Opiniões

Carla não fecha porta com Neco em 2014, mas abre janela para voltar em 2016

Embora admita existir perseguição entre os servidores contratados de São João da Barra, na qual enxerga uma “ditadura” a impor pena de exoneração a qualquer um ligado a ela, a ex-prefeita Carla Machado (PT) não acha impossível a reconciliação política com o atual prefeito Neco (PMDB), de quem foi a principal cabo eleitoral nas eleições municipais de 2012. Também pré-candidata a deputada estadual, ela garante não temer retaliações do PMDB fluminense que abandonou, enquanto do ex-aliado Anthony Garotinho (PR), disse só lembrar quando este “enche o saco”. Apesar de centrar foco no pleito de outubro próximo, ela admitiu pela primeira vez que pode voltar a tentar a ser prefeita em 2016.

 

Carla Machado

 

Folha da Manhã – Você e o prefeito Neco estão rompidos ou não?

Carla Machado – Acredito que o termo “rompimento” não é o mais apropriado. Poucas foram as vezes que estive com o prefeito Neco após a vitória do nosso grupo na eleição de 2012. Após oito anos de trabalho sem férias tenho cuidado um pouco da minha vida, me mantendo ocupada em outras atividades. É perceptível a todos que há algum tempo não mais faço parte do grupo de amigos seletos do atual prefeito e percebi que o mesmo dispensou qualquer tipo de contribuição da minha parte. Solicitei um encontro há nove meses e como ainda não houve a conversa, aguardarei um pouco mais para responder isso definitivamente.

 

Folha – Comenta-se abertamente em São João da Barra que todos os servidores contratados ligados a Carla estão sendo desligados da Prefeitura. Isso procede? Como você, essas pessoas e a população sanjoanense têm reagido?

Carla – Alguns, sim. Existe hoje uma pressão psicológica para que servidores não se aproximem de mim, sob pena de serem exonerados. O clima em São João da Barra realmente não é bom, parece que a ditadura se instalou aqui.

 

Folha – Em relação ao professor Antônio Neves, consta tanto que você o teria indicado como chefe de gabinete do prefeito, quanto que ele depois teria exercido papel preponderante no seu processo de desgaste com Neco. Qual a sua leitura?

Carla – O sr. Antônio Neves realmente é uma decepção para mim. Aconselhei o atual prefeito não deixá-lo na secretaria municipal de Educação, devido a eu ter percebido, no fim da minha gestão, a insatisfação da equipe com o mesmo. Como esse senhor tinha experiência, acreditei que poderia ajudar o prefeito em seu início de governo. Infelizmente, há pessoas que deixam de cumprir suas tarefas para perseguir outros e utilizam erradamente o seu tempo com fofocas e intrigas.

 

Folha – A reeleição de Aluizio Siqueira (PMDB) a presidente da Câmara, com a exclusão de Soninha Pereira (PT) da mesa diretora, foi considerada (aqui) o primeiro golpe aberto de Neco contra você. Publicamente, você disse (aqui) não encarar assim. Por quê?

Carla – Na primeira eleição da mesa diretora, eu tinha o compromisso em fazer com que o Aluizio fosse o presidente, e cumpri. Reuni todos os vereadores que havíamos elegido em nosso palanque e pedi o voto de presidente para ele. Compomos a mesa diretora para 2013/2014, em comum acordo com os demais vereadores, e demos a notícia ao prefeito do resultado. Naquela ocasião havia ficado acordado que os vereadores que hoje não participam da mesa diretora, participariam no segundo biênio. Esse acordo não foi cumprido e credito isso às mudanças que normalmente ocorrem por ocasião das eleições da Câmara. Ressalto que não fui convidada a participar desse processo, e mesmo se fosse, não aceitaria, por este não ser mais um problema meu.

 

Folha – Eleito presidente por você e reeleito por Neco, Aluizio disse (aqui) enxergar indícios da sua ruptura com Neco e que, caso esta se confirme, ficaria ao lado do prefeito. Como reagiu?

Carla – Ultimamente nada mais me surpreende, estou na plateia observando os acontecimentos. Quanto ao fato do Aluizio, no caso de “ruptura”, preferir ficar com o prefeito Neco, vivemos numa democracia e todos têm livre arbítrio.

