Opiniões

Sesc Mineiro de Grussaí demite funcionários e fecha sem perspectiva de retorno

 

Tradicional Sesc Mineiro demintiu funcionários e fechou as portas (Foto: Divulgação)

 

Devido ao isolamento social para tentar conter a pandemia da Covid-19, o Sesc Mineiro de Grussaí decidiu encerrar suas atividades por tempo indeterminado e demitir seus 700 funcionários e servidores terceirizados. Os que residem em Campos acertaram suas contas na CDL deste município, enquanto os que habitam em São João da Barra o fizeram no próprio Sesc.

No início de abril, a maior parte dos funcionários e terceirizados do Sesc havia sido colocada de férias, com a perspectiva de retornar ao trabalho na última segunda (04). Quando foram comunicados para retornar hoje (06). Devido às dificuldades de locomoção por conta da barreira sanitária de São João da Barra, o CDL de Campos também foi usado para comunicar o fechamento da unidade de Grussaí e os desligamentos.

Há décadas o Sesc Mineiro de Grussaí era uma referência do balneário sanjoanense. Não só em serviço de hospedagem, mas também como opção de restaurante e lazer. Seu fechamento sem perspectiva de reabertura é um triste sinal da crise econômica, advinda da pandemia do novo coronavírus.

No último dia 30, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do ministério da Economia, Salim Mattar, projetou que a taxa de desemprego no país, que já era alta antes da pandemia, pode até dobrar por conta dos impactos da crise da Covid-19 na economia.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Absurdo. Bastou o governo sinalizar que haverá maior fiscalização sobre a montanha de dinheiro que o Sistema S administra que o Sesc MG começou a fechar as pousadas. Dinheiro há e não é pouco.

  2. o que a Suécia tem de boas práticas que não podemos utilizar no Brasil? Tem horas que eu acho que o Bozo tem razão…

Deixe uma resposta para Manoel dos Santos Ribeiro Cancelar resposta

Fechar Menu