Tecla SAP no juridiquês de Campos

Entende-se que os eleitores de Rosinha, que tudo indica serem a ampla maioria dos campistas, tenham ficado apreensivos com o indeferimento do registro da candidatura da prefeita e sua inelegibilidade por oito anos (até 2016), como o TRE definiu na última quinta. Da mesma forma, se entende que os simpatizantes do governo municipal tenham reacendido suas esperanças com a vitória parcial de sexta, no TSE, onde uma juíza substituta remeteu à sua origem, na 100ª ZE de Campos, uma das duas ações em que a prefeita foi condenada por decisão colegiada, capazes de enquadrá-la na lei do Ficha Limpa.

Realmente, o próprio procurador regional eleitoral, Maurício da Rocha Ribeiro, em entrevista à rádio CBN, disse que como a segunda condenação de Rosinha no colegiado do TRE, em 2 de agosto deste ano, foi posterior ao pedido de registro da candidatura da prefeita, ela poderia, sim, concorrer à reeleição, muito embora não pudesse tomar posse do cargo, caso vencesse as eleições. Todavia, a própria assessoria do TRE ontem informou que, mesmo após a decisão do TSE de sexta, sobre a ação que lá dormitava desde agosto de 2010, Rosinha continua inelegível por aquela julgada em agosto de 2012.

Até que o TRE se pronuncie em contrário, hoje a situação de Rosinha parece similar à de Arnaldo Vianna em 2008, cujos votos sequer foram contabilizados na apuração final daquela eleição. Dizer que sem Rosinha, a cidade perderá os royalties, como fez ontem o deputado Anthony Garotinho, no chamado “Comício da Verdade”, mais demonstra desespero do que ajuda. Assim como afirmar que a prefeita foi inocentada pelo TSE numa ação que, na verdade, foi anulada e reenviada ao mesmo juízo eleitoral de Campos que já a havia condenado na outra ação, gerada pelo mesmo motivo e geradora da sua segunda cassação.

Publicado hoje na coluna Ponto Final, na Folha da Manhã

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 3 comentários

  1. GISELE

    Espero que a situação se reverta sinceramente.

  2. fabio

    BOM DIA !!

    QUERO PARABENIZA-LO PELA CLAREZA DOS FATOS E DA VERDADE !!!

    HOJE A SITUACAO E ESSA E PONTO…

    O RESTO E DESESPERO DOS GAROTINHOS QUE NADA MAIS, NADA MENOS ESTAO COLHENDO O QUE PLANTARAM !!!

    PARABENS PELA IMPARCIALIDADE DA MATERIA TANTO A VOCE, COMO AO PONTO FINAL DE QUAL SEU PAI TANTO HONROU…

  3. Antonio Carlos Ornellas Berriel

    Interessante a ideia da tecla SAP, mas precisamos de mais do que isso. É imperativo que um candidato se apresente na eleição sem processos que ficaram “dormitando” durante anos no judiciário. É inadmissível que se continue nessa situação confusa que se apresenta todo ano eleitoral. Estivemos agora na iminência de uma batalha campal se um dos grupos contendores não tivesse agido com prudência e recuado. Fizeram muito bem, pois os adversários “hooligans” não respeitam a ordem pública e não medem consequências para manter a posição ocupada, como já claramente demonstraram. Resumindo, a origem dessa bagunça está na mão trêmula que segura a balança da justiça eleitoral. Será que não temos um juiz sequer capaz de dar uma sentença segura, que permita a votação num candidato que possa realmente assumir?

Deixe um comentário