 

Folha – Indagado sobre quais seriam os indícios da ruptura entre você e Neco, Aluizio se referiu (aqui) a “ataques a membros do governo em redes sociais”, que teriam sido feitos por você. Que ataques foram esses? Ativa do facebook, no qual mantém dois perfis, é correto supor que você às vezes acaba desabafando lá o que realmente sente?

Carla – Acho que todos deveriam ser mais sinceros e falar a verdade. Gosto e uso o facebook para interagir com amigos, posto o que acho que devo. As únicas pessoas que critiquei foram o deputado federal Anthony Garotinho, respondendo a diversas calúnias feitas a mim, e ao ex-delegado chefe da Polícia Federal em Campos, dr. Paulo Cassiano, por ter me detido arbitrariamente na semana da eleição, o que posteriormente foi comprovado através da minha absolvição por unanimidade no Tribunal. A única crítica a membro do governo feita por mim foi direcionada ao sr. Antônio Neves, atual chefe de gabinete, por estar usando do seu “cargo” para intimidar servidores, tentando tirar a liberdade deles. Se foi este o motivo alegado pelo vereador para qualquer “ruptura”, vejo como inócuo. Mesmo sendo meu, utilizo as redes sociais de forma responsável.

 

Folha – Em entrevista à Folha com 14 perguntas, na qual você apareceu como personagem algumas vezes, Aluizio pareceu ter o cuidado de não citar o seu nome nenhuma vez. Acha que foi por acaso ou isso significou algo?

Carla – Prefiro não fazer pré-julgamento.

 

Folha –  Na declaração mais forte na entrevista, sobre a ruptura dele e de Neco com você, Aluizio respondeu: “Se há Judas nessa história, não somos nós”. Há Judas nessa história? Na sua visão, quem seria? E por quê?

Carla – Acho que o único que poderia responder a pergunta seria o próprio Vereador. Judas é chamado quem trai e isso não se aplica a mim. Sempre cumpri meus compromissos. Certa ocasião afirmei que seria eleita, reeleita e que faria sucessor. E fiz! Saí com 88,7% de aprovação de governo após oito anos de mandato e cumpri minhas promessas com o povo de São João da Barra.

 

Folha – Não acha que sua saída do PMDB para o PT, desde setembro no ano passado, foi precipitada? Por que não esperar mais pela definição do quadro estadual e dar a Neco uma justificativa política para romper com você?

Carla – Não. Deixei a tempo de ser precipitada, penso antes de tomar uma decisão. Quando não nos sentimos satisfeitos numa casa, ou até mesmo agremiação política, o que nos resta é buscar outro espaço. Foi o que fiz. Quanto a esperar para dar justificativa ao prefeito para um rompimento, não vejo dessa forma. Quando se quer arrumar “porquês”, se arruma.

 

Folha – Consta que o governador Sérgio Cabral (PMDB), assim como seu vice e pré-candidato a sucedê-lo, Luiz Fernando Pezão (PMDB), teriam ficado ressentidos com sua saída para o PT. Como alguém que já esteve à frente da máquina pública, não teme agora ter que enfrentá-la, com força estadual, numa eleição?

Carla – Não existe a palavra medo no meu dicionário. Venho da luta e já passei por muitas coisas… Temor só a Deus!

 

Folha – Além do desgaste antigo com Jorge Picciani, que bancou o ex-vereador Gersinho no PMDB, mesmo quando ele liderava da presidência da Câmara a oposição ao seu governo, o que mais a levou a trocar de partido?

Carla – Todos estavam cientes, desde o período eleitoral em 2012, que não mais permaneceria no PMDB, porque a nossa executiva municipal não teve o devido respeito da estadual, na questão da liberação do vereador do partido para disputar a vice no PR. Outro motivo foi por achar que no segundo mandato, Sérgio deixou nossa região abandonada e todos nós no fogo cruzado com o ex-governador Garotinho sem o apoio político necessário.

 

Folha – Você tem muitos eleitores também em Campos (aqui), suficientes, por exemplo, para eleger seu irmão Fred Machado (SDD) a vereador. No PT de Campos, há três nomes que lançaram pré-candidaturas à Alerj: o vereador Marcão, a ex-vereadora Odisséia Carvalho e o professor Alexandre Lourenço. Não é gente demais?

