Opiniões

Guarda Civil reboca carro de casal com bebê, mas libera bandalha na balada?

Wellingotn Levino, comandante da Guarda Municipal que apoia reboque do carro de casal que foi levar filho de um mês ao médico, mas deixa bandalha da balada correr solta nas noites de Campos (foto: divulgação)
Wellingotn Levino, comandante da Guarda Municipal que apoia reboque do carro de casal que foi levar filho de um mês ao médico, mas deixa bandalha da balada correr solta nas noites de Campos (foto: divulgação)

 

 

Flagrante da Guarda Municipal consumando reboque de carro no último sábado, mesmo após ser informada que seus ocupantes eram um casal que levara o filho de um mês ao médico (foto de Ricardo André Vasconcelos)
Flagrante da Guarda Municipal consumando reboque de carro no último sábado, mesmo após ser informada que seus ocupantes eram um casal que levara o filho de um mês ao médico (foto de Ricardo André Vasconcelos)

Wellington Levino. Este é o nome do comandante da briosa Guarda Municipal de Campos, que defendeu a ação dos seus homens, ao não interromperem o reboque de um carro pela empresa Pátio Norte, mesmo após os proprietários do veículo ainda no chão aparecerem: um casal com um bebê de apenas um mês no colo que, doente, havia sido levado pelos pais ao médico. O caso aconteceu na manhã do último sábado (20/02), na rua Alfeu Silva, quase esquina com 13 de Maio, no Centro.

Flagrado com fotos pelo jornalista e blogueiro Ricardo André Vasconcelos, que o divulgou inicialmente aqui, na democracia irrefreável das redes sociais, o caso foi repercutido pela Folha da Manhã, em sua edição dominical, quando se tornou o assunto mais acessado e comentado da Folha Online (aqui) naquele dia. Indagado sobre a falta de bom senso de seus homens, ao não liberarem o casal e seu bebê após a aplicação da multa, o intrépido Wellington Levino disse:

— Uma vez iniciado o processo de reboque, este não pode ser interrompido. A medida que o condutor comete uma infração, ele assume a responsabilidade de arcar com as devidas sanções administrativas.

Por sua vez, em comentário à postagem inicial de Ricardo nas redes sociais, a mãe do bebê, Carla Carvalho teve a dignidade de assumir aqui sua identidade, ato e motivo:

— Bom, o carro é meu. Sei bem que estacionei errado, mas quando você se encontra com um bebê de apenas 1 mês chorando com dor, nada importa pra uma mãe. Errei sim, mas quando eu e meu marido chegamos no local, o carro ainda estava todo no chão, conversamos com eles e eles sequer quiseram saber de nada (…) Enfim errei e terei que arcar com meu erro, mas largaria meu carro novamente em qualquer lugar pra socorrer meu filho ou qualquer outra pessoa que precisasse de ajuda.

Tudo isso devidamente relembrado e posto, resta saber onde estavam os diligentes guardas municipais de Campos, sob comando do zeloso Wellington Levino, na noite desta quarta-feira, na rua Pero de Góis, no Parque Tamandaré. Nesta noite, como em várias outras, frequentadores da casa noturna Tacada Certa, assim como taxistas à cata dos fregueses fugitivos da Lei Seca, fazem fila dupla, às vezes tripla na rua, sem ser importunados por quem quer que seja, nem aqueles que acionam e consumam o reboque de um carro no qual um casal de pais levou seu filho de um mês ao médico.

