Atrás de Gil e do PT, Caio pode forçar aliança entre Rafael e Tô Contigo

Ponto final

 

 

Caio confirma costura com PSB

Ainda sem saber da resposta com jeito de “dá, ou desço” do deputado estadual João Peixoto (PSDC), publicada (aqui) na matéria da página 2 desta edição, o pré-candidato pedetista a prefeito de Campos, Caio Vianna, respondeu com muita tranquilidade sobre as costuras que tem cerzido para vestir sua campanha. O filho do ex-prefeito Arnaldo Vianna (PEN) admitiu as negociações (aqui) com o PSB, cuja aliança foi dada como certa ontem por um integrante da executiva estadual socialista — desde que seu vereador Gil Vianna seja o vice na chapa encabeçada pelo PDT, como esta coluna revelou ontem (aqui) com exclusividade.

 

O reforço é Romário

Ao falar ontem à Folha, Caio buscou contemporizar: “Essa condição não é apenas de Gil, nem de João, nem de Caio, mas também da importância que senador Romário (PSB) trará a qualquer campanha num estado em que foi mais votado que o governador eleito (Luiz Fernando Pezão)”. O raciocínio não parece incorreto, se lembrado que, mesmo sem nenhuma estrutura, Romário teve quase 107 mil votos dos campistas em 2014, impressionantes 48,96% dos votos válidos do município para senador.

 

Adoçando João

O discurso apaziguador, mesmo antes de conhecer a resposta dura de João, ameaçando correr contra Caio a prefeito, se este o preterir por Gil na chapa, também se destinou ao parlamentar do PSDC: “É plausível que ele pleiteie ser o que quiser em Campos. Qualquer um com cinco mandatos de deputado estadual ganhou do eleitor esse direito. João é importantíssimo no cenário. E tenho certeza que continuará sendo, como candidato a prefeito, a vice ou mantendo seu trabalho na Alerj, onde é o representante mais ativo de Campos e da região”.

 

Sabatinas do PT

Ontem, antes de falar com a Folha, Caio foi sabatinado pela executiva municipal do PT. Uma semana antes, tinha sido a vez do vereador e também pré-candidato a prefeito Rafael Diniz (PPS). Ambos querem o apoio do partido, importante (aqui) pelo tempo de propaganda eleitoral, apesar do grande desgaste junto ao eleitor. Com a pré-candidatura própria sem chance real de Hélio Anomal, o PT entre a disputa de Caio e Rafael sugere vantagem partidária ao primeiro, já que o PDT é um dos poucos aliados que restou à legenda da presidente afastada Dilma Rousseff, enquanto o PPS esteve sempre à vanguarda do seu pedido de impeachment.

 

Coragem ou inexperiência?

Pelas costuras que tem conseguido nos níveis municipal, estadual e federal, quem encarava Caio só como filho de alguém, talvez devesse zerar a conta e abrir uma nova. Enquanto, por exemplo, os governistas se digladiam (aqui) para saber quem será o cabeça de chapa na sucessão de Rosinha, a briga, em relação ao jovem pedetista, parece ser para saber quem será seu vice. Em contrapartida, ao ficar perto de tirar Gil Vianna (e Romário) da chapa de Rafael, Caio pode gerar consequências imprevisíveis. Pode ser coragem, mas também inexperiência, afunilar tanto o jogo ao ponto de forçar uma aliança entre Rafael e o vereador Tadeu Tô Contigo (PRB).

 

Publicado hoje (10) na Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 13 comentários

  1. Leniéverson

    Esse povo que fica correndo atrás do PT, está pedindo para perder as eleições. Essa turna não aprende?

  2. Marcia

    É a oposição e seus “eguinhos”presenteando com mais um mandato os rosáceos .
    Essa “oposição “é melhor que mãe .

  3. carlinho

    So voto em Leandro da penha Para vereador e mais ninguem. To fora renocaçao na camara ja

  4. fabricia

    Em Outubro vc pensará diferente, cara Márcia! Garotinho nao tem ninguém “governista” à altura de Caio Gil Vianna!

  5. CLAUDIO

    A OPOSIÇÃO MAIS FRACA DE TODOS OS TEMPOS, PERDE NO PRIMEIRO TURNO

  6. NEILTON

    kkkkkkkkkkkkkkkkk pra ve se passa pela moderação

  7. NEILTON

    agora tem uma nova “parece que você já disse isso!”

  8. Luiz Machado

    Vamos correr atrás do PMDB que afundou o RJ! Salários atrasados, professores e policiais em greve, daqui a pouco entra a saúde e todo funcionalismo. Alias o grande vilão do país não foi o PT, que bem ao contrário apesar de algumas pessoas que não conseguem enxergar melhorias em sua vida cotidiana, fez um dos melhores governos do país após o governo militar de 64. Cunha, Aécio e Temer não são do PT, e Temer não foi eleito!

  9. michael

    Nossa cidade com os politicos que nós temos merece continuar andando prá trás mesmo. Não acredito que um candidato que tenha o apoio de Arnaldo Viana,que até hoje depois de uma década não conseguiu limpar seu nome, e pior ainda, sendo seu filho, tenha chance de disputar um cargo de prefeito.

  10. mauricio frança

    Não conheço este Michael! mas acho que mudou para Campos mes passado, ou não conhece a politica local.

  11. marcelo

    E CAIO VIANA NELES,CHORA GAROTINHOS,VAI TER PF EM CAMPOS!!

  12. marcelo

    A BAIXADA PEDIU, E O POVO APROVOU CAIO VIANA O PREFEITO DO AMOR!!

Deixe um comentário