. Aluysio

      Cara Gisele,

      Vc e Adriana poderiam fazer como a Flavia Amoy, que produziu flagrantes dos abusos na Pelina, permitindo ao blog divulgá-los. Se fizerem imagens, enviem, por favor, para [email protected]

      Abç e grato pela chance de ofertar ação às palavras!

      Aluysio

  4. Rogério

    No shopping estrada TODOS os dias tem fila de carros parados na pista interna, paralela a BR 101, próximo ao posto de gasolina . Os carros, caminhões e motos estacionam em local proibido (com placas) para fazerem vistoria do DETRAN e bem em frente e a vista, ao estacionamento aonde ficam recolhidos TODAS as viaturas da Pátio Norte. Aí pode? Nunca vi nenhum carro rebocado. Sabemos que o serviço do Detran é péssimo e demorado, mas penso que não se pode abrir nenhuma exceção no caso de estacionamento irregular, caso contrário, a zona vai ficar institucionalizada.

  5. José Carlos

    Também não é diferente quando tem algum show na Alberto Lamego esses caras fazem o que bem entende fecham tudo, você não consegue parar para apanhar ninguém. Outro dia fui apanhar minha filha em um desses eventos e tive que bater boca com um deles que até me ameaçou. Estamos entregues as baratas

  6. HUGO ALMEIDA

    São as incompreensíveis e ilógicas “permissividades” da Guarda Municipal!

    Como compreender e aceitar a dupla personalidade desta instituição? Por exemplo, a indecente lotada clandestina em todo o Centro, e em particular, na Carlos de Lacerda com a Beira-Rio?

    São dois pesos e duas medidas, isto só pode existir porque a Prefeitura manda e quer. Foi o que um Guarda me disse!

    __Qual a condição moral tem a referida Guarda Municipal para aplicar multas e rebocar carros se ela age de forma imoral?

Deixe um comentário