Na dúvida, confira os flagrantes feitos há alguns minutos da bandalha que se repete, numa tacada certa, nas baladas de quarta a domingo:

 

IMG_4300
Fila longa e dupla de táxis na noite desta quarta, como em várias outras na Pero de Góis, sem ser incomodada pela Guarda Municipal (foto de Aluysio Abreu Barbosa)

 

 

IMG_4306
Se a Guarda não aparece para fazer seu papel, a viatura da PM passa pelo desrespeito flagrante à lei como se nada estivesse acontecendo (foto de Aluysio Abreu Barbosa)

 

 

IMG_4323
Para atender à clientela do Tacada Certa, a lateral da esquina e dos canteiros da Pero de Góis são utilizados livremente como estacionamento em fila dupla (foto de Aluysio Abreu Barbosa)

 

 

Enquanto esta postagem era escrita, a fila dupla da bandalha se alongada tomando todo um quarteirão da pero de Góis (foto de Aluysio Abreu Barbosa)
Enquanto esta postagem era escrita, a fila dupla da bandalha se alongava pelo início de madrugada de quinta, tomando todo um quarteirão da Pero de Góis (foto de Aluysio Abreu Barbosa)

 

Atualizado às 9h49: Confira aqui, no Blog do Bastos, o flagrante recente, feito pelo radialista Cacau Borges, de um carro da intrépida Guarda Civil Municipal de Campos comandada por Wellinton Levino, estacionado sobre uma faixa de pedestre e com IPVA vencido.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 38 comentários

  1. Só uma palavra resume toda essa situação. VEEERRRGGGOOONNNHHHAAA.

  2. Uma reportagem totalmente parcial. Está nítido que o objetivo desta é tentar atingir a pessoa do comandante. Bandalha existe em vários locais da cidade pois é pequeno o efetivo da guarda. Algum político deve ter “pedido” pra fazer essa matéria

    1. Caro Ralph,

      Sim, o objetivo é criticar o comandante que defende a ação de reboque de um carro ainda no chão, cujos donos chegam a tempo de se identificarem como pais que levavam o filho de um mês ao médico. Foi isto que atingiu a toda a comunidade: o ato de quem ela paga para defendê-la. Qt a entender a denúncia como sob encomenda, sobretudo de um “político”, por favor, tenha a dignidade de não medir outrem pela própria régua.

      Grato pela chance de tornar as coisas claras!

      Aluysio

  3. Peraí, peraí gente. Quem falou que guarda municipal trabalha à noite? Procura um guarda trabalhando depois das 18h. Quantas vezes passei na Beira Valão com 28 de Março, tudo engarrafado, tudo embolado e ninguém da guarda. Após 18h? Na hora da balada? Esquece GM. É um absurdo!

  4. Este fato ocorrido com o casal e o seu bebê, tornou-se quase que,um fato icônico para dar mais força ao processo social contra as ações da GCM. É sofrido demais trabalhar num órgão que por força de sua natureza, tenha que, dentro de suas ações, pautadas numa lei que existe há dezenove anos, receber críticas baseadas em sentimentalismo. A medida administrativa, neste caso e nos outros, até onde eu saiba, não faz menção exceptuando casos de socorro médico em veículos particulares. Creio que, neste caso específico, tenha havido um telefonema de reclamação, em relação ao estacionamento irregular do veículo. A norma de ação da briosa GCM, como bem disse o nobre e imparcial colunista, foi seguida à risca neste caso. Se este casal, ao sair para levar seu bebê ao médico, fosse obstruído por um veículo estacionado defronte ao seu portão de saída de veículos, cobraria qual ação? Se a GCM tivesse liberado o veículo deste caso, no ato em tela, estaria dando tratamento diferenciado a este casal, aí já teríamos, quiçá, uma manchete diferente dizendo que “se quiser estacionar o seu veículo em local irregular e não tê-lo rebocado, basta apresentar um bebê”! Quanto ao fato do estacionamento irregular flagrado e fotografado pelo zeloso colunista, resta saber se foi comunicado ao telefone 153, visto que a GCM não é dotada com o dom da onipresença, e trabalha com poucas viaturas, sendo que o nosso vasto município não se resume ao quarteirão da Pero de Góis e, até onde sei, se queremos uma sociedade melhor, devemos ajudar, enquanto cidadãos, a quem é pago por nós, pela formação e manutenção de tal sociedade. Também sou pai e, quando saio com o meu veículo, se precisar, pago estacionamento. Já paguei multas de trânsito e não reclamei, pois estava errado. Infelizmente, sempre haverá, dentro da esteira do cumprimento da lei, diversas situações. Pais com filhos, deficientes físicos, pessoas desempregadas, pessoas com depressão, etc. O que fazer para não ser mais uma “vítima” do cumprimento da lei? Procure agir dentro da lei! Caro jornalista, agradeço pelo espaço e peço aos seus leitores que, utilizem as ferramentas tecnológicas para ajudar no cumprimento das leis de trânsito.

