Há 68 anos, Brasil já culpava o juiz pelo empate na Copa com a Suíça

 

A Seleção Brasileira empata com a Suíça num jogo de Copa do Mundo. E boa parte da imprensa e torcida do país do futebol culpam a arbitragem pelo resultado abaixo do esperado. Brasil 1 x 1 Suíça em 17 de junho de 2018, pela Copa da Rússia?

Na verdade, foi um poquinho antes. Era 28 de junho de 1950, quando o Brasil 2 x 2 Suíça foi disputado no Pacaembu, na primeira Copa do Brasil. No último domingo, na Arena de Rostov, as duas seleções teriam seu segundo encontro em Mundiais.

No empate mais recente, o juiz mexicano Cesar Ramos foi considerado culpado pelo futebol que a Seleção Brasileira não apresentou para derrotar os suíços. E pelos mesmos motivos, há 68 anos o responsabilizado foi o árbitro espanhol do primeiro empate: Sr. Azon.

No contraste (ou sua ausência) entre passado e presente, uma certeza: quase sete décadas antes do VAR, já éramos campeões no mi-mi-mi. E foi antes mesmo de ganharmos nossa primeira Copa do Mundo, em 1958.

Abaixo, para tirar qualquer dúvida, a reprodução da página 11 do jornal A Gazeta Esportiva, em sua edição de 29 de julho de 1950, com a repercussão do empate da Seleção Brasileira em 2 a 2 com a Suíça, válido pela segunda rodada do Grupo 1 da Copa do Mundo de 1950, no Brasil:

 

No destaque, as reclamações da imprensa brasileira contra a arbitragem, para tentar justificar o futebol não apresentado no empate Brasil 2 x 2 Suíça, válido por uma Copa do Mundo

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe um comentário