Carla – Por mais que eu pareça e me sinta uma sanjoanense, sou nascida em Campos e morei metade da minha vida lá. No ano passado, por causa da escola do meu filho me dividi entre Campos e São João da Barra, além de ter meu pai, irmãos e outros familiares residindo aí. Minha mãe era sanjoanense. Quando viva morava comigo em São João da Barra. Quanto ao grande número de pré-candidatos do partido, isso é uma verdade. Creio que para o PT da região fazer representantes, seria melhor termos menos candidatos. Porém, todos têm direito à disputa.

 

Folha – Quando assinou sua filiação ao PT, o senador e pré-candidato a governador Lindbergh Farias disse (aqui) que você seria “tratada como uma princesa” no partido. Tem recebido esse tratamento?

Carla – (Risos) Já passei dessa fase. Tenho tido muito boa relação com o senador Lindbergh e nos falamos bastante o ano passado. Este ano, menos, em virtude de eu estar envolvida com o restaurante Cais do Porto e com outras coisas pessoais. Mas estarei com ele na próxima semana, para conversarmos, e muito breve começaremos a trabalhar com força e determinação.

 

Folha – Recentemente, você se negou (aqui) a se retratar numa audiência de conciliação, num processo movido pelo deputado federal e pré-candidato do PR a governador, Anthony Garotinho, desabafando depois sobre isso no facebook. A coisa entre vocês dois virou pessoal? Enfrentar ele, Neco, Cabral e Pezão, ao mesmo tempo, não é muita coisa?

Carla – Verdade. Eu já pedi desculpa a algumas pessoas e todos nós somos passíveis de erros. Me neguei a me retratar com o deputado Garotinho, por entender que quem deve se retratar com muita gente é ele. Infelizmente a legislação protege alguns políticos que se utilizam da imunidade parlamentar para caluniar pessoas de bem.  Na verdade, não me lembro da existência do nobre Deputado até ele me “encher o saco”. Mas acho que vocês estão me superestimando. Apesar de eu incomodar alguns, graças a Deus, tenho a confiança e apoio do meu povo. Além de ter bons amigos, peço ao Pai para me dar sabedoria para conduzir minha vida e me livrar das maldades. Temos que acreditar no sonho, correr atrás e… vamos que vamos!

 

Folha – A pré-candidatura à Alerj de Bruno Dauaire pelo PR (aqui) pode ser uma das armas de Garotinho para tentar neutralizá-la. Como está preparada para enfrentá-la? E a pré-candidatura do vereador Kaká (PT do B), pode também incomodar?

Carla –  Não acredito. E me preocupo com minha candidatura e não com outras. Tenho serviço prestado e é só comparar  currículos e avaliar o comprometimento de cada um com a população. Tenho certeza que tudo dando certo, que saberei representar o povo de São João da Barra, Campos, São Francisco e demais municípios da toda região Norte e Noroeste na Alerj.

 

Folha – Na quase certeza de que Neco não vai apoiá-la em outubro, cogita-se que ele possa apoiar a tentativa de reeleição do presidente da Alerj, Paulo Mello (PMDB), ou até o próprio Bruno, num movimento mais ousado contra você. Qual movimento causaria mais danos em sua pré-candidatura?

Carla – Não sei. O que sei é que estarei lutando para alcançar os nossos objetivos. Após oito anos como prefeita, saí com 88,7% de aprovação de governo, sendo que 73% da população considerou nosso governo bom e ótimo. Tenho o carinho do povo amigo de São João da Barra, o que me orgulha muito.

 

Folha – Em sua entrevista, Aluizio também disse que “com o rompimento todos perdem”. Há maneira de você e Neco voltarem a caminhar juntos? Consumada a separação, não ficaria aberto um espaço desnecessário para uma via alternativa, sobretudo em 2016, como Bruno?

Carla – Com certeza. Política é dinâmica e não se diz “nunca”. O povo de São João da Barra me conhece bem. Tenho trabalho realizado, não tenho apenas discurso bonito e vazio.