    1. Nobre, imparcial e zeloso Guilherme,

      Como diria Jack, vamos por partes:

      1 – O fato ocorrido com o casal e seu bebê se tornou icônico e gerou reação da sociedade, porque esta, felizmente ao contrário de vc, não confunde humanidade e bom senso com “sentimentalismo”.

      2 – Chato ter que ensinar o Código de Trânsito a quem diz pertencer à “briosa GCM”. Mas diante do que vc chama aleatoriamente de “norma administrativa”, peço licença ao jornalista Ricardo André Vasconcelos, autor da denúncia inicial, para didaticamente transcrevê-lo:
      “O comandante e seus comandados parecer desconhecer o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – Lei 9.503/97, que em seu artigo 270 deixa claro que rebocar o veículo é exceção e não a regra, como no caso do casal de sábado.
      Segundo a lei, ‘quando a irregularidade é sanada no local da infração, o veículo é liberado tão logo seja regularizada a situação’. E mais: no § 4º ainda é mais explícito: ‘Não se apresentando condutor habilitado no local da infração, o veículo será recolhido ao depósito…’”

      3 – Sugerir como manchete “se quiser estacionar o seu veículo em local irregular e não tê-lo rebocado, basta apresentar um bebê” é ausência de noção de ridículo. Talvez fosse mais proveitoso estudar o Código Nacional de Trânsito, sobretudo seu artigo 270, para se tornar um guarda mais bem informado das suas atribuições, do que se arriscar no jornalismo.

      4 – Não, nosso vasto município não se resume ao “quarteirão da Pero de Góis”, muito embora, salvo engano, ele também pertença ao município. Mas basta ler os demais comentários desta postagem, a maioria críticos à ação e omissão da “briosa GCM”, para constatar que a bandalha está generalizada na cidade. Na dúvida, leia os comentaristas Celso (8h44), Miguel (9h31)e Ediel (9h49) para tentar agir onde deve.

      Grato pela chance do esclarecimento!

      Aluysio

    2. Estimado GUILHERME,
      Você é contraditório. Começa enaltecendo a GCM e diz que ela cumpre sua função apesar das dificuldades a que é submetida, para, em seguida, citar textualmente: “… peço aos seus leitores que utilizem as ferramentas tecnológicas para ajudar no cumprimento das leis de trânsito”. Me explique, por favor: fazer cumprir as leis de trânsito no município é ou não atribuição exclusiva da GCM ? Pergunto porque se for necessária a intervenção da população para que essas leis sejam cumpridas, para que existe então a GCM ? Aliás, no tocante às ferramentas tecnológicas, quando é que a GCM vai adquirir os etilômetros (bafômetros) para realizar suas blitzen sem precisar da participação da PRF porque esta última só vai para levar o citado equipamento que ela possui ?

  5. Eu vou deixar aqui uma pergunta para cada campista fazer a si mesmo. Que diferença faria na sua vida de a guarda municipal fosse extinta? Só pra exemplificar. Não seria ela que teria que coibir as lotadas em plena luz do dia no centro de Campos? Filas enormes na nossa cara todo dia. E o que ela está fazendo? Nada…Uma porrada de guarda na rua conversando, olhando celular, tudo com cara de mal. Mas coibir lotada, nada! É só um exemplo. Diferença nenhuma na nossa vida. E mais. Entre no portal da transparência e veja a média do salário dos guardas. Vão ter uma surpresa. Então faça essa pergunta a você mesmo!

