Terrorismo em Campos ultrapassa o limite da lei e exige reação

 

 

 

Tiro na cabeça?

Há limite ao “quanto pior, melhor” em Campos? Na segunda (04), a reboque da greve do servidor convocada por um Siprosep pressionado pelo receio de perder o poder para sua oposição interna, a cidade teve uma pequena mostra: coleta de lixo da Vital e ônibus parados até o final da tarde, além das ambulâncias da Prime circulando só com 30% da frota. Agora, num grupo de WhatsApp intitulado “Oposição ao Rafael Diniz”, perfis fake se organizam para tentar coagir e ameaçar fisicamente o prefeito no desfile cívico de 7 de setembro. Nas redes sociais já circulam gravações de áudio pregando: “o Rafael Diniz merece um tiro na cabeça”.

 

Nova campanha: terrorismo

Para quem tem memória ruim, convém lembrar das campanhas fracassadas por quem perdeu a eleitoral, em todas as sete Zonas de Campos, no 1º turno de outubro passado. Primeiro, as eleições a prefeito de Campos seriam anuladas em maio. Depois, o governo municipal não teria dinheiro para pagar o servidor — o que realmente aconteceria, se não fossem revertidos na Justiça (aqui) os termos pactuados pelos Garotinho na “venda do futuro”. Agora, aproveitando o descontentamento inevitável com os ajustes necessários para se pagar uma dívida de R$ 2,4 bilhões deixada (aqui) pelos oito anos de gestão Rosinha, a nova campanha é o terrorismo.

 

Descontentes

Por certo, não se pode generalizar. Há quem simplesmente não tenha votado em Rafael — embora minoria, não são poucos: mais de 141 mil campistas. Há quem tenha votado e, diante do contraste entre promessas de campanha e prática, se arrependido. Há o servidor que, independente do voto, briga pelo que entende ser seu direito. Há as empresas que prestam serviço à Prefeitura, cujos donos nem votam em Campos, mas também brigam pelo bolso. Há os do contra e aqueles que perderam a boquinha, própria ou de alguém próximo. Há até motoristas de lotadas e vans que param a cidade (aqui, aqui, aqui e aqui) para não ter suas ilegalidades fiscalizadas.

 

Reação

Independente do motivo, qualquer um pode ser contrário a qualquer governo. O que não se pode, pelo menos não se deve, é ser contra a cidade. Sobretudo quando essa (o)posição confere vaga na massa de manobra política de quem jogou esta mesma cidade na situação complicada na qual se encontra — talvez a mais difícil da sua história recente. Ao governo, por óbvio, cabe reagir politicamente, na Câmara Municipal e por um secretariado preso demais ao perfil técnico. Já contra o clima de terrorismo que se tenta implantar, a obrigação de reação é de todo o cidadão. Se o limite moral ficou para trás, quem lá o deixou deve temer o da lei.

 

Futuro em jogo

A expectativa é que as finanças do Estado do Rio entrem nos trilhos. O futuro político do Estado também está em jogo, segundo o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), que assinou ontem, em Brasília, com o presidente da República em exercício, Rodrigo Maia (DEM), a homologação da adesão do Estado do Rio de Janeiro ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF). O governador fala em “ajuste duro”, necessário e mais importante para o seu sucessor no cargo.

 

Petiscos no Farol

O setor gastronômico da praia de Farol de São Thomé está pronto para a realização do 5° Festival de Petiscos. O evento começa amanhã e será realizado ainda nos dias 8, 9, 10, 15, 16 e 17, a partir do meio-dia, em frente à área da Marinha. Na área cultural, 20 bandas foram convidadas. Os pratos serão vendidos ao preço único de R$ 15. A iniciativa segue a proposta da atual gestão de manter o Farol movimentado o ano todo. O evento é organizado pela Associação dos Hoteleiros e Comerciantes da praia e tem patrocínio da iniciativa privada.