 

Folha – Sobre 2016, você já chegou a ser cogitada, em 2012, como candidata a prefeita em Campos, e se considera quase certa sua candidatura, sobretudo se conseguir se eleger deputada estadual, na próxima eleição a prefeito de São João da Barra. Sem esquecer outubro próximo, o que projeta hoje para daqui a dois anos?

Carla – Fico feliz quando os campistas falam que eu deveria me candidatar a prefeita de lá.  Ano passado eu não tinha a menor pretensão em voltar a ser prefeita, mas hoje estou repensando. Sei que o que quero no momento é representar nossa região na Assembleia Legislativa, para trazer mais oportunidades e qualidade de vida para a população das regiões Norte e Noroeste fluminense. Depois pensaremos juntos outras metas.

 

Folha – Pelo temperamento assertivo, pela agressividade com os adversários, mas também pela entrega e capacidade de trabalho, mais de uma pessoa já disse que você é um “Garotinho de saias”. O que a difere e a aproxima do deputado?

Carla – Cruz credo!!!… Sou Carla de saia, de calça ou de vestido. Trabalho muito e sou determinada no que me proponho a fazer.  A política que pratico é progressista e não perseguidora. Só não fujo a um bom combate.

 

Folha – Também mais de uma pessoa já disse que você, por enquanto, está muito quieta. Quando a Carla Machado aguerrida, sem medo do combate, começará a aparecer de vez nessa eleição e na vida política de São João da Barra?        

Carla – Agora entendi (risos).  O meu silêncio é que tem preocupado mais… Aprendi que tudo tem o tempo certo. Há tempo de falar e há tempo de calar. Mesmo quieta, nunca fiquei ausente da vida política de São João da Barra pois  “aqui é o meu lugar”!

 

Publicado hoje na edição impressa da Folha.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 23 comentários

  1. Carla Machado é passado,ex politica,portanto queremos sangue novo na política,vamos com Bruno Dauaire deputado estadual e Garotinho Governador.Carmiha Machado está pagando com seu próprio veneno,a vida é assim,se liga ex política.

  2. Atenção Neco,tem dois secretários seu que estão te traíndo,foram visto em encontro com a ex em um butiquim bem afastado dos holofotes,fique ligado o meio ambiente está ruím para seu lado, (trecho excluído pela moderação).O outro não é novidade já é conhecido como amigo do poder.Por pouco,não consegui as fotos,mais não vai faltar oportunidade, (trecho excluído pela moderação).

  3. Carla ,vc traiu:Garotinho,Rosinha,Neco,CABRAL e Pezão sem contar quem votou em vc pelo PMDB.Gostaria de lembrar q vc foi absolvida pelo lado criminal e não pelo eleitoral que é totalmente diferente.Criticou muito os forasteiros como vc mesmo dizia,mas esqueceu de olhar para vc mesma pois também é forasteira.Vive e sempre viveu em Campos,seus filhos desde que era prefeita nunca estudaram em São joão da Barra,sempre em Campos e o principal.Critica a perseguição de funcionários ,mas vc fazia isso escancaradamente quando foi prefeita com a turma que era eleitora de Betinho ou isso é mentira?Aqui se faz e aqui vc paga e vc vai pagar muito (trecho excluído pela moderação),que o diga os desembargadores do TCE TRE e por aí vai.

  4. COITADA, VAI PERDER DE GOLEADA,!! KK

  5. Esse Henrique e Roberto salles são puxa saco do deputado federal que nunca será governador! falar mal de Carla e empurrar goela a dentro um (trecho excluído pela moderação) e dizer que é sangue novo para São João da Barra? sai fora! essa familia (trecho excluído pela moderação) ja comeu o que podia daqui, não queremos mais esse tipo de politico aqui, pode sair fora essa turma dos dauaires e garotinhos! 2014 é ano de copa do mundo e dar nas urnas a chance para quem trabalha de verdade! paraquedistas nunca mais!