  6. Eu acho que um erro não justifica outro, se um carro é apreendido por cometer uma infração passível de reboque a GCM cumpriu a lei. Agora se vários carros estão estacionados de maneira irregular, a GCM deve ser acionada.O cidadão que fotografou a irregularidade deveria denunciar a mesma e não se omitir também.

    1. Caro Tavares,

      Se “o cidadão que fotografou a irregularidade” não a denunciou, com todo o respeito, mas o que diabos vc está fazendo aqui, comentando a denúncia?

      Grato pela chance de ressaltar o óbvio!

      Aluysio

  7. A bandalha em frente a farmácia Unicafarm que fica na Pelinca, em frente ao antigo SAGRES, atual Antônio, continua a todo vapor. Vejamos:
    Há 3 vagas ali. a primeira (da esquina) é para carros de passeio comum, porém só para MOTOS. A segunda, que fica atrás, é para IDOSOS, só fica carros de passeio sem a identificação que é para IDOSOS. E a terceira, é uma tremenda ZONA, pois é vaga para deficiente FÍSICO, MAS SÓ PARA CARRÃO, HILUX ETC. E SEM A DOCUMENTAÇÃO NO PAINEL.A GUARDA MUNICIPAL PASSA ALI TODO DIA, MAS SÃO TOTALMENTE CEGOS OU ……………………

  8. Campos! A cidade que tem , dois pesos e duas medidas! Lamentável!

  9. Sabemos que A GCM trabalha somente até as 19 horas.

  10. corrigindo:
    trabalha nas ruas somente até as 19 horas. Depois desse horário… é serviço interno.

  11. Esse é o pior Comandante que a Guarda já teve. Coitados dos Guardas, lutaram tanto pra poder comandar a corporação, e quando conseguem, são representados por… isso!

  12. Leio uma matéria dessa com sentimento de tristeza,pois a função do agente de transito seria , orientar, advertir , para depois sim tomar ações devidas e necessárias, infelizmente esses valores se perderam e o inverso dada vez mais as claras.

  13. Leio uma matéria dessa com sentimento de tristeza,pois a função do agente de transito seria , orientar, advertir , para depois sim tomar ações devidas e necessárias, infelizmente esses valores se perderam e o inverso cada vez mais as claras.

  14. Governo (trecho excluído pela moderação) dá nisso. Uma cidade cheia de dinheiro fácil dos Royalties que tinha tudo pra crescer e ser exemplo, é exemplo sim. De (trecho excluído pela moderação), falta educação, falta saúde e esse monte de leis ridículas elaboradas sem o mínimo bom senso. Tá na cara que a patio norte vai ficar milionária e a prefeitura também.

  15. Acrescento as lotadas na rua Carlos Lacerda em frente ao jornal O Diário durante todo o dia, engarrafado e infernizando o trânsito no local… A GCM nunca aparece. É cega pra isso.

  16. PREZADOS,
    O que diz a Lei?
    Se o proprietário do carro chegar ao local em que haverá o reboque do carro e o mesmo ainda estiver no chão, não poderá ser rebocado, apenas aplicado a Multa.
    Caso a Guarda Municipal não acate a Lei, o proprietário pode acionar a PM para que se cumpra a Lei.
    Esta é a LEI que conheço e se fosse meu carro, tomaria as providências legais contra a GM de Campos, que agiu ilegalmente perante a LEI.

  17. infelizmente, isso é coisa comum essa pratica em toda Campos.
    na Avenida Pelínca, não é preciso sair na noite pra ver os absurdos cometidos por motoristas.
    é só da uma passada nas esquinas das ruas: Marechal Rondon, com Pelínca.
    em qualquer hora, tem carros parados na esquina destas ruas, em frente a Boate. é carros parados em local proibido e ninguém faz nada!!!
    locais onde pela lei, carros deveriam parar a 5 metros da esquina, não são respeitados!

