As novidades — Garotinho condenado

 

Quem esperava novidades apenas da Câmara, as surpresas começaram a pipocar no início da tarde, quando foi divulgada a condenação de Anthony Garotinho pela 4ª Vara Federal do Rio de Janeiro, por formação de quadrilha. Na blogosfera local, a notícia foi dada em primeira mão aqui, pelo site Ururau.

Quando ocupava a secretaria de Segurança no governo estadual de Rosinha (2003/2007), Garotinho atuou como chefe político de uma quadrilha formada por policiais civis, que praticou crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de bens e facilitação de contrabando. Além dele, também foram condenadas outros nove acusados, entre eles o ex-deputado estadual Álvaro Lins, guindado a chefe da Polícia Civil no governo Garotinho e mantido no de Rosinha.

Em seu blog (aqui), o ex-governador e candidato a deputado federal pelo PR ecoou o discurso de quase todo político quando é apanhado pela Justiça, ao se dizer vítima de “perseguição”. De fato, como ressalvou, sua condenação a dois anos e meio de prisão (convertidos em prestação de serviços comunitários e perda de direitos por dois anos e meio) não impede que Garotinho dispute a eleição de 3 de outubro. Todavia, ele só concorre à Câmara Federal com base numa liminar concedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 29 de junho, que suspendeu temporariamente os efeitos da sua condenação, em 27 de maio, também por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação, na decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que cassou Rosinha da Prefeitura.

Embora moralmente mais grave, a condenação de hoje, pela Justiça Federal, como quadrilheiro, ameaça menos o futuro político de Garotinho do que a condenação anterior, pela Justiça Eleitoral. Em relação a esta, se for condenado no mérito do seu recurso ao TSE — possibilidade que aumentou consideravelmente após a confirmação do afastamento de Rosinha, no último dia 19, em decisão unânime do mesmo Tribunal, relativa aos mesmos crimes —, ainda que consiga seu objetivo de se eleger como deputafo federal mais votado do estado do Rio, Garotinho perde o mandato.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 8 comentários

  1. franchesca

    Que maravilha nunca é tarde para que os corruptos sejam devidamente punidos, por mais brechas que a lei tem um dia a casa cai, espero que não acabe em pizza.

  2. LUIZ PICAPAU

    EU QUERIA VER SE UM CHEFE DE FAMÍLIA DESEMPREGTADO, PEGASSE UMA GALINHA EMPRESTADA DO SEU VIZINHO, PARA MATAR A FOME DE SUA FAMÍLIA, E FOSSE CONFUNDIDO COM UM LADRÃO, MUITO PROVAVELMENTE SERIA PRESO E CONDENADO A ANOS E ANOS, EM CÁRCERE PRIVADO ”’CADEIA”’. ESTE QUADRILHEIRO CHAMADO ‘VULGO’ GAROTINHO, DEPOIS DE TUDO QUE APRONTOU, IRÁ PAGAR PELOS SEUS CRIMES COM CESTAS BÁSICAS, E SERVIÇOS COMUNITÁRIOS. CUIDADO QUE ELE PODE USAR ESSAS CESTAS BÁSICAS,PARA FAZER CAMPANHA ELEITORAL FORA DE ÉPOCA. COMO DIZIA CAZUZA: ””””QUE PAÍS É ESSE?””””’ O SUPRA-SUMO DA HIPOCRIZIA.

  3. Aluysio

    Caro Luiz Picapau,

    Apenas pela condenação da Justiça Federal, o adjetivo “quadrilheiro”, quem em condições normais de temperatura e pressão não passaria pela moderação, pode não ser considerado ofensa.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  4. gui

    Tenho vergonha de dizer q sou campista, quando tocam no nome de Garotinho em outras cidades e Estados. Realmente é um absurdo o que o grupo desse ‘cara’ faz no Estado do Rio. Envergonham os evangélicos desta Cidade com tanta corrupção, roubo e moléstias. As obras SUPERFATURADAS (…) são um absurdo. Reformas ILÁRIAS e calçamentos MILHONÁRIOS, tudo para campanha dessa Quadrilha Política. Rosinha veio com o Slogan “A MUDANÇA”, se refirindo a Arnaldo e seu grupo, realmente Arnaldo se sagrou como um governante mão aberta e de vários tipo de (…), mas pelo menos (entre os males, o menor) o dinheiro estava conosco da Cidade, o microempresário era beneficiado no final também, hoje é tudo para fora, empresas de fora, ambulâncias de fora, um absurdo. PRECISAMOS DE UMA VERDADEIRA MUDANÇA !
    Por enquanto é uma Utopia aparecer um candidato decente para votarmos…
    Me perdoem o desabafo, mas é um absurdo!!!

  5. Aluysio

    Caro Gui,

    Por motivos de ordem ética e legal, nenhum dos blogs hospedados na Folha Online pode publicar comentários com acusações sem provas ou ofensas pessoais. Não por motivo diverso, nos vimos obrigados a promover algumas edições em seu comentário, antes de disponibilizá-lo à publicação. Pedimos que nos entenda e perdoe a liberdade.

    Abraço e grato pela colaboração!

    Aluysio

  6. Flávia

    Eu sou estudante de direito, estou no 7 periodo, mãe, cidadã campista!
    Acredito q isso seja perseguição política e confio no Garotinho!!!
    Ele irá superar tudo, pois a massa campista precisa da política dele!

  7. LEOZINHO

    Flavia, não quero crer que você ainda ache, que esse sr. Garotinho ainda tenha, apenas, uma casinha na Lapa e uma linha telefônica, que foram deixadas pelo seu pai. Você, como estudante de direito, deve ter acompanhado, se assim o fez, a série de provas contudentes contra esse grupo que foi condenado. E, se você observar bem, ele não foi perseguido politicamente, pois sua pena foi amenizada. Se ele e o Álvaro Lins dividiam o comando, como só este foi condenado por formação de quadrilha?

  8. rosana caxias

    ainda acho que o povo campista deveria ter a coragem de dizer não á essa máfia que se tornou a politica por aqui. pórem sei que miutos não podem ir contra essa máfia pois tem divídas para com eles.

Deixe um comentário