  6. Carla você será sempre a nossa guerreira, não se abata com comentários de amigos do poder, estes que você sempre ajudou e agora lhe viram as costas. Saiba que como campista tenho vergonha de tantas falcatruas existentes em nossa cidade e torço e irei lutar para você se eleger deputada e depois voltar a ser Prefeita, ou seja a melhor Prefeita que SJB já teve. Quanto a este rapazola, filho do ex -prefeito, se o pai não fez nada por SJB ,ele fez muito menos que nada e com certeza não terá o reconhecimento dos eleitores de SJB. Por falar nisto, este rapazola estudou ou morou em SJB em algum momento? Te elegeremos Deputada, e depois vamos ver se o boneco vai ter força eleitoral para permanecer onde você o colocou, pois todos sabemos que sem você o boneco não chegaria a lugar nenhum. Para cima deles, eterna Prefeita!

  7. Carla é uma mulher guerreira. O que vivemos hoje em SJB é um Prefeito deslumbrado, com uma equipe deslumbrada. A cidade está de mal a pior. Volta Carla Machado!!!!!

  8. Uma pessoa que foi eleita e reeleita Vereadora, Presidente da Câmara, Prefeita e elege um Prefeito já não precisa provar mais nada sobre sua eficiência. Nego foi indicado a Prefeito devido as pequisas em SJB na época,apesar de na minha opinião qualquer um que ela indicasse seria eleito fácil. Com relação aos rompimentos nada surpreende, pois a muito era notório que estava rodeada de falsos e intereceros, mais o mundo da voltas rápido.Carla Machado é uma mulher corajosa, determinada, pessoa dedicada, que caminha pela vida lutando pelos sonhos dela e do povo, carregando dentro de si a delicadeza de uma mulher e o sorriso de uma guerreira. Vamos que vamos que ela será eleita Deputada Estadual e volta como Prefeita em 2016 facil.

  9. Acho que essa ex já maltratou muito a população de sjb,entregou as terras do povo a Eike,humilhou a população do 5°distrito, (trecho excluído pela moderação),foi presa pela Polícia Federal,foi uma vergonha para nós sanjoanense.Não vai poder ser candidata porque suas contas vão ser reprovadas na câmara,talvez por isso que está querendo se aproximar do nosso prefeito Neco para tentar aprovar suas contas e depois da o golpe final como sempre, traiu o PMDB,traiu o povo agora quer voltar de boazinha,(trecho excluído pela moderação) ex política.

  10. SIMPLESMENTE ESSA É A MULHER GUERREIRA…SAUDADES DE VC CARLA AQUI EM SJB..AGORA VIROU UMA TERRA SEM LEI E DE EXTREMA DITADURA…GOSTO DE VER COMO ENFRENTA OS JUDAS DE SJB E O CORONEL BOLINHA…VENHA CONTRA QUEM VIER E VAI GANHAR TODAS Q DISPUTAR POIS É HONESTA E CORRETA E NAO TRAIRA E JUDAS..ENFIM QUEM ´´E AÇUISIO OU MELHOR QUEM PROJETOU ALUISIO EM SJB..PIOR EDUCAÇAO É CUSPIR NO PRATO Q SE ALMOÇOU E JANTOU..PRTA CIMA DELES CARLA..O POVO ESTA E SEMPRE ESTARA JUNTO DE VC..MESMO SENDO PERSEGUIDO E DESRESPEITADO E QUEM É ESSE PROFESSOR..É O MESMO Q VC TROUXE PARA AUXILIA-LA E AGORA VIROU O NOVO JUDAS TB…LAMENTÁVEL..ESSES REALMENTE SAO OS AMIGOS DO PODER…O TEMPO PASSA RÁPIDO MULHER GUERREIRA E LOGO..LOGO..O POVO VAI ESCOLHER VC NOVAMENTE…VAMOS Q VAMOS….

  11. A Carla foi uma decepção como política.Ao invés de pensar nos moradores se aliou aos poderosos, esqueceu dos seus eleitores, e dos pobres, se aliou ao Cabral e Eike e governou só para os ricos e si mesma. Ela não ganha eleição prá mais nada. O prestígio dela na periferia é zero.