  18. Querem ver a Guarda Municipal fazer uma mega operação e multar todos esses carros irregulares no tacada certa? É só a casa de shows barrar algum GCM que quiser curtir a festa em sua folga. Quando isso acontece, eles trabalham até de madrugada mostrando sua “força”.

  19. claro a diversao tambem e comandada pelo patrao que guloso como é temque ganhar de todos os lados !

  20. O que causa espécie é a constatação de que mesmo sendo dotada de pequeno número de viaturas e não ser dotada do dom da onipresença, conforme citado por GUILHERME, a briosa GCM infalivelmente se faz presente quando existe a possibilidade de rebocar e recolher ao Pátio Norte. Neste aspecto especificamente, a GCM mostra toda a sua eficácia apesar das dificuldades que enfrenta, fato que faz seu Comandante digno de elogios, isento de críticas e, sobretudo, ético por obedecer cegamente as Medidas Administrativas ignorando por completo as “críticas baseadas em sentimentalismo” nas palavras de GUILHERME, que prossegue citando que “… o nosso vasto município não se resume ao quarteirão da Pero de Góis e, até onde sei, se queremos uma sociedade melhor devemos ajudar enquanto cidadãos, a quem é pago por nós pela formação e manutenção de tal sociedade”. Sinceramente, GUILHERME, eu desconhecia que a formação e manutenção da sociedade campista é atributo da GCM e, sendo assim, além de maior contingente, carece indubitavelmente do acréscimo significativo e urgente no número de viaturas para que possa atuar 24 horas por dia / 7 dias por semana, na formação e manutenção da sociedade. Quanto ao que mais tem sido motivo de crítica são apenas fatos baseados em sentimentalismo, certo? Como disse que também é pai, estimado GUILHERME, espero que nunca se encontre numa situação, como a quem vem motivando essa discussão, para socorrer seu filho, a não ser que seja um pai pela metade e, além disso que seja fidelíssimo no quesito “obediência” quanto ao Comandante da GCM. Passar bem.

  21. Já que estamos passando por seria “crise” econômica,(tudo bem não justifica), mas que tal apoiarmos a extinção de GM, afinal qual a finalidade ( seria interessante que este sujeito que por motivos políticos está como “Comte”), desse explicação a população sobre a ineficiência e despreparo deste seu pessoal.
    Pois observamos diariamente o despreparo e desrespeito perante nos população que paga seus salários.
    Observamos inúmeros atos errados e descumprimentos do seu dever, pois eles mesmos avançam sinais fechados, param em local improprio, não cumprem a fiscalização de veículos (vans), e quando abordam motoristas e com imenso desrespeito, inclusive com intimidação aos mesmos.

  22. E o que dizer, em frente a padaria PONTUAL, no início da rua doutor beda com vinte e oito de março depois das 18h.

  23. Por que não procuram um especialista de trânsito (no CIRETRAN tem) para avaliar a situação? Não adianta nada ficar no ‘eu acho que tem que ser assim … que o artigo 270 diz isso ou aquilo’. Ora, além do artigo 270 existe a resolução 371 e também um TAC no município de Campos regulando a ação de remoção de veículos. Lembrando que no caso do deficiente físico na praça São Salvador o especialista não viu irregularidade na ação de remoção.

