Opiniões

Refletir para ampliar — Um conceito

Seja em espaços reais ou virtuais, refletir é ampliá-los. Quem, mesmo sem dar a mínima para decoração, já não percebeu que a instalação de um espelho num aposento contribui para aumentá-lo, literalmente, a olhos vistos? Como o conhecemos hoje, o espelho foi uma invenção veneziana do séc. 13, mas até o séc. 16, dado seu elaborado trabalho artesanal, o instrumento ótico ainda chegava a custar mais que uma pintura do mestre italiano Rafael (1483/1520).

O Alhambra
O Alhambra

Até que os portugueses abrissem os caminhos do Atlântico, os árabes, que tanto influenciaram o Renascimento na Itália a partir do comércio no Mediterrâneo, desenvolveram ao máximo de refinamento uma solução engenhosa, mas relativamente mais fácil, para usar o reflexo na ampliação dos seus espaços arquitetônicos: o espelho d’água. Quem já teve oportunidade de visitar o Alhambra, complexo de palácios em Granada, no sul da Espanha, último reduto mouro na Península Ibérica, sabe bem do que estou falando.

Quem não teve e quiser conferir o que digo em Campos, basta se entregar ao mesmo deslumbramento proporcionado pelas imagens publicadas aqui, pelo Antonio Cruz, e aqui, pelo Leonardo Berenger, ambos repórteres-fotográficos e blogueiros da Folha. Ciente da valiosa lição de que refletir é ampliar, o blog se cura da “cegueira” de Narciso ao tomar as duas fotos de empréstimo, abaixo…

 

 

Duas faces da cópia do Parthenon de Atenas, antes Fórum, hoje Câmara de Campos (foto de Antonio Cruz)
Duas faces da cópia do Parthenon de Atenas, antes Fórum, hoje Câmara de Campos (foto de Antonio Cruz)

 

  

Academia Campista de Letras reescrita no leito do lago do Jardim São Benedito (foto de Leonardo Berenger)
Academia Campista de Letras reescrita no leito do lago do Jardim São Benedito (foto de Leonardo Berenger)

 

 

Atualizado às 2h15 de 29/10/10, antes tarde do que nunca, para corrigir a incorreção na grafia do prédio público mais importante de Atenas, cujo erro ortográfico foi alertado, desde o dia 14, pelo leitor Antonio Carlos Ornellas Berriel   

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 4 comentários

  1. Que linda essa foto da Academia, nunca reparei esse detalhe, parabéns.

  2. Caro Aluysio,

    Ambas fantásticas, divinas. Parabéns aos colegas blogueiros e a Folha da Manhã pela visão apurada de vanguarda ao saber incorporar novos entendimentos, percepções e habilidades.
    cordialmente,
    Luciana Portinho

  3. Bom este trabalho de divulgação das produções fotográficas de Berenger e Cruz!

  4. Belíssimas fotos. Só queria comentar, sem ser chato e já sendo, que o nome correto é Parthenon. Já vi inúmeras vezes o prédio da Câmara ser chamado de cópia do “Pathernon”, então fica o registro.

Deixe uma resposta

Fechar Menu