  12. Carla! Vamos que vamos.

  13. Acho que Carla deveria ser chamada de carla São jorge,pois nem o próprio santo q é conhecido como guerreiro é tão exaltado por pessoas fanáticas q gostam de chama-la de guerreira.Quanto ao filho do ex-prefeito Marcos,ele não fez nada ainda pois ainda não exerceu cargo político. Se ele não estudou aqui em SJB,os filhos de Carla idem ,enquanto nossos filhos ralavam nesses colégios de porcaria os dela estudavam em Campos.Aonde Carla mora hoje?Em SJB?Não mora em Campos.Assim como Aluisio Siqueira que mora num grande condomínio e outras pessoas.Ela era professora que quando assumiu a prefeitura encontrou na sua mesa um cartão de ponto dela (trecho excluído pela moderação) .Então forasteiro aqui é o que mais tem nesta cidade.Inclusive tinha pessoas que recebiam bolsa universidade para estudar em Brasília.Se fosse falar aqui tudo demoraria muito.Mas aos poucos eu vou falando.(Trecho excluído pela moderação)

  14. Adeus velhacos, chega de politica ultrapassada. Vamos com Bruninho n so em SJB mas com toda regiao. machado cego ja era

  15. É Carla Machado e ponto finalllllllllllllllll !

  16. O que Carla Machado fez por SJB ?? Não tem hospital, nem a estrada pro açu ela fez (Eike Batista que fez na época).Bom, há anos atrás quando começou o porto do Açu, eu achava que a Carla fosse trabalhar para melhorar as condições da cidade,pavimentando, dando estrutura, agua, esgoto, asfalto, hospitais, enfim proporcionar condições para atrair, visto que o projeto do porto é grandioso e era mostrado em todo o Brasil. Mas ela não fez nada que atraisse e muito pelo contrário, gastou milhoes no verão com shows e por isso que muitas empresas desistiram de SJB, porque não exite infraestrutura. Triste isso.

  17. Pelo que se vê este Roberto Sales nada sabe de SJB , quando fala que “os dela estudavam em Campos” , mostra que nem sabe que a nossa guerreira só tem um filho, e que estuda em SJB. E o rapazola e seu pai que só aparecem aqui em época de campanha ,o povo sabe que o lugar deles é em Niterói, onde os mesmos tem os seus bens guardados.Se orienta amigo, se o pai foi expulso daqui com várias coças seguidas é porque a população já conhece (trecho excluído pela moderação) seus atos e a inoperância de seus mandatos.Vem aqui em Grussai e veja todas as ruas calçadas ,prédios históricos que estavam depredados, agora valorizados e restaurados,Balneário que servia para consumo de drogas todo remodelado e apto para as famílias que ali se divertem, pista para Ultraleve,Capela mortuária ,calçamento das calçadas em toda a orla,água em Mato Escuro, orla do Açú,Escola em Cajueiro,Centro de emergência em SJB, Posto de saúde em Grussaí,ciclovia SJB a Atafona,e para acabar pois não lembro de todas as coisas,o que achou do Polo Gastronômico ? Peça a chefe do executivo aí de Campos para copiar a idéia e fazer um em farol.Dá-lhe guerreira e volta logo pelo amor de Deus!

  18. Como o mal informado Roberto Sales, também vou elencando os feitos devagar,pois se elencar todos os feitos da Guerreira está página não dá,vou devagarinho ,tá Roberto Sales?Sabe nada…….

  19. SJB,PRECISAMOS DE POLÍTICOS COM IDÉIAS RENOVADAS,E NÃO ESSA TURMA DA BOQUINHA QUE FICOU ROENDO OS COFRES PÚBLICOS DE SJB,DESFILANDO DE CAMIONETE IMPORTADA E CARROS DE LUXO,AS CUSTAS DO POVO SOFRIDO DE SJB,MULHER GUERREIRA É QUEM ACORDA CEDO E VAI ENFRENTAR UMA LAVOURA,ESSA SIM MERECE O TÍTULO,MAIS EXISTEM ALOPRADOS PARA TODOS OS GOSTOS E QUE MAU GOSTO,ENXERGAM IGUAL A CORUJA SÓ DE NOITE.VOLTA GAROTINHO,PRA SER BOM DE VERDADE TEM QUE SER BOM PARA TODO MUNDO.BRUNO ESTAMOS JUNTOS,VAMOS QUE VAMOS,SJB E CAMPOS PRECISA DE VC.

  20. Eu voto no Kaka porque mora aqui,conhece nossos problemas ao contrário da EX e do (trecho excluído pela moderação) de Niteroi.Voto tambem en Kaka por saber q meu prefeito neco vai se agradar com seu triunfo nas urnas.