    1. Pq as pessoas não respeitam as leis?
      Pq tem caos nas ruas?
      Pq os condutores fazem o que querem????

  24. NA BEIRA VALÃO COM 28 DE MARÇO É A MAIOR BAGUNÇA, PORQUE SERA QUE A GUARDA NÃO FAZ NADA??????????

  25. E PIOR CARROS EM CIMA DA CALÇADA.

  26. 153 só ligar o plantão é de 24 hrs

  27. caro Aluysio!!
    Belas palavras que refletem o caos na gerencia da GCM.
    Esses excessos fabricados pelos nossos GCM’s despreparados refletem bem a quantas anda a instituição. Infelizmente, a exceção substituída pela REGRA de apreender veículos nessa cidade me parece uma maquiavélica e intencionada fábrica de arrecadação da empresa contratualizada para tal serviço. Já virou absurdo e comédia, ao mesmo tempo!
    Casos infames, digo isso porque são recorrentes – como as filas duplas e paradas ilegais que se formam pela Rua Gil de Góis (frente ao Alpha), pela Rua Voluntários da Pátria (frente ao ISECENSA) ou pela Barão da Lagoa Dourada (frente a creche Vivendo Aprendendo) – sem falar noutros locais, se faz um DESAFIO inacreditável aos condutores e um problema grave à mobilidade urbana da cidade. Não adianta gestão séria do transito pelo IMTT se parte de nossa população OFENDE irremediavelmente o direito de todos: o de transitar! Infelizmente, falta equidade e ação enérgica ponderada dos nosso agentes.
    Ação raivosa pessoal ou sem a seriedade que cada caso merece, só nos levará ao caos urbano, à intransigência institucional e ao discurso fictício de que politicas públicas sérias estão acopladas às ações da GCM que, onde se vê, se transformam em piadas sem graça.
    E o que mais nos aborrece, é saber que PAGAMOS por isso!

  28. Um monte aqui falando em conduta, guarda ou casal, acho que se a maioria cumprisse a lei não precisava de tantos guardas no transito. E outra, enquanto o comandante tiver rabo preso com o “governo”, vai ter sim lotada, vans irregulares, poucos ônibus, etc….estão lembrados quando uma guarda foi abordar um promotor cheio de ocorrências no que deu? Foi processada, e tanto o comandante e a prefeitura se (trecho excluído pela moderação) para a agente, mas pediram desculpa ao promotor!

  29. Fica uma dica!
    Quando ver uma irregularidade no trânsito solicite a GCM no número 153!
    Procurem saber as condições de trabalho, quantas viaturas estão funcionando, falta efetivo.Sem condições de estar em todos lugares necessários!
    A respeito do episódio do casal com bebê, o veiculo ebm cima do reboque a responsabilidade é do Patio Norte!

  30. Não vou perder meu tempo lendo tudo que foi escrito aqui porque ao começar a ler, já percebi (trecho excluído pela moderação)
    Vou me dirigir ao sr. LUIZ, somente:não sei se vc é pai. Nem me interessa saber. Só quero que você saiba que GUILHERME é um pai como foi o pai o dele: exemplar, direito, honesto, digno de orgulho da filha dele, em todos os sentidos. Quanto ao quesito obediência a que você se referiu, ele é obediente enquanto funcionário público, se é que você me entende. Passar bem, simpático.

  31. Ao Leitor Antônio Fernando:

    O Telefone 153 não funciona, pelo menos por celular! Hoje presenciei abuso com carros de lotada em pleno Centro.

    Os Guardas Municipais faziam “vista grossa”. Na Beira Rio, numa esquina, acho que Rua do Rosário, os caras não estão nem aí! Sinal abre e eles bloqueiam o tempo que quiserem! E se o motorista reclama, é ameaçado!

    Moralmente, esta Guarda Municipal não tem ‘cacife’ pra multar ninguém, porque ela não se faz respeitar.

  32. Se a bandalha jah existe e em grande quantidade, imagine depois das 19 h. Bandalha liberada geral? Essa Av. 28 de Marco , nao soh, mas principalmente nos finais de semana eh uma pista de corrida. Onde estão as blitzes ? Teriam que ser diárias, principalmente nos finais de semana,e, principalmente de novo, após as 21 hs, aih sim em vários pontos da cidade.

Deixe uma resposta

Fechar Menu