Pinilla imortaliza na pele o lance que parou o coração de 200 milhões de brasileiros

Ao explodir no travessão do goleiro Júlio César, no último minuto da prorrogação, o chute do atacante Mauricio Pinilla paralisou o coração de 200 milhões de brasileiros, assim como de 20 milhões de chilenos. Já de volta ao seu país, depois que a Seleção Brasileira venceu a de pênaltis, o jogador chileno resolveu usar sua própria pele para imortalizar o lance que poderia ter mudado a história da partida e desta Copa do Mundo de final ainda desconhecido. No estúdio “Tatoo Rockers”, além de tatuar em suas têmporas os dizeres “Blessed” (“Abençoado” em inglês) e “For Life” (“Para a vida”) em suas têmporas, Pinelli desenhou nas costas o lance do Mineirão, com a frase: “Um centímetro da glória”.

Hoje jogador do clube italiano Clagiari, Pinelli chegou a atuar pelo carioca Vasco da Gama, em 2008, ano em que o clube foi rebaixado pela primeira vez no Brasileirão, com três atuações e nenhum gol marcado pelo atacante chileno. Ele também esteve envolvido em outro lance polêmico no Brasil 1 x 1 Chile do último dia 28, quando no intervalo da partida teria discutido e sido atingido por um soco por Rodrigo Paiva, diretor de comunicação da CBF. Pela agressão, Paiva foi suspenso pela Fifa das quartas de final entre Brasil e Colômbia, na próxima sexta, dia 4 de julho, às 17h, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Divulgado aqui, na democracia irrefreável das redes sociais, confira abaixo a reprodução do trabalho do tatuador Marlon Parra no atacante Pinilla:

 

Pinilla

 

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe um comentário