 

Ponto facultativo

Na sexta-feira, 8 de setembro, dia seguinte ao feriado de 7 de Setembro, Independência do Brasil, será ponto facultativo nas repartições públicas municipais de Campos. A decisão do prefeito Rafael Diniz foi publicada no Diário Oficial do Município, sob o Decreto 175/2017. A medida prevê ainda o funcionamento, sem prejuízo, dos serviços essenciais, como plantões médico-hospitalares e funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS), além da coleta de lixo, entre outros.

 

Com a colaboração da jornalista Dora Paula Paes

 

Publicado hoje (06) na Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 18 comentários

  1. ALEX

    É caso serio e pra policia investigar a fundo… CAMPOS em pleno seculo XXI nao pode mais viver esse tipo de coisa, aonde um sujeito que pensa ser dono de uma cidade inteira, so porque mantem as maiores empresas, trafico, transporte irregular, comandando agremiaçoes, associações e afins… pode fazer de tudo pra conspirar contra um governo pq simplesmente perdeu a eleição mesmo comprando votos ?

    NINGUEM AGUENTA MAIS ESSA DESGRAÇA !!!

    SUMA DAS NOSSAS VIDAS…

  2. igor

    isso é (trecho excluído pela moderação) governo q não esta fazendo nada pela cidade,imprecionante!

    1. Aluysio Abreu Barbosa

      Caro Igor,

      Realmente: impreCionante!

      Grato pela participação!

      Aluysio

  3. igor

    parece q em um piscar de olhos estamos morando na suecia,a cidade virou maravilhosa q ão tem problema nenhum e o governo é uma maravilha

    1. Aluysio Abreu Barbosa

      Caro Igor,

      Tão certo qt Campos não é uma maravilha, nós não estamos morando na Suécia. Lá, quem ameaça de morte vai preso.

      Grato pela chance da observação!

      Aluysio

  4. Alex

    Votei em Rafael Diniz na última eleição e confesso estar decepcionado. Vibrei com sua vitória e a saída do “grupo Garotinho” de nossa cidade. Mas é fato que o governo atual tem se mostrado incompetente e a única coisa que se vê é colocar a culpa na gestão anterior. Acredito que o governo anterior tenha contribuído sim para essa crise mas tá na hora de agir, de usar a criatividade pra sair da crise, sem aumento das passagens e cortes no social, precisa tirar dos grandes e não fazer a parcela mais pobre da população, que usa o transporte público todos os dias para trabalhar, pagar mais por essa crise. Não tenho visto as promessas de campanha acontecer. Essa é a minha opinião, não tenho nenhum tipo de envolvimento com o governo anterior e muito menos com o atual, sou um cidadão Campista e quero que minha opinião seja respeitada. É fato que o governo Rafael Diniz está mais perdido que cego em tiroteio. Mas ainda estou esperançoso que as coisas melhorem. Não ao vandalismo/terrorismo ou qualquer coisa do gênero.

    1. Camila Canholato

      Concordo em gênero, número e grau! Faço das suas, minhas palavras. Também sou uma eleitora e munícipe profundamente descontente com a situação do município. Acrescento ainda que, sob meu ponto de vista, paralisaçao não é terrorismo! É luta por um município mais justo. Se é de cortar verbas de alguém, que corte na própria carne. Reduçao de verbas e salarios para o alto escalão do governo. Tirar a comida do pobre, para mim, é crueldade!

  5. Marcos Paulo

    Votei em rafael diniz, mas como falei… Ele fez campanha para os pobres e agora governa para os ricos… E o povo campista que votou nele, está decepcionado… Investigar as empresas de onibus, ninguem quer… E alguns dizem que é terrorismo?? Terrorismo foi aumentar a passagem, fechar o restaurante de 1 real, extinguir cheque cidadao, ficar sufocando as lotadas para priorizar as empresas de onibus… Responde ai rafael.. (trecho excluído pela moderação)… Porque rafael está acabando com a cidade…

    1. Aluysio Abreu Barbosa

      Caro Marcos Paulo,

      Quer dizer que o problema é “ficar sufocando as lotadas”???… Eee Marcos Paulo… rs

      Grato pela confissão!