  21. Alô gente de SJB, estes que falam mal da Carla Machado são todos DAS aqui em Campos do Garotinho, são pagos para falar mal da Carla.Gostaria de saber o que esse casal de Campos quando governadores fizeram o que por São João da Barra, enquanto a Carla trouxe para vcs. o desenvolvimento, ,no caso o Porto do Açú e outras coisas a mais. Hoje o Porto será o alavancamento do desenvolvimemnto não só para SJB, mais sim para toda nossa região Norte e Noroeste Fluminense. Obrigada Carla Machado.

  22. É Carla então vc tem que voltar rápido e o Neco tem que abrir os olhos com os secretários dele pq as empresas que estão no Açu/Prumo tão desse jeito…peguei esta denuncia e copiei para todos vêem o que está acontecendo…e nesta cidade não tem fiscalização, será que o Prefeito sabe? Vá a Grussaí a noite Carla para ver o que seu prefeito faz…vida sub-humana, lembra dez/12,o “Carandiru”? acho que vamos ter que fechar o Porto de novo com a televisão! Acorda Prefeito… só peguei a cópia que foi enviado com um colaborador da empresa Acciona que denuciou TODAS as EMPRESAS DO AÇU QUE ESTÃO FAZENDO ISSO, enquanto isso os administrativos estão alugando apartamentos na Pelinca de 2 e três quartos pagando uma fortuna R$ 4.000,00 só p uma pessoa as imobiliárias estão bombando de…Engenheiros e Administrativos de TODAS AS EMPRESAS, FCC, ANGLO, ACCIONA…. SEGUE A CÓPIA:

    “Fiz uma denuncia ao MPRJ e me deram este email para que eu enviasse para vcs pq falaram que vão apurar que é competencia de Campos e que passasse os dados que estão na minha carteira da empresa.Trabalhei em 2012 na Empresa Acciona Infraestructuras S/A cnpj 03503152/0006-00 Rua Joaquim Thomaz de Aquino Filho,80 2º andar- São João da Barra- Campos-Rj. Trabalhei em 2012 na empresa acciona e fomos a imprensa pq que moravamos no carandiru, depois a empresa melhorou e mandou uns embora e outros continuou, pq foi a record e folha da manhã e viram e como tava nós igual a bandidos em presidio.no ano passado fui demitido e me chamaram agora pq sou de outro estado e tenho que ter lugar pra ficar. só que agora qdo voltei a empresa falou que moradia e comida era por minha conta pq tavam economizando e mandaram eu procurar uma casa emfrente ao clube de Grussaí que tinha 2 vagas pra homem.fui lá e vi a casa de 2 quartos com 1 banheiro e 13 homem tudo de colchonete e a comida é ruim tão comendo no restaurante liluss só tem macarrão,farofa,arroz,feijão,carne,ovo e não tem salada como é a lei.Não posso aparecer pq nem dinheiro pra voltar pra minha terra eu tenho e não tenho lugar pra ficar.tem trabalhador igual a eu e meu amigo sem ter onde durmir. nesta casa que eu fui 3 tavão fumano maconha na porta da casa e o resto na esquina.falei com um senhor que tá lá e ele até chorou pq não tem como voltar pra terra dele e disse q todo dia dá briga tomam muita cachaça e não tá nada bom só tem 1 banheiro pra esses homem todos.fui perguntar ao encarregado ele mandou eu esquecer lei pq o ninguem vai ve nada e se não quizer fica é pra pedir conta.pra eu esquece comida quente e salada e cama boa,tv,baralho e banho e que não é só acciona não tem muitas empresas em Grussaí que os trabalhadores tão alugando uma casa pra 15 homem e tem empresa que tá alugando no nome dela mesmo.na moral prefiria o carandiru do que este lugar que fui.tô tendo que ficar noutra casa em grussaí com 12 homens.estou mandando esta denuncia pro folha da manhã e record de novo e vou no sindicato pedi ajuda.disse que a prumo que tá mandando fazer isso.

  23. carla machado porque nunca mais teve jol evangelicos nunca mais teve jol com rose nascimento em sao joao da barra eu creio que vai ter de novo em sao joao da barra a cruzada evangelica ese ano abra

Deixe uma resposta

Fechar Menu