      Aluysio

  6. Savio

    Que tentem! Mas que as autoridades sejam alertadas, desde a Polícia Militar, Civil, e por ameaça terrorista, as Forças Armadas, idem, a Polícia Federal.

    À medida em que se aproxima a data da sentença do “perdedor sem escrúpulos”, mais desespero veremos por aqueles que se privilegiaram de alguma forma.

    Penso que se não “azedarem” as investigações dos caciques maiores de “7 penas”, como o Temer, Lula, Dilma, etc., se não detonarem o Janot antes da também simbólica data, 16 de setembro, os demais “caciquezinhos”, mesmo este da área local, de meia pena de galinha, vai para onde merece estar!

    É incrível aqueles que criticam o atual Governo, se esquecendo que o malévolo governo anterior dilapidou os cofres públicos, praticou coisas criminosas, por exemplo, consumindo dinheiro do Fundo de Aposentadoria do Servidor Público!
    Eu também cobro do Prefeito Rafael, mas dentro do bom senso, afinal, eu não sou idiota pra fazer de conta que tudo está uma maravilha, nunca esteve, desde o primeiro dia da posse do atual prefeito: Município devedor de colossais dívidas, devido a empréstimos sucessivos e irresponsavelmente feitos!

    O povo que recrimina faz de conta que não sabe que houve uma significativa baixa nos royalties, consequentemente, aquele tempo que jorrava bilhões, já não existe mais.

    Até sair o mal cheiro do Governo anterior, leva tempo, pelo menos, uma década!

  7. Primeiro voces falaram que a culpa da crise foi herdada por emprestimos feitos pela Ex prefeita Rosinha,tudo bem, e o Estado esta negociando um negocio da China com o governo federal,sera que Rosinha e a culpada, (trecho excluído pela moderação).Eu sou contra qualquer tipo de baderna ou vandalismo, so que como esta e dificil de acreditar que vai melhorar

  8. Bruno Guaranys

    Desculpas e mais desculpas. Um discurso repetitivo que serve para mascarar a realidade, escondendo a incompetência e jogando a culpa na gestão anterior. Como tudo tem limite, o campista já se cansou das desculpas e quer ver resultados, aqueles prometidos na campanha eleitoral. No meu caso não é terrorismo, é uma cobrança simples e direta de um cidadão da planície Goitacá.

  9. Josimar

    (Trecho excluído pela moderação) Agora é só o povo manisfesfar democraticamente a sua insatisfação com o governo para eles transformarem o povo em terrorista? Começou a teoria da conspiração. (Trecho excluído pela moderação)

  10. Henrique

    Garotinho é um (trecho excluído pela moderação) campos está falido 3emprestimo fraudulento que tem ser investigado és vereadores agitando nas manifestação bucha do ditador garotinho as pensa que prefeitura e cabo de emprego nos no outro governo inventou RPA pra (trecho excluído pela moderação) os trabalhadores

  11. Henrique

    O (trecho excluído pela moderação) garotinho quando assumiu a prefeitura que a mulher mãe prefeita tds. Mundo saber e fantoches que é o ditador que prefeito mando 14 chefes de família pra ninguém se manifestou as tem que saber que mudou de governo acabou a boquinha que receber que direitos aceitou se RPA ser mantido por um grupo que falou campos

  12. Henrique

    Tds campista saber que garotinho é um terrorista quero saber falta oque pra ele está na cadeia não respeita magistrado ainda tem otários que faz oque ele manda esses vereadores derrotados pau mandado

  13. Esse mesmo grupo que governa a Cidade de Campos, e o mesmo que apoiou Sergio Cabral e Pezao para o Governo do Estado,olha o resultado.Eu espero absolvicao de Garotinho no caso xequinho,ele nao fez uso de dinheiro publico para dar presente a Rosinha e nem abriu conta bancaria no exterior

  14. Esse chequinho de duzentos reais da muito mal para comprar uma cesta basica, e so ir ao supermercado e confirir,

Deixe um comentário